Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Fev 17

“Uma cidade de um país que ainda recebe emigrantes (Austrália) parte dos quais os EUA iriam receber no seu território (num comprometimento anterior de Barack Obama): mas que agora Donald Trump não quer.”

 

Imagem (antecedida de localização) obtida a partir da Estação Espacial Internacional da cidade de Melbourne – registada por um dos elementos da ISS-Expedição 49 (sob o comando do russo Anatoly Ivanishin).

 

MapCoordinate.pl.jpg

Melbourne

Altitude da ISS – 411Km

 

Observação feita a partir da ISS

Sudeste da Austrália

Centro da cidade de Melbourne

(2ª maior cidade australiana)

Fundada em 1853

Atravessada pelo rio Yarra

Com 4.5 milhões de habitantes

 

iss049e010665_lrg.jpg

Centro da cidade australiana de Melbourne

(ISS – 23.09.2016 – por volta das 09:30 locais)

 

Uma cidade que espelha bem a forma como no passado esta grande ilha/continente do oceano Pacífico (a Austrália) foi povoada – dada a sua grande extensão, a sua baixa densidade populacional, a falta de mão-de-obra generalizada e especializada e sobretudo a sua riqueza) – sendo preenchida (em diferentes pontos do seu imenso território) por povos oriundos de todos os cantos do Mundo procurando um novo futuro num novo território (por explorar). Por tão desejados quase que importados, ao contrário do que hoje infelizmente acontece um pouco por todo o lado – recebendo os refugiados (sem qualquer tipo de condições previamente planeadas e preparadas para os receber com um mínimo de dignidade) e logo de seguida:

 

Largando-os de qualquer forma (dado o peso económico e financeiro que representam e esquecendo a parte moral e da crise de valores) e esquecendo-os de seguida (tornando-os invisíveis por má publicidade) – caso do dito Mundo Ocidental agora liderado pela oposição a Donald Trump nos EUA e logo seguido pela Europa;

 

Ou então tal como Donald Trump pretende e tal como todos os outros o imitam (mesmo que hipocritamente o neguem, apenas por terem sido afastados do poder – no fundo e basicamente o mesmo), impedindo-os de fugirem para outros países (para salvarem as suas vidas), deixando-os fechados (e contidos) no interior das suas fronteiras (como se fossem os muros de um campo de concentração), a sofrerem e morrerem nesses países em guerra. Ainda-por-cima com todos fornecendo armas para a matança.

 

Com esta grande cidade australiana a incorporar hoje entre a sua população as mais variadas etnias: como as originárias da Grã-Bretanha (33.7%), da Austrália (21.1%) e da Itália (5.5%) – a serem as maioritárias. Além de um número substancial de asiáticos (e certamente portugueses).

 

Melbourne

População: Mais de 4.5 milhões

Densidade populacional: 453/Km²

Área: Quase 10.000Km²

 

(imagens: earthobservatory.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:17
tags: ,

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO