Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

21
Mai 15

Nesta imagem espectacular do planeta anão CERES (obtida a 16 de Maio deste ano a partir das câmaras da sonda norte-americana DAWN) podemos observar mais uma vez as misteriosas manchas brilhantes (na imagem três) aparecendo numa das crateras localizadas à sua superfície. Foi tirada a uma distância de 7.200Km do planeta. Podendo ser naturais ou (até) artificiais.

 

Estas manchas começaram a ser detectadas na sequência da aproximação da sonda da NASA ao pequeno planeta situado na Cintura de Asteróides, provocando desde logo a curiosidade e atenção entre os cientistas responsáveis pela missão, não só pela sua estranheza, como até pela possibilidade de tal fenómeno poder ser um indício da presença de água no local.

 

PIA19559_modest.jpg

Manchas brilhantes na superfície de Ceres

 

Ceres: um corpo celeste que tal como Plutão já fez parte da restrita família de planetas (principais) pertencentes ao Sistema Solar, localizado na região da Cintura de Asteróides (entre as órbitas de Marte e do gigante Júpiter) e apresentando um diâmetro de quase 1.000Km que o transforma no maior objecto aí situado. Um mundo ainda desconhecido e que pela sua localização muito nos pode ensinar.

 

Existe a hipótese de entre as órbitas de Marte e de Júpiter (algures no passado) tenha existido um planeta. Talvez existindo lá vida, um dia sujeito a um cenário (extremo). Esse mundo desintegrou-se e no mesmo espaço surgiu uma (nova) organização: distribuindo-se pela região do espaço entre rochas e fragmentos. Uns como resultado do embate outros como meras luas presentes.

 

No caso deste planeta anão (irmão de Plutão, mas muito mais perto) as manchas luminosas observadas à sua superfície só poderão significar que estamos em presença de material reflector – o que equivalerá a afirmar que a sua cor será clara (como a das casas algarvias caiadas de branco ou a da água gelada). E que por outro lado podendo ser naturais, nada impede que sejam artificiais (como na Terra ao ser iluminada de noite).

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:13

27
Ago 12

Imagens de três das luas de Saturno ENCELADUS, TITAN e DIONE

(sonda CASSINI)

 

          

As fontes da lua ENCELADUS localizadas na região do polo sul

 

          

Nuvens luminosas no polo sul da lua TITAN e lagos de metano líquido

 

          

Superfície gelada da lua DIONE com numerosas fraturas geológicas e carregada de crateras

 

(NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:55

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

As Luzes de Ceres II

Luas

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO