Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

21
Mai 11

Esfinge – Egipto

 

Com a nossa língua húmida conseguimos comer a mais seca das areias, enquanto perdemos a nossa face em troca de um espectáculo sem alma e sem nada e com a presença mínima, de alguns homens e de alguns cavalos.

 

Vale das Dolomites – Itália

 

São dois mundos em confronto na partilha de um espaço em transformação. Provavelmente dois eventos complementares de uma transformação do espaço, mais vasta e mais profunda, da qual não distinguimos os limites, mas na qual estamos inseridos, observando e participando. A profundidade insere-nos na paisagem, puxando-nos para o seu interior, o ventre da terra-mãe. A altura da rocha e o verde da terra fazem o resto!

 

(Fotos National Geographic)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:35

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18

23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Paisagens

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO