Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

17
Jun 19

“Westerners spend four plus hours a day, the equivalent of two months a year, or nine years in a lifetime, being hypnotized by a television screen without being conscious of the effects this activity has on them. They have nearly stopped interacting with friends, neighbors, community, and even family. Their free time is spent in imaginary relationships with fictitious characters on the screen.” (barbershopbobby.com)

 

MediaforDummies.jpg

1

 

Para todos aqueles que ainda não se convenceram não passarmos de “Seres Vivos previamente Condicionados − desde que este Molde que a todos nos deu origem foi num Cenário disponibilizado (num certo Tempo e num determinado Espaço) aplicado e implementado – sem grande capacidade de iniciativa e de inovação (mentalmente estáticos) e por acomodação (física) adaptando-nos facilmente às piores condições (desde que mínimas) de sobrevivência (mesmo contrariando as indicações básicas, trocando o nomadismo pelo sedentarismo) – segundo o Guião anexo ao nosso Molde (e segundo o Manual de Instruções) na concretização de uma Projeção tendo-nos aparentemente como Protagonistas mas sendo (no entanto) suportada por uma Estrutura Fixa (contrária ao Movimento) e Tendencialmente Fechada (evitando contaminações), não Evolutiva (pela sua Qualidade) apenas Replicativa (pela sua Quantidade) – a certeza cada vez mais intensa e cada dia que passa mais intrusiva de que “já nada controlamos”, a não ser sermos nós próprios controlados (muitas vezes até por “auto delegação e compreensiva negação”) pelos sucessivos acontecimentos mesmo que por nós percecionados e sentidos, podendo atualmente e segundo a disponibilidade dos Média, ser verdadeiros ou simplesmente  FAKE NEWS. Ou não fosse a Imaginação (Invertida e convertida depois de editada, em Manipulação) uma componente fundamental desta Realidade. E pelas tendências (pelos vistos Excecionais) com a patente − da “Máquina de Controlo Mental” − a estar registada nos USA em versão TRUMP ou então HILLARY.

 

us-mind-control-patent-6506148-b2-humans-can-be-ma

2

 

“Physiological effects have been observed in a human subject in response to stimulation of the skin with weak electromagnetic fields that are pulsed with certain frequencies near ½ Hz or 2.4 Hz, such as to excite a sensory resonance. Many computer monitors and TV tubes, when displaying pulsed images, emit pulsed electromagnetic fields of sufficient amplitudes to cause such excitation. It is therefore possible to manipulate the nervous system of a subject by pulsing images displayed on a nearby computer monitor or TV set. For the latter, the image pulsing may be imbedded in the program material, or it may be overlaid by modulating a video stream, either as an RF signal or as a video signal. The image displayed on a computer monitor may be pulsed effectively by a simple computer program. For certain monitors, pulsed electromagnetic fields capable of exciting sensory resonances in nearby subjects may be generated even as the displayed images are pulsed with subliminal intensity.” (Nervous system manipulation by electromagnetic fields from monitors/2001/google.com)

 

mk-ultra_af9d84f3.jpg

3

 

No que diz respeito à célebre patente norte-americana identificada como “US patent 6506148 B2” da autoria de [Loos; Hendricus G. (Laguna Beach, CA)] datada (em ficheiro) de 01.06.2001 já lá vão 18 anos, provavelmente já em plena aplicação, mas sem acompanhamento ou divulgação considerada relevante e como tal passível de ser noticiada– com a mesma (patente) na respetiva altura e no seu próprio contexto (início do séc. XXI) a “nem sequer poder ser considerada” como algo tendo como tronco comum (de investigação e de experimentação) factos de alguma forma ligados não tanto à Realidade, mas à “Antecipação Científica(ou seja à “Inovação na Experimentação”, vista não como a procura a partir do Molde original da Perfeição − como se este [molde] não fosse a sequência de um Outro − mas como a concretização de uma Utopia, antes de o ser, considerada de “praticabilidade” Impossível unicamente por não totalmente controlável), ou não fosse o tema do “Controlo da Mente” algo de tão Antigo e Recorrente (oriunda de um passado remoto e certamente que aplicado por associação) como o das nossas próprias Origens e a dos nossos Criadores. Como se vê sendo o Homem sempre colocado entre os 2 ponteiros (horas/minutos) de um Relógio (analógico), mais tarde ou mais cedo com os mesmos (ponteiros ou lâminas) no seu movimento de rotação em torno do seu Eixo Virtual aplicando-se ao Espaço (para nós Real) e no cumprimento do processo (faseadamente) decepando-nos: se anteriormente cortando cabeças, agora e sem sobressaltos mantendo-as no lugar.

 

thinkstockphotos-478952698-100609777-large.jpg

4

 

E já no século passado com as diferentes fases da Revolução Industrial a serem introduzidas rápida e sequencialmente (talvez como nunca visto nos últimos milénios) produzindo efeitos práticos e de usufruto imediato (até pela introdução das linhas automáticas de montagem), com o sucesso instantâneo e como que exponencial das Sociedades (desenhando-se nas nossas prodigiosas Projeções Futuras) acompanhando o crescimento de Investimentos então disponibilizados, a reacender o conflito (que será sempre eterno, tal como o conflito Ricos/Pobres) entre Investidores (os Milionários) e Intermediários (os Políticos) − dois Poderes no presente travando um conflito  de grandes proporções (mesmo ideológicas e extremistas e em ambos os lados REP ou DEM) no interior dos próprios EUA − e aí introduzindo um Novo Poder num braço paralelo (e financiados pelos mesmos interessados, com o mesmo objetivo) ao poderoso Ramo Militar (e seu Complexo Industrial associado) o ramo da Comunicação Social (o erradamente chamado 3º Poder, não o sendo por dependente dos outros dois) utilizando amplamente todos os seus recursos (só ao alcance deles) desde os mais tradicionais (como a imprensa escrita e a rádio), passando pela TV (a Caixa que Mudou o Mundo), até todas as estradas e autoestradas da Informação hoje das mais diversas formas utilizadas: como será o caso da Rede da WEB, hoje entrando (a nosso convite) não só (sob a forma de eletromagnetismo) em nossa casa, mas de lá levando e lá deixando algo (física e espiritualmente) − obrigatoriamente e como não poderia deixar de ser em qualquer troca comercial, agora que o Homem foi despromovido de Sujeito a Subobjecto. Manipulando-nos sem recorrer a violência física visível, mas segundo uma estratégia extremamente eficaz de adição irreversível (uma dependência introduzida subliminarmente e com um método penetrante, intrusivo e tornando-nos hospedeiro parasitário): como se fosse uma Droga.

 

media_filters_button.jpg

5

 

Com os Media tentando extrair o que de pior há no Homem (de modo a assim se apossarem de “todas as armas”) a utilizarem todos os tipos de estratagemas para nos manipularem, nos condicionarem nas nossas atitudes e comportamentos (muitas vezes nem sequer nos dando uma alternativa mesmo que aparente), banalizando a violência (a doença e a morte), corresponsabilizando-nos pela nossa indiferença (sentindo-nos culpados), fazendo-nos passar ou convencer da nossa infeliz estupidez (aceitando tudo sem qualquer tipo de reação ou resposta), no fundo distraindo-nos ainda um pouco mais (“ainda enevoados propondo-nos mais um chuto”) e até nos convencendo de uma nova e declarada “novidade (apesar de tão velha como nós) denominada FAKE NEWS: como se estivéssemos já a caminho de uma inevitável Overdose. Falando-se do Alvo direto os mais de 7,5 biliões de pessoas − um número já declarado oficialmente excessivo para as capacidades logísticas do nosso planeta – sendo constantemente esmagado pelo crime e pela violência em série (e numa catadupa infindável de séries), pela publicidade a produtos enganadora, pelos falsos “Espetáculos de Realidade (Reality Shows), pelos programas de manipulação política e até desportiva (infestados de fazedores-de-opinião só sabendo gritar e ameaçar) e mesmo assim colocado (os quase 8 biliões) perante tal desprezo dos representantes do Poder para com a Humanidade (que dizem terem sido superiormente nomeados para nos defender) continuando estes a aceitar o mesmo caminho como se fosse esse o seu Destino: hoje sendo biliões amanhã uns poucos milhões.

 

“Schooling plays a big role in programming the population, but the most potent and prevalent educational tools are the mass media. These are devised to reach a large audience via the broadcasting of information through natural means (spoken or written language, posters) or technological ones (radio, television, cinema, the Internet). With time, the elite has come to control all the important mass media outlets and are now able to dictate their contents. The trick is easy. All the elite need to do is repeat the same simplistic lies in all the media and the population will believe them without a doubt. This is how lies acquire an irresistible aura of credibility.” (barbershopbobby.com)

 

(imagens: (1) theantimedia.com – (2/3/4) disclose.tv – (5) hellogregory.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:31

07
Mar 18

No Final de Um Império

 

Com a recente publicação pela revista norte-americana FORBES (sediada em Nova Iorque e dedicada aos Negócios, às Finanças, à Economia) da Lista das Pessoas Mais Ricas do Planeta (integrando mais de 2200 milionários, mais de 70 países e onde um português/por Portugal ocupa a 382ª posição), é relativamente fácil numa rápida e primeira análise à lista agora editada, verificar quais os Sectores da Sociedade controlados atualmente pelos Novos Senhores do Mundo.

 

Amazon-CEO-Jeff-Bezos-is-now-the-richest-person-in

JEFF BEZOS

O Homem dos 3 Dígitos

(X 1 bilião)

 

No caso de alguns analistas portugueses (como poderá ser o caso da revista Exame/visão.sapo.pt/exame) o mais importante sendo descobrir quais os mais ricos (talvez só por isso/o dinheiro acumulado e para os escolher como modelos/neste caso com Jeff Bezos em 1º e no comando), desses os mais próximos de nós (em geral à procura dos seus podres para se poder dizer mal deles e por inveja arredá-los/neste caso estando a caída em desgraça Isabel dos Santos em 924º lugar) e já agora a nossa posição Neste Mundo (avaliando o nosso índice fálico conforme o seu movimento em altura/neste caso com a viúva de Américo Amorim em 382º lugar) e futuras hipóteses e possibilidades (de penetração) ‒ considerando que o Presidente da maior potência do Mundo (os EUA) aparece apenas em 766º lugar.

 

Mas nada disto interessando a não ser para Acumular (ainda mais) Lixo, sendo muito mais interessante para além de estabelecer um Ranking (como será o caso das escolas, comparadas umas às outras, sem se preocupar com o ambiente económico-social, onde estão inseridas) ‒ péssima ideia convidando à apatia e ao conformismo ‒ conhecer em que setores cada um desses milionários investe, originando com a sua ação o disparar (do valor) da sua exponencialmente crescente Fortuna. E assim vejamos o quadro (do Top 20 e expresso em Biliões de Dólares) ‒ apenas com 1 milionário apontado (em biliões de dólares) aos 3 dígitos e com outros 10 milionários apenas com dois dígitos mas sendo superior a 50 (biliões) ‒ e a parir daí tiremos (tirem) conclusões (nem que seja só uma e de preferência a mais importante):

 

R

I

N

F

V

R

I

N

F

V

1

JEFF

BEZOS

EUA

Amazon

112

11

MICHAEL BLOOMBERG

EUA

Bloomberg

LP

50

2

BILL

GATES

EUA

Microsoft

90

12

LARRY

PAGE

EUA

Google

48

3

WARREN BUFFETT

EUA

Berkshire

H.

84

13

SERGEY

BRIN

EUA

Google

47

4

BERNARD ARNAULT

FRA

LVMH

72

14

JIM

WALTON

EUA

Walmart

46

5

MARK ZUCKERBERG

EUA

Facebook

71

15

ROBSON

WALTON

EUA

Walmart

46

6

AMANCIO ORTEGA

ESP

Zara

70

16

ALICE

WALTON

EUA

Walmart

46

7

CARLOS SLIM

MEX

Telecom

67

17

MA

HUATENG

CHI

Internet

Media

45

8

CHARLES KOCH

EUA

Koch

60

18

F B

MEYERS

FRA

L’Oreal

42

9

DAVID

KOCH

EUA

Koch

60

19

MUKESH

AMBANI

IND

Petrochemicals. Oil & Gas

40

10

LARRY ALLISON

EUA

Software

58

20

JACK

MA

CHI

E-Commerce

39

(R: Ranking I: Identificação N: Nacionalidade F: Fonte V: Valor em biliões)

 

Olhando para a tabela destacando-se desde logo a presença norte-americana (65% de Presenças e mais de 70% de Valor) e apenas a intrusão de outros 5 países: 1 do continente americano (México) ‒ importante nas telecomunicações pela ação fulcral que representa para o país ‒  2 do continente europeu (Espanha e França) ‒ incidindo sobre mercados supérfluos e inúteis, muitos deles minoritários mas de luxo (e mais dirigidas aos desejos das elites) ‒ e outros 2 do continente asiático (Índia e China), um deles ligado a um conglomerado e o outro ao extraordinário Mundo Digital.

 

global-control-1.jpg

Ecossistema das Corporações Transnacionais

Contendo 75% do total de corporações, com 35% delas localizadas no seu núcleo e no entanto representando 95% do valor de toda a rede aqui ilustrada (Kate Torgovnick/ted.com)

 

Virando-nos finalmente para os setores e para o investimento feito pelos artistas ‒ os Bilionários ‒ concluindo-se o forte interesse (no investimento) nas Comunicações e nos Média, abrangendo uma área tão vasta incluindo os mais diversos (e apetitosos) interesses: em ramos como o do e-commerce, do digital e da eletrónica, do software e do hardware e das redes sociais e da internet. Ou seja para além do controlo das fontes vitais de sobrevivência e de abastecimento (por exemplo a Walmart), manipulando-se igual e simultaneamente a opinião pública (por exemplo com o Facebook) agora com notícias adaptadas (à Nova Realidade) como o serão as FAKE NEWS (vindas de todos os lados para aquecer mais a malta, queimando-nos de vez os fusíveis e esgotando-nos a força). Restando à decrépita Europa (uma velha decadente, vivendo de roupa e cosméticos e ainda com sonhos sendo para nós pesadelos) o ramo da Decoração.

 

E Dando Origem a Um Outro Império

 

maxresdefault.jpg

EUA vs. China/Rússia

Científica e Matematicamente

Num duelo em que o vencedor não será sempre o mesmo

 

E da mesma forma que o Dólar (como qualquer símbolo representando num determinado momento da História o poder de um Império) se vai esvaziando irreversivelmente à medida que o seu equivalente

 

‒ E principal ATIVO (sobretudo Económico-Financeiro)

 

Se vai degradando aceleradamente (no presente com uma dívida nacional a ultrapassar os 20,8 milhões de milhões de dólares),

 

- Como se tudo o que tem feito funcionar o mundo (até ao presente) tivesse repentinamente deixado de funcionar ‒ dado não haver a partir de agora o objetivo de utilizando matéria-prima produzir (algo de concreto e palpável) oferecendo algo (que não sansões e balas) para a troca (obrigatória),

 

- E como que alguém tivesse descoberto uma Nova Pólvora e por qualquer motivo não o quisesse divulgar (conversas da treta) ‒ como se não sentíssemos com todos os nossos órgãos o grande estrondo e a nossa subsequente implosão como sujeito,

 

O que na Realidade estará a suceder será (certamente) uma Mudança de Desígnio (Global), com mudança de Cenário (EUA) assim como de Protagonista (Amigo Americano):

 

Com a Ásia e a China (juntando-se a ela a Rússia) na frente do pelotão (enchendo-se de ouro e de prata e outros materiais preciosos)

 

E espantosamente com os EUA vendo a Caravana passar (cheio de dólares e de mais nada) e o seu Mundo a Esvaziar: como se fosse mais um balão fabricado na China.

 

(imagens: aonepunjabitv.com ‒ blog.ted.com ‒ Military Update/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:13

10
Jan 17

E ainda esperando no Apeadeiro, há muito tempo Encerrado (os Democratas)!

(E Bernie Sanders? Por onde anda? Ainda não o descobriram?)

 

TRUMP PUTS SON-IN-LAW IN WHITE HOUSE

 

Nepotism Fears

Conflict Of Interest Bonanza

‘More Like His Father-In-Law Than Anyone Imagines’

 

5873d77b1200002d00ad67e6.jpeg

Kushner, o genro

 

Donald Trump To Name Son-In-Law Jared Kushner Senior Adviser To The President

 

Kushner played a key role in Trump’s presidential campaign.

 

President-elect Donald Trump intends to name his son-in-law, Jared Kushner, to the position of senior adviser to the president, multiple news outlets reported Monday.

 

Apesar de terem perdido a corrida Presidencial de 2016 para o candidato Milionário e Palhaço Donald Trump (posteriormente evoluindo e transformando-se num Boneco Diabólico tipo Chucky), os Democratas através da ação da sua poderosa máquina de informação instalada na Comunicação Social norte-americana (e nos seus aliados subsídio-dependentes sobretudo Ocidentais), das agências governamentais ainda apoiantes das estratégias Democratas de Obama/Clinton (FBI internamente e CIA no exterior) e do seu ainda Presidente Barack Obama (a tomada de posse do novo Presidente será apenas a 20 deste mês) – e já agora sem força para fazer mais nada dadas as suas derrotas nos Representantes e no Senado – insistem através dos apoiantes da candidata derrotada e Democrata de Hillary Clinton em não querer ver a nova realidade política com que agora se deparam e enfrentam (talvez como consequência de oito anos de políticas ineficazes de Obama, coroados por uma candidata não-consensual e pré-derrotada) e não reconhecendo a derrota da sua candidata continuam a atacar sistematicamente Donald Trump, como se este também ainda o fosse e não como o presidente eleito dos EUA (que de facto já é). Pelo que episódios como o da nomeação do genro de Donald Trump (trabalho dos MÉDIA), como o do hacking dos russos às eleições norte-americanas (trabalho do FBI e CIA) e como a dos diplomatas russos expulsos dos EUA (trabalho de OBAMA) na realidade de nada valem, sendo apenas um ato desesperado para travar o Presidente eleito dos EUA (do lado Republicano) e de reconhecer (do lado dos Democrata) a necessidade fundamental de mudança (de liderança) se não se quiserem perder. Sendo apenas deprimente que toda esta estrutura de poder entretanto fossilizada nos EUA se assemelhe tanto e cada vez mais (um dia restará uma única Corporação) à do Capitalismo de Estado Soviético.

 

[Agora, apenas a 10 dias da tomada de posse do 45º Presidente dos EUA e com os Democratas (uma parte deles) conjuntamente com os seus colegas Republicanos controlando como sempre a Câmara dos Representantes e o Senado, com alguns desses representantes pondo em causa a qualidade e o trabalho desenvolvido por alguns dos seus colegas, apenas por entre outras razões (menores ou inexistentes) terem sido nomeados por Donald Trump para a constituição do seu Governo (como é hoje o caso do senador Jeff Sessions nomeado por Donald Trump para Procurador-Geral). Quando em sentido inverso (somente com outros líderes) se deviam preocupar com o futuro dos EUA – agora que de uma forma imprevista (talvez mesmo alarmante por falta de oposição tradicional ou rebelde) os Republicanos dominam e dominarão tudo.]

 

(texto/negrito/inglês e imagem: huffingrtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:54

Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

15

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO