Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

27
Nov 19

[Tendo Explodido no Mar da China.]

 

Como se fosse necessário certificar-nos de qual o território detentor da patente das FAKE NEWS

 

Oriundas de uma ou da outra face, da mesma moeda de referência global que é o DÓLAR

 

5dd9a0eb85f54008a72f8f42.jpg

Explosão Nuclear nos Mares da China?

(na realidade não o sendo, mas sucedendo podendo ser similar)

 

 Particularmente tendo como base um raciocínio bipolar

 

Num mundo a Preto & Branco, como se não existissem (na palete de cores do Universo) outras cores

 

Por sinal (coincidência ou acaso) tal e qual como hoje acontece na maior potência a nível do nosso planeta (Terra) os EUA

 

– Em que Democratas & Republicanos (as duas faces do Dólar) se combatem num duelo “sem dó nem piedade” (se possível, eliminando desde logo a oposição, com efeito mortal) sendo os gladiadores a serem lançados para a “Arena da Morte” os próprios norte-americanos

 

Podendo-se facilmente confirmar essa mesma origem assim como a sua respetiva opção estratégico-política (utilização de Fake News não para noticiar algo apenas por manipulado sendo falso, mas para nos preparar no mínimo mentalmente para um cenário futuro possivelmente semelhante)

 

5dd9a7fe85f54009d2281ff6.jpg

Localização da Explosão Nuclear?

(uma realidade para o “Hal Turner Radio Show’s” mas de facto virtual)

 

Olhando-se simplesmente para o interior dessa nação do norte do continente americano, ideológico-religiosamente tentando destruir

 

− Como se fosse o seu “Inimigo Público Nº1” ou não fosse ele o representante (afirmado por Hillary) dos “Deploráveis”

 

O seu presidente (legalmente eleito) e para tal invocando (os Democratas) para completar esta nova “Tripla Diabólica” (tal como as sanções podendo ser revistas, exceto em relação ao 1º nome a seguir indicado)

 

− Na Época de Inquisição (com as mesmas táticas de manipulação e intrusão de hoje) sendo imediatamente lançada para a fogueira

 

Para além de TRUMP (presidente dos EUA), PUTIN (Rússia) e JINPING (China).

 

5d52b0d0dda4c87e088b4655.JPG

Testemunhas da Explosão Nuclear?

(n/ no local nem na forma tratando-se da explosão de um paiol ocorrido na Rússia)

People watch flame and smoke rising from the site of blasts at an ammunition depot near the town of Achinsk in Krasnoyarsk region, Russia August 5, 2019

 

Uma notícia inventada e dirigida

 

E elaborada com um determinado objetivo, este sim sendo real –

 

Para “passar” (e convencer o público) como se algo de facto tivesse ocorrido (nem sequer distorcendo algo por inexistente, mas fabricando a ocorrência), criando em determinada situação em princípio em pausa, hibernação ou equilibrada, um ponto de instabilidade e de incerteza, sempre possível de ser infiltrado e se necessário (e unilateralmente) apagado e reiniciado (no ponto de interesse para alguém):

 

Caso de mais esta ocorrência (felizmente apenas de falsificação/manipulação noticiosa) fabricada nos EUA, tendo como palco o Mar da China e envolvendo como não poderia deixar de ser (para além da Rússia com a cansativa campanha da “Colisão Trump/Putin”)

 

Até por ser na verdade o novo Líder do Império aí a chegar

 

5d52bcc1fc7e937a4e8b4648 C.jpg

Parecendo um cogumelo nuclear, mas não o sendo

(de uma explosão num paiol transformando-se numa explosão nuclear)

 

A CHINA, inicialmente passando como real (até pelas fontes políticas e científicas consideradas credíveis) para no final se constatar como irreal, nunca se tendo passado apenas “sido inventada”: sem um mínimo esclarecimento, nem pedido de desculpa

 

Próprio de quem não nos respeita, nem merece respeito.

 

E com a sequência deste facto fabricado e posteriormente (sem castigo) divulgado (para depois, como mentira e entre tantas, ser apenas esquecida) a ser fácil de ser contado (sabendo-se que o complexo, é mais fácil do que o imaginado)

 

− Tal como os factos da Vida querendo-se e por simples, sendo compreendidos e interiorizados:

 

Tal como encontraríamos num manual de implantação, criação e difusão de “Notícias Falsas”

 

− FAKE NEWS –

 

Tudo se iniciando num programa de rádio de extrema-direita o “Hal Turner Radio Show” (c/ Hal Turner além de ser acusado de racista sendo-o igualmente de trabalhar, atacando minorias/desprotegidas,  para o FBI) dirigindo o seu interesse noticioso para o bem distante (e bem em foco até pelo confronto económico em curso EUA Vs. China) Mar da China

 

− Socorrendo-se para o “fortalecimento” da notícia dando-lhe credibilidade, da replicação por todos os média nacionais e internacionais e até da participação (colaboração na montagem do cenário) de entidades oficiais (e seus instrumentos) para reforçarem o peso da notícia (“military sources/oceanographic instruments”) –

 

Informando-nos em primeira-mão e como exclusivo seu da ocorrência de uma “explosão submarina relevante”

 

− Nuclear e de 10Kt a 20Kt –

 

Nos contestados mares tocando a costa da China, segundo dados recolhidos na zona revelando níveis de radioatividade elevada e só podendo ser atribuídos (na região e pela tecnologia utilizada) a ensaios levados a cabo pelos militares chineses.

 

avangard-missile_large.jpg

No extremista, racista e antissemítico, “Hal Turner Radio Show”

(c/ os protagonistas-vilões a serem, chineses ou russos)

 

Para Hal Turner e restantes promotores de mais esta notícia (que até poderia ser verdadeira, apesar de ser falsa)

 

− E atirando ainda mais gasolina para a “aparente fogueira asiática”, tentando evitar a subida de um Novo Império e o fim de um outro, não reconhecendo a mudança do Eixo Económico-Financeiro Global de Ocidente para Oriente

 

Tratando-se de uma mensagem clara da China para os EUA, mostrando com a detonação de uma bomba nuclear o seu poder e quem na realidade manda naquela região da Terra − ou seja mais um sinal um chamamento, para mais uma intervenção decisiva (entenda-se, Militar) dos EUA.

 

Mas infelizmente para os protetores do ainda vigente e decadente Antigo Império, nenhuns dos dados se confirmando, sejam pela não existência de nenhum registo sísmico (associado/local) sejam pelas leituras de radioatividade no local apontado para a explosão (nuclear) com as leituras em níveis normais; e como sempre

 

E sendo uma das grandes virtualidades positiva das NOTÍCIAS FALSAS/FAKE NEWS

 

Com as notícias mesmo sendo falsas e apesar de todos os desmentidos (posteriores), a consolidarem-se ainda mais, não pela certeza das mesmas (postas em causa) mas pela persistente dúvida (ou não as tivessem antes, sido aceites pelas autoridades). Ou não fosse mais fácil passar o tempo com mentiras (apesar de significar apenas sobreviver) − daí a opção atual dos EUA (sejam REP ou sejam DEM) pelas Fake News.

 

[“Máquina da Verdade”: valor lógico do título, FALSO. Para os Ocidentais − e por momentos (como promotores da cultura e memória passiva de aceitação político-religiosa, “tendo fé em tudo”) – certificado, sendo Verdadeiro.]

 

(imagens: Global Look Press, Hal Turner Radio Show’s webpage, REUTERS/Dmitry Dub − RT/rt.com, aljazeera.com e halturnerradioshow.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:34

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO