Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


VIRGIN ORBIT

Sexta-feira, 14.01.22

Na sua 4ª missão VIRGIN ORBIT denominada “POR CIMA DAS NUVENS”,

snapshot.jpg

Richard Branson

Boeing 747 adaptado e prestes a descolar,

na sua asa esquerda transportando o foguetão Launcer One,

com sete satélites a bordo, a serem colocados em órbita da Terra.

─ De facto o Boeing 747 adaptado e tripulado, nem sequer abandonando a troposfera (0-12Km), a cerca de 10,7Km de altitude lançando em direção a uma órbita terrestre o foguetão de dois andares LAUNCHER ONE (a si acoplado) ─ depois de uma 1ª missão-teste falhada e de duas outras tendo sucesso (colocando dez CUBESATS para a NASA e outros 7 satélites em órbita), a transformação de mais uma simples missão espacial VIRGIN ORBIT, colocando outros 7 satélites em órbita ─ afirmando ainda para reforço das intenções, ser a 1ª de 6 a concretizarem-se este ano de 2022 ─ numa operação de propaganda comercial conjunta, VIRGIN (Richard Branson) ação  e NASA (Agência Espacial Norte-Americana) divulgação.

Numa variação da VIRGIN GALACTIC de vocação direcionada para a exploração comercial TURÍSTICA, tendo turistas de viagens como alvos-clientes ─ Viagens de Turismo em volta/órbita da TERRA, com possibilidade de um salto à ISS ─ mas nem sequer tendo ainda atingido a LINHA DE KÁRMAN (como se cheios de sede, nos servissem uma mini) uns míseros 100Km, tendo-se ainda em alternativa a VIRGIN ORBIT mais direcionada para o transporte de mercadorias e tendo que colocar satélites em órbita, sempre tendo que andar um pouco mais.

maxresdefault.jpg

Elon Musk

Prometendo e passando ao lado da Lua, o 1º Homem em Marte p/2024 e tendo sido o momento adiado, mostrando alguma confiança p/2026, com a colonização a ser transferida p/2050, mais uma vez não cumprindo.

A LUA, MARTE e a exploração espacial (cientifico-tecnológica) ficando para depois e disso não ficando os chineses certamente à espera, ultrapassando os norte-americanos (com a colaboração russa) e depois da Terra, partindo à CONQUISTA DO ESPAÇO ─ enquanto na Estação Espacial HOLLYWOOD 2, os norte-americanos privilegiados se aplicam, no seu MUNDO VIRTUAL (uma ilusão, uma miragem, não os levando a lado nenhum).

E se isto é o resultado dos milhões e milhões, melhor, biliões de dólares, investidos na Iniciativa Privada Aéreo-Espacial ─ pensando-se dos desvios brutais dos financiamentos antes atribuídos à NASA pela Administração Norte-Americana (o Estado/o Governo), agora deslocados esmagadoramente para os Privados, como por ex. a SPACEX ─ “estamos conversados” (esclarecidos).

Não passando de mais um impulso a Richard Branson (o multimilionário) nos seus negócios (VIRGIN), quando o que o povo mais queria (nada aqui, havendo mais a descobrir), eram novidades, mas vindas e sobre o Espaço.

(imagens: Virgin Orbit/youtube.com ─ voyager/youtube.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:42

Sobrevoando um Mundo com Água

Quinta-feira, 16.12.21

“Oriundos dum Mundo maioritariamente coberto por Água e na constituição do nosso Corpo, sendo o mesmo constituído igual e maioritariamente por essas mesmas moléculas (cada uma delas com 2 átomos de H e 1 átomo de O), sendo natural que uma das nossas maiores obsessões, seja o da descoberta desse para nós precioso líquido: sendo esta (pelo menos para nós) a Fonte da Vida.”

slide-part-2-pia25021a-1041.jpg

JEZERO CRATER

(c/ INGENUITY à superfície)

 

Perdido num Mundo Alienígena hoje a mais de 362 milhões de Km de distância (da TERRA), imagem do que se assemelha a uma aranha colocada sobre a superfície do planeta MARTE (o 4º planeta mais distante do SOL), sendo na realidade um artefacto de origem terrestre ─ um veículo motorizado aéreo ─ o helicóptero INGENUITY (no Planeta Vermelho há 10 meses).

Aqui sendo retratado pelas câmaras do seu colega e veículo motorizado terrestre ROVER PERSEVERANCE, tal como ele movimentando-se na superfície marciana, um deslocando-se voando (tendo já feito 17 voos, voado mais de 30 minutos, atingido uma altitude máxima de 12 metros e uma velocidade de 5 m/s) o outro sobre rodas (tendo já percorrido 3590 metros).

Neste registo efetuado no dia 1 de dezembro de 2021 (há quinze dias) com as câmaras do ROVER CURIOSITY a registarem a presença do helicóptero INGENUITY, quando o mesmo se situava a cerca de 295 metros de distância ─ de PERSEVERANCE, numa superfície ligeiramente inclinada localizada no cume de SÉITAH na cratera JEZERO.

61ba28d62030275c5f78130c.jpg

VALLES MARINERIS

(c/ ÁGUA em profundidade)

 

E enquanto o helicóptero INGENUITY na sua missão pioneira (sendo o 1º veículo voador terrestre, a voar num planeta que não a Terra) continua os seus testes de voo sobrevoando a superfície de MARTE, por outro lado com o veículo PEREVERANCE numa missão de estudo e de investigação científica ao planeta (tentando descobrir os seus mistérios e os seus segredos),

Prosseguindo na sua missão astrobiológica, à procura de Água e de Vida: depois da há muito anunciada descoberta nas calotes polares do planeta de H₂O (em depósitos a alguns Km de profundidade), surgindo agora a notícia de outras reservas de água pelos vistos sendo mais acessíveis, localizadas no maior CANYON conhecido em todo o SISTEMA SOLAR,

Em VALLES MARINERIS (MARTE) ─ 10X mais longo e 5X mais profundo que o GRAND CANYON (na TERRA), um reservatório do tamanho dos Países Baixos, dada a sua capacidade podendo ser extremamente útil quando se iniciarem as viagens tripuladas a Marte, a instalação aí de uma base e a sua exploração e desenvolvimento. Se, entretanto, lá chegarmos.

(imagens: NASA ─ ESA)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:19

SELFIE

Segunda-feira, 06.12.21

“De um estranho, numa terra estranha.”

Observando-se atrás do Rover Curiosity uma estrutura rochosa (Greenheugh Pediment) e uma elevação à direita a meia distância (Rafael Navarro), com o veículo motorizado a deslocar-se em direção da abertura à esquerda em forma de ”U” (Maria Gordon Notch).

naom_61a89809103b0.jpg

Marte ─ Curiosity Rover

(PIA24938)

 

Numa SELFIE de 360° da exclusiva responsabilidade das câmaras do Rover CURIOSITY ─ circulando desde agosto de 2012 na cratera marciana GALE, localizada em ELYSIUM PLANITIA um pouco abaixo da linha do equador (4,6°S) ─ uma imagem da superfície de MARTE rodeando o veículo motorizado da NASA, no seu 3.303º dia (marciano) de estadia no planeta (20 de novembro de 2021). Tendo percorrido uma distância de 26,61Km (numa média de quase 8m/dia) na execução da sua missão prevista para durar dois anos (2012/14), no entanto continuando ainda bem ativo (em finais de 2021) no cumprimento dos seus objetivos: estudar o clima e a meteorologia de Marte e pelo caminho, analisando tudo em eu redor, procurar vestígios da existência de ÁGUA e até de VIDA (microbiana) no passado remoto do planeta. Tão falado no passado dados os seus hipotéticos “Canais”, como o sendo no presente dada a anunciada ida do Homem até MARTE (pelo menos sendo essa a ideia do multimilionário norte-americano ELON MUSK) ─ TESLA, SPACEX ─ lá se instalando e colonizando-o.

Com o nosso ROBOT CURIOSITY no dia de hoje (06.12.2021) a mais de 368 milhões de Km da Terra ─ com a luz do SOL a demorar cerca de 20,5 minutos a lá chegar ─ a demonstrar como em certas situações muitas delas ocorridas no ESPAÇO (a nossa porta aberta para o conhecimento de Outros Mundos) ─ imprescindível para a nossa sobrevivência (tal como os Oceanos o foram para os Navegadores) ─ uma MÁQUINA é muito mais eficaz se comparado com um BIO: apontando aquilo que parece um futuro inevitável para a nossa espécie, não sendo a nossa evolução/adaptação imediata, tendo-se que recorrer forçosamente a aplicações (periféricas ou não, pessoais) surgindo então a BIO-MÁQUINA (completando-nos, tornando-nos mais eficazes) ou então colocando logo em funcionamento (substituindo-nos quase integralmente) um equipamento central de controlo semelhante ao nosso (um processador) credível na sua colaboração ─ replicado à nossa imagem e esperando-se respeitar as “Leis da Robótica”. Nessas três leis básicas (da autoria do russo-norte-americano ISAAC ASIMOV) afirmando-se logo na 1ª: “Um robô não pode ferir um ser humano ou, por inação, permitir que um ser humano sofra algum mal” (wikipedia.org), uma lei que o próprio Homem o CRIADOR “dando o exemplo” não respeita, não pressagiando nada de bom vindo aí as suas CRIATRAS (Criações).

(dados e imagem: nasa.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:48

A Presença de Poeiras na Atmosfera de Marte

Sexta-feira, 19.11.21

Utilizando as câmaras do ROVER PEREVERANCE e do ROVER SPIRIT duas imagens de um “PÔR-DO-SOL” no planeta MARTE, a primeira com a atmosfera marciana menos “carregada” de poeiras (menos poluída mais límpida), a segunda com a atmosfera apresentando uma maior concentração (de poeiras suspensas) ─ e como consequência permitindo que a luz azul penetre mais facilmente (na atmosfera).

PIA24935.jpg

Marte em 2021

Cratera JEZERO (norte do equador) PIA 29435

(PERSEVERANCE)

 

“Because Mars is farther from the Sun than the Earth is,

the Sun appears only about two-thirds the size

that it appears in a sunset seen from the Earth.”

(NASA)

A 1ª imagem (parecendo a P/B) obtida a 9 de novembro de 2021 (a mais recente com origem na PERSEVERANCE) e a 2ª imagem (parecendo a cores) obtida a 19 de maio de 2005 (a mais antiga com origem na SPIRIT). Diferença no colorido dos registos (da 1ª para a 2ª imagem) como efeito da presença de poeiras na atmosfera (de Marte) ─ da autoria de dois ROVERS, um ainda em funcionamento o outro já inativo (SPIRIT, último contacto em 2010).

2431_PIA07997_1280.jpg

Marte em 2005

Cratera GUSEV (sul do equador) PIA 07997

(SPIRIT)

 

“Sunset and twilight images are occasionally acquired by the science team

to determine how high into the atmosphere the martian dust extends,

and to look for dust or ice clouds.”

(NASA)

Colocando-nos aqui na presença de um fenómeno por nós já bem conhecido por diário e sendo visível de qualquer parte da superfície do nosso planeta (a TERRA) ─ o pôr-do-sol como poderia ser o nascer-do-sol ─ neste caso com o Planeta Vermelho talvez apenas por diferenciação cronológica (nem todos se transformando ao mesmo tempo) ao contrário de nós e neste preciso momento não apresentando VIDA.

(imagens: nasa.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:59

O Multimilionário Elon Musk

Quinta-feira, 21.10.21

Convencendo-nos de que em 2050 enviará 1 milhão de terrestres para Marte (por lá só andando para já, veículos com rodas e um helicóptero telecomandado) ─ por magia, um Inferno transformado num Paraíso ─ fundando aí a 1ª cidade sustentável (será que existe alguma na Terra?) e extraterrestre. Talvez com o atraso a ficar a dever-se (2021 e ainda nada que se veja) ─ lá vindo as Teorias da Conspiração ─ a possíveis conflitos com entidades locais (existindo, os marcianos), possivelmente mais interessadas na viagem inversa (da dos invasores).

ELON-MUSK-STARSHIP-ALIENS-IMAGE-HEADER.jpg

Marte

Um planeta bem distante (localizado a muitos milhões de Km da Terra), sem proteção contra as tempestades solares (não possuindo atmosfera), sujeito a violentas tempestades de areia (por vezes cobrindo todo o planeta) e sem Vida ou Água à sua superfície ─ em que um ser humano caso se expusesse (até pela intensa radiação) morreria em poucos segundos.

 

Tal como se pode entender pela informação referida a leste (rt.com), com o multimilionário norte-americano ELON MUSK ─ ao contrário dos seus colegas o norte-americano JEFF BEZOS (BLUE ORIGIN) e o inglês RICHARD BRANSON (VIRGIN GALACTIC) ─ a não necessitar sequer de ir ao Espaço, para se tornar (no Ranking do Dinheiro) o 1º Multimilionário do Mundo (valor das suas empresas, ultrapassando 1 trilião). Confirmando desde logo a sua vantagem no mercado privado norte-americano (e global) do Espaço.

(imagem: wccftech.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:48

Marte ─ Unidade Geológica de South Séitah

Terça-feira, 19.10.21

“Na História Geológica da Terra (com uns 4,5 biliões de anos de idade) com a possibilidade da existência de água em Marte a recuar ao PROTEROZOICO ─ na TERRA já com Vida Multicelular e com o Homem sendo muito mais recente (uns 500 milhões de anos). Significando que quanto ao aparecimento do Homem na Terra ─ um evento recente ─ e sendo este um nómada migrante, poderíamos até ser de Marte.”

Num mosaico construído a partir de várias imagens registadas pelo veículo motorizado PERSEVERANCE ─ no passado dia 12 de setembro em MARTE (201º dia marciano da missão MARS 2020 ROVER) ─ um retrato da cratera JEZERO inserida na planície UTOPIA: localizada à direita do que poderá ter sido o delta de um rio (tendo existido no planeta há biliões de anos atrás) e apresentando-nos no topo da imagem à sua esquerda, o pico (semelhante a um monte de areia) de Santa Cruz.

PIA24816.jpg

SOUTH SÉITAH Planície UTOPIA Cratera JEZERO

(visão parcial/PIA24816)

 

“Um planeta (Marte) deixando-nos ao longo dos tempos com “muita água-na-boca”, desde a existência de Canais sugerindo a existência de água e de rios atravessando (e até cobrindo partes) a superfície do Planeta Vermelho (cor resultante da presença de óxido de ferro, na Terra cor de ferrugem), até à possibilidade extrema da existência (para além de outra forma de vida) de marcianos à sua superfície (ou vivendo debaixo dela).”

Com o ROVER PERSEVERANCE na execução da sua missão a continuar a estudar a geologia marciana (para além do seu clima no passado) ─ e sendo o seu objetivo (e foco principal) a astrobiologia ─ depois da descoberta de indícios/vestígios de água no passado, procurando agora evidências da possível existência de vida, microscópica mesmo que primitiva e prevalecendo no mesmo período (tendo Marte cerca de 4,5 biliões de anos de idade). Desta vez (e como complemento da missão) recolhendo amostras, para numa missão seguinte, serem enviadas para a TERRA.

(imagem: photojournal.jpl.nasa.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:41

O Futuro da Terra?

Terça-feira, 12.10.21

Olhando para este registo fotográfico de MARTE obtida pelas câmaras da sonda norte-americana PERSEVERANCE na planície UTOPIA e no interior da cratera JEZERO, a justificação à distância (por não presencial) após análise visual (e através da junção de conhecimento científico entretanto adquirido) de algo de que há muito se suspeitava (e entretanto, face aos demasiados indícios e vestígios já se interiorizara), de que um dia bem lá no passado profundo do planeta, este teria estado parcialmente coberto por água: numa existência estimada em cerca de 4,5 biliões de anos (tal como todo o Sistema Solar) talvez nos seus primeiros milhão/milhão e meio de anos.

pia24485-4-1041.jpg

KODIAC

Depósito de sedimentos localizado no interior da cratera JEZERO

(interior da planície de UTOPIA) denominada como o delta

(22 fevereiro 2021)

 

Observando-se um terreno que antes até poderia pertencer a um delta (onde surgem aqui e ali escarpas) formado por sedimentos aí se acumulando durante anos e anos (muitos milhões e milhões), aparentemente devido à ação (transporte e erosão) das águas e sugerindo a existência de um rio, talvez mesmo de algum tipo ou forma de vida microscópica (marciana), contendo por exemplo componentes orgânicos. O que poderia ter sido uma bacia existente num passado bem remoto ─ crateras resultando da atividade vulcânica e/ou de impacto externo ─ com as suas escarpas e diferentes profundidades e com Marte tal como a Terra, a poder estar parcialmente coberto por um oceano.

(imagem: PERSEVERANCE ROVER/NASA)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:55

China ─ Depois da Terra e da Lua, segue-se Marte

Sábado, 09.10.21

Num momento em que a distância entre TERRA/MARTE anda pelos 293 milhões de Km,

(num setor como o do Espaço em que, a Europa quase que não existe, a Rússia ainda resiste e os EUA já entregaram o negócio ao sector privado)

6787082.jpg

TIANWEN 1

ROVER ZURONG

 

Notícias da presença da CHINA no Planeta Vermelho, através da presença à sua superfície do ROVER ZURONG:

Um veículo motorizado (chinês) circulando na maior cratera conhecida existente no SISTEMA SOLAR ─ a Planície Utopia ─ já nesta fase cumprindo todos os objetivos fundamentais desta primeira missão interplanetária (entre os planetas Terra/Marte), orbitar, aterrar e movimentar-se eficazmente no solo de Marte.

6787508.jpg

MARTE

PLANÍCIE UTOPIA

 

Com o ROVER ZURONG (depois de uma viagem de mais de 470 milhões de Km através do ESPAÇO) a estar em ação nesta sua 1ª fase (de trabalho) o mais tardar até perto do final de outubro, sendo aí suspensa (previstas antecipadamente dificuldades nas comunicações) a sua missão, para (numa 2ª fase) ser retomada mais tarde.

Até ao final do mês de agosto (já lá vai mais de mês e meio) movimentando-se diariamente em Marte há uma centena de dias, tendo já percorrido (na direção sul do seu ponto de aterragem) cerca de 1064 metros (hoje muitos mais).

(imagens:  cnsa.gov.cn)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:13

Polo Sul de Marte

Domingo, 11.07.21

“Com os Norte-Americanos (iniciativa do estado/privada) e os Chineses (iniciativa do estado) ─ estes últimos já tendo a sua própria Estação Espacial ─ a terem ambos como objetivo, depois de instalarem uma base na Lua, seguindo-se uma outra, mas agora em Marte.”

Imagem da superfície do planeta Marte (hoje a mais de 370 milhões de Km da Terra), localizada numa região de latitude/longitude 86,5° Norte/290,5° Oeste, ou seja, na calote polar sul (Polo Sul): com diferentes texturas contrastando entre si e construindo na nossa mente (aqui inserida num mundo estranho, alienígena), um rasto podendo ter sido deixado sendo na Terra por serpentes.

PIA24719.jpg

Texturas

Polo Sul de Marte

(PIA 24719)

 

Mostrando-nos esta área gelada do Planeta Vermelho, num registo adquirido pelos instrumentos óticos da sonda 2001 MARS ODYSSEY, em 29 de janeiro (de 2021). Um planeta de momento tendo três veículos motorizados ativos (Rover Curiosity e Rover Perseverance dos EUA e Rover Zhurong da China) movimentando-se à sua superfície (incluindo um deles ─ o Rover Perseverance ─ um helicóptero experimental, o INGENUITY), para além de sondas orbitais e do (carro) Roadster da Tesla (para lá igualmente se dirigindo), tripulado por STARMAN e sendo acompanhado na sua viagem pelo som do músico pop David Bowie.

Um planeta inóspito, desértico, radioativo, tóxico, sem atmosfera nem água visível e nestas condições ambientais extremas, sem vestígios/sinais de qualquer tipo de Vida, no entanto num passado bem longínquo (de biliões de anos) podendo ter tido isto tudo e hoje, ainda preservar algo do existente nesses dias, da “outra Vida de Marte”: como por exemplo depósitos subterrâneos de água e a partir daí podendo vir algo mais.

(imagem: photojournal.jpl.nasa.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:42

Luz Zodiacal

Quarta-feira, 07.07.21

A partir de um registo fotográfico da autoria de Rob Ratkowski (adquirido a 10 de fevereiro de 2021, no Observatório Haleakalā do Havaí) e da informação complementar (sobre as nuvens de poeiras, circulando um pouco por todo o Sistema Solar) obtida a partir de um estudo científico recente,

Rob-Ratkowski-ZLight6639_1617689428 B.jpg

Luz Zodiacal

(Havaí ─ 10.02.2021)

Triângulo-de-luz

 

─ Baseado em informações recolhidas pela sonda automática Juno (na sua viagem em direção a Saturno, atravessando essa região do Espaço)

A conclusão de que as nuvens de poeiras muitas vezes observadas (da superfície da Terra) no horizonte ao nascer e ao pôr do Sol, não terão como se pensava origem em cometas e em asteroides (à sua passagem, largando material), mas sim no nosso vizinho exterior o planeta Marte (tendo essas nuvens de poeiras movendo-se no espaço, origem nas tempestades de areia marcianas):

Um facto podendo ser confirmada neste registo (fotográfico, com um instrumento ótico auxiliar) como até podendo ser observado a olho nu, podendo-se defini-lo como um triângulo de luz, de base em terra e vértice superior apontando o céu.

Na sua viagem em direção a Saturno (já lá estando e tendo aí iniciado a sua missão) com a sonda automática Juno ao atravessar essa região ─ de nuvens de poeiras (recolhendo dados) ─ a detetar essas partículas impactando a sonda umas 200 vezes/dia.

Pelos vistos oriundas de Marte, um planeta onde todo os indícios (vestígios) apontam um dia ter sido um pouco como a Terra (mas, há biliões de anos):

Com atmosfera, com água (parcialmente e tal como na Terra, coberto por um oceano) e talvez mesmo com Vida, num possível aviso para todos nós (podendo Marte ser um espelho/por tão próximo, do que será a Terra no Futuro).

(imagem: spaceweathergallery.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:18