Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

24
Jul 19

“E o que será dos ingleses e do turismo Algarvio?”

 

MAY momentos antes de ser (não de uma forma surpreendente) executada pela ala direita do seu partido (Conservador),

 

xplbjoqttbwfddl0iqpm.jpg

Sob as rajadas de BORIS e de FARAGE

Sem piedade e da noite para o dia

Assistindo à exterminação total de MAY e seus apoiantes

 

Até ontem pela mesma liderado como 1º Ministro (mas da falsa ILHA): com os pelotões de fuzilamento de BREXITEER BORIS a despacharem os restantes Ministros (entre eles o seu adversário HUNT) agora que o mesmo (despachada a 1ª Ministra-Zombie) é 1º Ministro (desde hoje da verdadeira ILHA): completando-se assim a “Circulatura do Círculo” e servindo-se da “Fiel Empregada”, concretizando-se a transferência do poder de CAMERON (o amigo do sim, estrategicamente afirmando não) para BORIS (o amigo do sim, sabendo-a toda dizendo sim) −  e para Segurança do Povo (e de todo este processo) ficando tudo entre amigos (de infância), colegas de escola e até classe. E como “Cereja no Topo do Bolo” e “Selo de Garantia” tendo desde já o total apoio do Grande Líder Mundial: o igualmente louro (não se conhecendo outra categoria relevante e comum) DONALD TRUMP.

 

[Nunca esquecendo que desde pequenino um dos principais fatores amplamente divulgado dividindo Conservadores e Trabalhistas, era que os primeiros eram antieuropeus e os segundos pró-europeus. Hoje dada a multiplicação e diversificação de interesses e à falta de transparência e generalização/banalização da corrupção sendo tudo mais confuso.]

 

E assim depois de Assange, neste espetáculo seguindo-se May.

 

(imagem: theonion.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:41

16
Mar 18

Neste período (com um fato nascido a ferros)

Do extremar da tensão (inicialmente virtual, posteriormente real)

UK/Rússia,

 

maxresdefault.jpg

Teresa May e Vladimir Putin

(China ‒ Hangzhou ‒ Cimeira do G20 ‒ 04.09.2016)

 

Com a Líder da Grã-Bretanha (porventura por viver numa ilha) talvez pensando estar a lidar com Seres Extraterrestres (como o tem feito impunemente com o Resto da Europa), quando afinal são Terrestres, vivendo mesmo ao lado, muito mais poderosos e amigos dos chineses (talvez por pequeninos, amarelos e de olhos em bico igualmente extraterrestres).

 

Porventura com o Reino Unido (assumindo-se como uma Ilha) a aproveitar o suspeito do costume (PUTIN) para confirmar o BREXIT e o abandono da Europa (e do seu principal adversário a Alemanha), encostando-se definitivamente aos EUA (como seu Entreposto) e a um possível apoio a um mais que certo conflito à espreita e a surgir a muito curto-prazo no horizonte de 2018: numa iniciativa norte-americana (fielmente seguida pelo Reino Unido) tendo como alvos de provocação indireta não só a Rússia (podendo intervir na Síria) mas também a China (podendo intervir na Coreia Norte).

 

1

 

Levado pelo verdadeiro TSUNANI (numa vaga gigante e obliteradora) que invadiu e se infiltrou (como um vírus extremamente mortal) no já tão débil Mundo da Comunicação Social Global (para muitos já doente e em decomposição) ‒ apresentando-nos o seu novo protagonista as FAKE NEWS ‒ o REINO UNIDO (abandonada a Europa dos 28 e assumindo o seu futuro de entreposto e 51º estado norte-americano) decidiu assumir anteontem (14 de Março de 2018) uma atitude extrema e em tudo espetacular,

 

Face a este Novo Fenómeno Mediático promovido ultimamente pelas Corporações que controlam 90% dos Media Norte-Americanos e Mundiais (GE, NEWS-CORP, DISNEY, VIACOM, TIME WARNER e CBS).

 

Em apenas 28 anos (1983/2011) com os Media (de modo a tornarem-se economicamente mais lucrativos e a consolidarem a sua mensagem) a passarem de umas 50 companhias para apenas 6 (controlando estações como a NBC, a FOX, a ABC, a CNN), controlando a maioria da distribuição por cabo e toda a informação aí disponibilizada ‒ não só nos EUA como a nível Global com as suas Corporações a infiltrarem-se em todos os Continentes (como é por exemplo do caso da atrás referida NEWS-CORP dona dos principais títulos/jornais em 3 dos principais continentes, América, Europa e Ásia).

 

5aa8ca863be59f1a008b4694-750-375.jpg

UK VS. RUSSIA

(levando agora o conflito até ao nível da utilização de armas químicas proibidas)

 

2

 

A partir de um simples episódio (noturno e neste mundo banal por comum e NATURAL) de tentativa de assassinato (pretensamente com objetivos políticos) levado a cabo por um individuo (ou grupo) num setor certamente bem identificado (pelas autoridades) do Underground (envolvendo o submundo da espionagem, dos tráficos de armas, drogas, órgãos e pessoas e da corrupção e da lavagem de dinheiro) da sociedade Britânica,

 

‒ De momento com as autoridades responsáveis pela investigação a não indicarem ninguém como suspeito ‒

 

Com a 1ª Ministra Teresa May (atualmente atravessando ‒  pela sua inépcia face ao Brexit ‒ um período de descrédito político mesmo entre os seus pares Conservadores),

 

- Antes mesmo de se tirarem as primeiras conclusões (da recentemente iniciada investigação policial),

- De se anunciarem as primeiras suspeitas e indicações (a partir das primeiras provas recolhidas)

- E de serem nomeados os primeiros arguidos (até para lhes dar uma hipótese de se inocentarem assumindo a sua própria defesa),

 

Também por simples associação mas aqui ARTIFICIAL a definir por sua iniciativa (e estratégia) qual o CULPADO (mesmo antes de receber o relatório policial) olhando apenas para a etiqueta (da arma) dizendo (depois de traduzida) Made in Russia.

 

E por aí ficando-se desde já a saber quais os responsáveis pela completa obliteração das estruturas básicas do estado e pelo genocídio atualmente em curso no Iémen (sendo a base de justificação a mesma) com as armas (pesadas e decisivas) aí presentes bem identificadas e dizendo Made in USA ou Made in UK.

 

3

 

Com Teresa May (como Primeiro-Ministro Britânico) a fazer um Ultimato a Vladimir Putin (como Presidente da Confederação Russa) ‒ impondo-lhe uma explicação em 24 horas e com o mesmo reconhecendo-se imediatamente como culpado ‒ posteriormente e reconhecido o erro (de Putin) colocando-se à sua disposição (de May).

 

SNmet.jpg

Bertrand Russell

(filósofo e matemático)

 

14ee25025967369dfaa08cfe92afae2a.jpg

Stephen Hawking

(físico e cosmólogo)

 

4

 

No momento do desaparecimento de mais uma personagem como a do físico britânico Stephen Hawking,

 

‒ Pertencendo a uma sociedade decadente e extremada, dominada por um lado por uma aristocracia ultrapassada e por sociedades bancárias e por outro emparedada entre o esquecimento rural e uma concentração brutal de serviços em torno de umas quantas localidades (com Londres bem no topo acolhendo mão-de-obra barata oriunda de todo o Mundo)

 

E olhando para a paisagem não só física como intelectual apresentada pela Memória e pela Cultura Histórica deste país e da sua população, ficando-se (à primeira impressão, por vezes a mais correta, por não sujeita a intrusão) com a ideia de,

 

- Estarmos perante um território agora reconvertido numa grande área de serviços, numa plataforma de importação/exportação,

 

- Num grande centro de transformação (processamento e embalagem) e num grande entreposto e depósito (de objetos e de sujeitos),

 

- E que adicionando-lhes pessoas (preferencialmente das mais diversas origens) numa quantidade apreciável e de modo a manterem-se as necessárias e fundamentais (boas) contas,

 

Se parece mais com um Circo com os Animais todos lá dentro (uns trabalhando outros usufruindo) e a Diversão em redor (sobretudo álcool e futebol).

 

E recuando apenas um século recordando (de um Lado do espelho) Bertrand Russell (representando a Inglaterra Idealista e Revolucionária de então, intelectualmente progressista-humanista-evolucionista ‒ disposta a discutir tudo como aceitável e possível, senão mesmo de certa e futura concretização)

 

‒ Matemático e Filósofo do séc. XX (1872/1970) prémio Nobel da Literatura em 1950, visto por muitos como um profeta e por outros como uma figura bem controversa (pelos seus temas fraturantes escolhidos) e do qual li obras bem relevantes para mim (para a minha formação) como o foram (entre outras) Crimes de Guerra no Vietname (tendo como tema a intervenção militar norte-americana) e Por Que Não Sou Cristão (colocando em causa a razão para a Sua existência) ‒

 

Refletindo (do Outro Lado do Espelho) Stephen Hawkins:

 

‒ The 76-year-old theoretical physicist, one of science’s most famous luminaries died on March 14, also known as National Pi Day. Suffice it to say that the noteworthy coincidence was not lost on the internet. The date of Hawking’s death — 3/14 — is significant because 3.14 are the first three digits of pi, a bedrock of geometry. Specifically, it’s the ratio of a circle’s circumference to its diameter. Naturally, the fact that science’s big celebration overlapped with the day the life of the party left us is making people geek out about the details (time.com)

 

Hoje com ambos (o Filósofo e o Físico e tal como acontece com todos) do mesmo lado do Espelho (da nossa companheira de infância a Alice) e com os outros (mais de 7,5 biliões não o sabendo mas esmagadoramente já descontinuados e com alguns reservados para colecionadores) aguardando na fila sem fim (e aí apodrecendo) da Linha de Desmontagem.

 

hillary.0.jpg

Fake News

(segundo a CNN a primeira vítima anterior às Presidenciais)

 

photo_verybig_186659.jpg

Fake News

(e utilizando o espelho da CNN o predador e Rei das Fake News)

 

5

 

Tendo em consideração a construção de um possível e futuro (provavelmente a curto-prazo) Cenário de Guerra e tendo em atenção a importância central e fundamental de preparar a audiência Global de modo a garantir antecipadamente o Sucesso da missão (tenha a mesma resultados gerais positivos ou negativos),

 

‒ E confrontando-nos com o enorme e pelos vistos infindável sucesso que a mesma campanha tem tido nos EUA, atacando sistematicamente o seu Presidente eleito e destruindo ainda mais a já pouca credibilidade norte-americana em todo o Mundo ‒

 

Com as FAKE NEWS a oficializarem-se e com o contributo de todos (bloco EUA e bloco Rússia/China, já que os outros são simples adereços) a lançar-nos ainda mais um pouco em direção ao abismo.

 

- Com a bênção dos Milionários (com um deles Presidente da maior potência do Mundo),

 

- O apoio dos nossos políticos (assalariados ocidentais com direitos adquiridos, definitivos ou temporários conforme a hierarquia

 

 - E a subserviência forçada dos outros desqualificados mas preservados em Stock (em troca de um quotidiano monótono, de miséria e de sobrevivência).

 

6

 

Com o dia 14 de Março de 2018 ‒ O Dia em que Teresa May fez um Ultimato a Vladimir Putin (na defesa patriótica do território e da soberania Britânica das inadmissíveis e provocatórias ações de pretensos agentes russos) expulsando de imediato (sem provas nem contraditório como faz um grande líder) 23 diplomatas ‒ a poder ser considerado um dos picos máximos e de intervenção decisiva da líder Conservadora Teresa May (desde que o povo britânico votou a favor do Brexit) em direção ao outro lado do Atlântico (EUA) virando definitivamente as costas à EU (ao continente a que pertence). E assim provocando a Rússia (declarando-se como um Entreposto, tipo Colónia-Modelo, sabendo-se protegida pelos EUA) ‒ curiosa e por coincidência em vésperas de eleições Presidenciais e com Putin como candidato e obviamente como favorito/o que no Ocidente seria declarado como Interferência Externa Inadmissível ‒ deixando o Continente com o problema à sua parte (pela própria Grã-Bretanha criado) e a Alemanha em desespero: tal como fizeram os alemães na II Guerra Mundial traindo sem vergonha nem pudor o próprio Continente ‒ e todos os povos ocupando o seu território (sendo pelos vistos agora a vez dos ingleses o fazerem) ‒  e colocando verdadeiramente a Alemanha (e com ela ‒ a Líder ‒ por associação toda a Europa) sem solução visível e cada vez com menos crédito (no fundo entregue a si própria), entre a Espada (a China fornecedora de moeda enchendo o Banco Central Europeu) e a Parede (a Rússia fornecedora do gás que ainda vai aquecendo a Europa e a Alemanha) ‒ ainda-por-cima forçada a defender (a envolver-se e a dizer Ámen) esta Intriga Internacional. Quando infelizmente a Europa já deixou de ser o centro do Eixo Económico Mundial, hoje em dia localizado na Ásia e centrado na China. Que o digam os norte-americanos.

 

(imagens: RT/youtube.com ‒ gettyimages.com ‒ pinterest.pt e reddit.com ‒ National Enquirer/recode.net e novinite.com/twitter.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:52

19
Jul 16

Com Dedo para a Bomba

 

Num mundo cada vez mais cheio de psicopatas não identificados

– e porventura clonados!

Como dirão de Theresa May possuída por Margaret Thatcher.

 

“Theresa May confirms she is prepared to kill 100,000 men, women and children in a nuclear strike.”

 

Trident-Questions-parliament.jpg

Primeiro-Ministro da Grã-Bretanha

Theresa May

Partido Conservador

 

Pergunta de George Kereva

(Membro Parlamento – Partido Nacional Escocês):

Is she prepared to authorise a nuclear strike

that would kill hundreds of thousands of men, women and children?”

 

Resposta de Theresa May

(Primeiro-Ministro da Grã-Bretanha):

Yes.”

 

Com a vitória do NÃO à EUROPA (para já e de ambos os lados) o sentimento geral Europeu é como se nunca tivesse existido (e muito recentemente) um referendo na Grã-Bretanha. Apenas saiu David Cameron e entrou Theresa May (mas sempre com o mesmo o partido). De resto tudo continuará a rolar, como sempre se verificou até agora. A única diferença residirá no facto de, se antes e ao afundar-se o Continente poderia levar a Ilha atrás de si (afogando-se com ele), agora com a sua autodeterminação e cortado definitivamente o cordão umbilical, para sempre estará protegida das hordas europeias invasoras. Com mísseis na Escócia e a companhia do Tio Sam: que até poderá ser um tal de Donald Trump.

 

(texto/inglês e imagem: mirror.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:29

Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO