Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

19
Jul 14

“Mas o que é que será necessário fazer para travar todos estes psicopatas com certificação legal e internacional”?

 

Avião das linhas aéreas da Malásia após ter sido aparentemente atingido no espaço aéreo sob controlo das autoridades da Ucrânia por um míssil terra/ar BUK de fabrico russo

(que por acaso os ucranianos também possuem na zona e já preparados para entrar em acção)

 

Porque será que em todos os territórios onde se verifica uma recente e profunda penetração dos interesses estratégicos dos Estados Unidos da América – neste caso num país como a Ucrânia com ligações tremendas ao seu poderoso vizinho russo – além da respectiva violação segue-se sempre um brutal cenário de morte? E porque será que a Europa agora invadida e subjugada aos interesses norte-americanos (via NATO) ainda não compreendeu que não será a partir dali (dos USA) que alguma vez poderá redesenhar o seu cada vez mais longínquo e mirífico futuro? Afinal de contas da América a Europa apenas recebeu a bolha explosiva (exportada de lá para cá com a transferência das consequências duma boa parte da toxicidade financeira norte-americana) que lançou todo o continente no caos económico e aniquilou a definição de Democracia: é que o dinheiro que a Alemanha nos empresta (alguma dessa moeda depositado na Alemanha a juros negativos) nem sequer vem desse mercado!

 

    

Imagens que retratam a queda de destroços do jacto da Malásia – já após este se ter despenhado sobre solo ucraniano – com a presença arrepiante de corpos de algumas das vítimas desta deliberada e terrível matança

(alguns deles ainda presos nas suas cadeiras)

 

Enquanto isso o tiroteio prossegue sem tréguas nesta região rebelde do leste da Ucrânia, com toda a zona envolvendo este terrível acidente a ser invadida, violada e manipulada por milícias adversárias pró-Rússia e pró-Kiev: e após a notícia da retirada das caixas negras do avião aparentemente abatido em pleno ar, eis que chega agora até nós a notícia da retirada do local dos corpos das vítimas mesmo antes da chegada de qualquer tipo de autoridade de investigação independente.

 

Com a Holanda – metade das 300 vítimas são holandesas – a gritar de revolta e de indignação contra o imobilismo das autoridades ucranianas (pelo que se está a passar sobre o terreno, com o desrespeito total pelos princípios básicos de humanidade e solidariedade nestas situações) sem que nada de eficaz e decisivo saia do interior da ONU ou da própria UE. E claro está com os Estados Unidos da América a assistirem tranquilamente do outro lado do oceano a evolução do monstro que ajudaram a construir e tentando aproveitar ainda esta oportunidade (neste caso os Republicanos) para atacarem o seu presidente Barack Obama em direcção ao tão desejado Impedimento. Nunca esquecendo o papel da Rússia neste conflito localizado tão perto da sua fronteira ocidental e onde também é parte interessada.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:35

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

24
25
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO