Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

07
Jun 20

Ao 86º dia dos primeiros casos graves/críticos de Covid-19 registados em UCI, com Portugal a atingir os 34.693 infetados (0,34% da sua população), as 1.479 vítimas mortais (4,3% dos infetados) e os 20.995 recuperados (60,5% dos infetados). Inserido num panorama global de mais de 7 milhões de infetados (0,09% da população mundial), mais de 400 mil vítimas mortais (5,7% dos infetados) e perto de se atingir os 3,5 milhões de recuperados (48,9% dos infetados).

 

CV1.jpg

 

Já a nível global com os destaques negativos relacionados com o vírus SARS-CoV-2 e a transmissão da respetiva doença infeciosa-respiratória (e mortal) Covid-19 a continuarem a centrar-se no “Trio Infernal Donald Trump/Jair Bolsonaro/Boris Johnson” ─ responsáveis por quase metade das vítimas mortais globais (47%) ─ mas com outros cinco países a preocuparem cada vez mais como, para além da Índia (7.207 VM/+261 hoje) na Ásia, o Perú (5.465 VM/+164 hoje), o Chile (2.190 VM/+649 hoje) e o México (13.511 VM/+341 hoje) na América.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:04

03
Jun 20

Com o número de vítimas mortais (VM) mantendo-se nos dois dígitos ao contrário do nosso vizinho (europeu) a Espanha ─ tendo registado no decorrer do processo um total muito maior de VM ─ confirma-se mais uma vez a (falta de) estratégia política do nosso Governo e respetivo Ministério da Saúde (e DGS), fazendo como sempre e com estes mesmos responsáveis (vindos da “normalidade”, de antes do período Covid-19) o mínimo possível, agora “esticando o dedo e pondo-se à boleia” (ou seja esperando pela resolução do problema, esperando pela confirmação da chegada milhões): e enquanto as vítimas mortais diárias se mantem (até a Espanha tem ultimamente registado 1 ou zero VM), simultaneamente e encoberta pela Pandemia de SARS-CoV-2 os restantes doentes (sobretudo os dependentes dos tratamentos na região de Lisboa e Vale do Tejo) continuam esmagadoramente sem consultas, cirurgias e a morrer, “pelos vistos em silêncio”.

 

CV1.jpg

Portugal

 

Como tal sendo importante chamar de novo a este palco a responsabilidade do Ministério da Saúde pelo mau funcionamento deste sector ─ aliás já anteriormente reconhecido, mas reconduzido e assim reafirmado pelo nosso 1º Ministro ─ culpado por inação pela progressiva destruição do Serviço Nacional de Saúde, iniciada em tempos passados (PSD/CDS) pelo mesmo “guru contabilista” (regressado então entusiasmado pelo que ocorria na Saúde totalmente privatizada, nos espetaculares EUA) agora responsável (“coveiro”) pela destruição da CGD: correndo-se o risco de esquecer o sacrifício de todos os profissionais ligados à Saúde (alguns começando já a receber folhas salariais/mensais de 60 euros), acabando-se por premiar aqueles que já anteriormente e por reconhecido incompetência (tal como na Educação) deveriam ter sido afastados (demitidos) mas pelo contrário (provocatoriamente apenas para demonstrar/confirmar a autoridade do fraco) sendo reconduzidos.

 

O que seria um Escândalo pois a Memória (tal como a Cultura e ao contrário do que o poder pensa) não se apaga. Nem mesmo com 50 anos de Fascismo e outros 30 de Cavaquismo.

 

CV2.jpg

Mundo

 

Já no que diz respeito ao panorama Global a caminho da conclusão do primeiro semestre do “Novo Normal” (jogando “Eles” com o significado da palavra “normal”, mantendo tudo e desse modo tratando-nos mais uma vez como “anormais”) com Portugal entre 215 países de 5 continentes ocupando o 24º lugar em vítimas mortais (VM), pela sua população (sensivelmente a mesma da Grécia), recebendo até do nosso outro colega do outro extremo europeu ─ a Grécia (17 VM/1Milhão) com 179 VM ─ um firme não à entrada de turistas portugueses (Portugal 8X mais VM do que na Grécia), equiparando-nos (142 VM/1M, com alguma razão) à Itália (556 VM/1M), França (445VM/1M), Espanha (580 VM/1M) e Grã-Bretanha (585 VM/1M): quando os dois destinos mais seguros por periféricos (o nosso ainda mais gritante, do que a dos gregos) poderiam ser os extremos ─ Portugal e a Grécia ─ excelentes pois como “destinos turísticos” (mas esperando-se como o faz muitas vezes o nosso Governo que ninguém repare).

 

Screenshot_2020-06-03 Brazil Coronavirus 560,737 C

Brasil

 

E nem sequer valendo a pena falar dos EUA e do Brasil (mergulhados numa enorme confusão e juncados por inúmeros cadáveres) ─ os péssimos exemplos representando cada Hemisfério (Norte e Sul) ─ um comandado pelo TRUMP ORIGINAL o outro por um muito mais miserável (talvez pela deficiência no molde) o TRUMP RÉPLICA: mas nunca se podendo esquecer dos outros TRUMPEZINHOS como o da Grã-Bretanha e da Suécia, no fundo e sendo justo de quase toda a Europa (Ocidental) ─ colocando à frente da Vida a Economia. Quanto ao Brasil só não se percebendo como se afastam dois Presidentes (um preso, o outro demitido) por motivos económicos (com ou sem corrupção, um “bem-comum no Brasil”), enquanto um outro bem-pior tendo em cima de si no mínimo mais de 30.000 mortos e podendo ser muito mais ─ o dobro/o triplo/o quadruplo ─ como assassino e criminoso e culpado de genocídio, não é impedido e preso.

 

(imagem final: worldometers.info)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:58

28
Mai 20

“Wuhan tested millions of people for COVID-19 in just days.

Could US cities do the same?”

(Nicoletta Lanese/28.05.2020/livescience.com)

 

5ed026f23000003a23156d94.jpg

TRUMP MELTDOWN ESCALATES:

SKETCHY ORDER TO WEAKEN SOCIAL MEDIA

(título: huffpost.com)

 

A caminho do fim da 4ª semana (concretizada a 1 de junho de 2020) desta 2ª fase da luta contra o vírus SARS-CoV-2 e da doença para muitos sendo mortal que o mesmo provoca ─ a COVID-19  ─ e aparentemente cumprida com relativa eficácia e sucesso a 1ª fase de confinamento (iniciada em meados de março) tendo esta no entanto e até hoje (28 de maio 2020) provocado 1.269 vítimas mortais, enquanto no Resto do Mundo a Pandemia prossegue com quase 6 milhões de infetados e mais de 360.000 mortos ─ com os EUA (a Norte, com mais de 102.000 VM) e o Brasil (a Sul, com mais de 26.000 VM) sendo os maus exemplos de cada Hemisfério ─ no nosso país e enquanto se tenta o regresso à normalidade (fosse o que fosse isso antes, ou o que querem agora definir como sendo-o depois) com a abertura do território e da sociedade aos seus cidadãos, alguns aspetos começam a definir melhor o período pelo qual todos passamos e até algumas perspetivas daquilo que certa e infelizmente (sendo as vítimas, sempre as mesmas do costume) nos espera: e se alguns ajustes de contas são noticiados apenas porque se sucedem ─ com os crimes agressões e assassinatos a repetirem-se ─ outros parecem começar a ressurgir sem intervenção nem controlo, prometendo-nos por indiferença e/ou por simples inação regressarem e imporem-se tal e qual como em crises passadas, mesmo que não tão profundas (a apanhando Passos Coelho sendo unicamente Económico-financeira, a apanhando António Costa sendo de Saúde mas igualmente com graves implicações Económicas) ─ tal como na crise anterior (iniciada em 2008/2010) com tão maus resultados para todos nós (a maioria dos portugueses) com o Governo a receber o dinheiro para ajuda atribuído (como sempre, a muito custo) pela Europa, com os bancos a ficarem com a responsabilidade de o distribuírem, para no final e contra toda a lógica de ajuda, solidariedade e de recuperação, o direcionarem apena para aquele menos necessitados até por ainda terem crédito e serem capaz de dar garantias. E com o péssimo exemplo ainda-por-cima a vir da CGD, comandada pelo mesmo contabilista-dito-individuo que esteve apenas a um passo de ter destruído definitivamente, quem efetivamente nos salvou o Serviço Nacional de Saúde (como que sendo um coveiro, quase que no passado destruindo o SNS e no caminho de no futuro liquidar de vez a CGD).

 

Screenshot_2020-05-28 Dominic Cummings powerful pe

 

Nesta quinta-feira 28 de maio de 2020, no 76º dia desta história (em Portugal desde que se registaram os primeiros casos necessitando de UCI) tendo como protagonista um ser vivo microscópico (este coronavírus), no entanto, pondo o Mundo muito perto do abismo, com as notícias dos canais de TV alternando entre o Covid-19 (e as conferências diário-monótonas de imprensa, banalizando a doença), os Crimes de Sangue (confinados, não confinados), o Dinheiro envolvido (os milhões vindos da Europa e não a Economia), Trump e Bolsonaro (aos quais se poderiam juntar Boris pela Grã-Bretanha e Löfven pela Suécia) e até o regresso do Futebol, empurrando-nos no presente para a construção de uma ideia de que o “normal” que conhecíamos ainda poderia ser recuperado, mesmo nem se tendo recuperado da doença, mas subliminarmente e como se nos tivessem já fornecido a chave ─ da referida como nova fechadura ─ não deixando de novo e por excesso de confiança entrar o bicho (neste tempo de crimes com contacto e pessoais, o assassino). Com o Verão aí a chegar, com os milhões prometidos aí a rebentar, com alguns países fortes europeus a quererem voar e voltar e (até no que diz respeito ao Algarve, pelo “bom comportamento” de Portugal face à pandemia) com o turismo a poder começar mesmo que lentamente a arrancar, contribuindo dentro dos limites desta fase inicial de desconfinamento, para a projeção de um cenário um pouco mais animador: mas nunca deixando de prestar a máxima atenção ao mais pequeno pormenor (como ao que se passa hoje, na região de Lisboa e do Vale do Tejo) e indo dando umas espreitadelas ao que se vai passando na China e na Coreia do Sul.

 

Screenshot_2020-05-28 Dinosaur-killing asteroid st

 

Quanto ao Resto do Mundo, perto dos 6 milhões de infetados e ultrapassados já os 360.000 mortos, mantendo-se os casos mais preocupantes centrados nos EUA  (103.229 VM) e no  Brasil (25.945 VM), mas com o México (8.597 VM), a Grã-Bretanha (37.837 VM) e a Índia (4.711 VM) igualmente a assustarem ─ seguidos da Rússia (4.142 VM) e do Canadá (6.873 VM). E só de se pensar em África com os números a poderem ser bem maiores e com tantos casos noutros países/situações não tendo certamente (pelas mais diversas razões/desculpas) incluídos, podendo-se facilmente apontar hoje um número podendo chegar (ou mesmo ultrapassar) os 12 milhões de infetados e as mais de 720.000 vítimas mortais. No caso de uma única vaga.

 

(imagens: huffpost.com ─ Victoria Jones/PA/theconversation.com

─ Vadim Sadovski/Shutterstock/theconversation.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:30

26
Mai 20

Perto do fim do quinto mês (maio) deste nunca esperado ano de 2020, os dez países do Mundo com o maior número de vítimas mortais (num total de 350.269) e de mais de 2,4 milhões de infetados.

 

CV1.jpg

Covid-19

 

Nessa lista integrando-se 6 países da Europa, 3 países da América e ainda 1 da Ásia. Desses 9 sendo do Hemisfério Norte e 1  do Hemisfério Sul (o Brasil). E com os maiores destaques (negativos) indo sem dúvida para os EUA e para o Brasil.

 

(dados: worldometers.info)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:43

23
Mai 20

Pelas 12.05 TMG deste sábado (23.05), a indicação dos 10 países (Top 10 Mundial) registando mais vítimas mortais (VM), de um total global de 340.500: 6 Europeus, 3 Americanos e 1 Asiático e com o único integrando o Hemisfério Sul, a ser o Brasil. E com o “Grupo TRUMP” (EUA+BRA+GB) a ser responsável por 46% das VM globais, por sinal e no presente os casos mais preocupantes.

 

CV1.jpg

 

Em Portugal atingindo-se hoje as 1.302 VM (+13) ─ 24º lugar na tabela de VM e registando-se 80 casos graves/críticos (em UCI). Com 7.705 recuperados (25,3%) e uma taxa de mortalidade de 4,3%.

 

CV2.jpg

 

Em termos de comparação e para cada Continente com a GB a liderar (em VM) na Europa, os EUA na América (e no Hemisfério Norte), o Irão na Ásia, o Egito em África e a Austrália na Oceânia. O Brasil liderando (em VM) no Hemisfério Sul. E com a taxa de mortalidade global nos 6,4% e a taxa de recuperação global nos 40,8%.

 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:15

21
Mai 20

No caso de Portugal registando-se um total de 29.912 infetados (100%), 1.277 vítimas mortais (4,3%) e 93 em estado grave/crítico (UCI) ─ para além de 6.452 recuperados (21,6%).

 

X.jpg

 

Ultrapassados os 5.100.000 de infetados (100%), com mais de 330.000 vítimas mortais (6,5%) registadas e ainda mais de 2.000.000 de recuperados (39,9%), com vários países/continentes a serem ainda grandes fontes de preocupação (num percurso iniciado em janeiro, perto do fim do 5º mês de pandemia): entre outros e pelos últimos crescimentos registados, os  EUA (> 95.000 VM), o Brasil (>19.000 VM), a Grã-Bretanha (>36.000 VM), a Índia (>3.500 VM), o Perú (>3.000 VM), o Canadá (>6.000 VM), o México (>6.000 VM), o Equador (>2.800 VM), a Suécia (>3.800 VM), para além do continente Africano (uma incógnita total, dada a falta de testes, de confirmações, de assistência na saúde minimamente eficaz). E se na generalidade dos países o número de VM é o principal indicativo (com os seus líderes espirituais a estarem no continente Americano, um a norte, o outro a sul), no caso da Suécia inicialmente considerada como um exemplo, ao número crescente de VM devendo-se adicionar uma espécie de estratégia mista (fracassada/mortal) modelo TRUMP/BORIS/BOLSONARO.

 

Com o maior número de vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas a verificarem-se no quarteto formado pelos EUA, pelo Brasil, pela Grã-Bretanha (domicílio dos 3 TRUMP’S) e ainda pelo México (o vizinho norte-americano, a dos “Aliens from the South”).

 

E ainda sendo conveniente observar o que se vai passando na China e na Coreia do Sul (os dois primeiros países, a serem atacados pelo vírus), até para se verificar se com o desconfinamento (aí já em curso) o vírus “regressa de novo”, possibilitando e reforçando a tese (uma das duas alternativas possíveis) de uma 2ª vaga.

 

[VM: Vítimas Mortais (pelas 17:00 TMG de 21.05.2020).]

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:22

16
Mai 20

Portugal: Em 28.810 infetados com 1.203 vítimas mortais/VM (mortalidade = 4,2%) e ainda 115 em cuidados intensivos (UCI). Com um aumento de VM (+7) de sexta-feira para sábado (de 14 para 16 de maio), sendo o 22º país do Mundo no nº de VM.

 

CV1.jpg

 

Brasil: 6º país do Mundo em VM, 1º da América do Sul assim como 1º do Hemisfério Sul. Ao contrário da maioria dos países com cada infetado a contaminar outro (R = 1), no Brasil com cada infetado a contaminar duas pessoas (R = 2) ─ podendo na evolução da pandemia no seu território atingir números de VM próximos do quarteto FRA/ESP/ITÁ/GB.

 

brazil-coronavirus-jair-bolsonaro.jpg

Cemitério de Nossa Senhora da Aparecida em Manaus, Brasil

(nova secção, 11 de maio de 2020)

 

 

País

P

(milhões)

I

I

(%)

VM

 

VM

(%)

UCI

R

R

(%)

M/1M

Portugal

10,2

28.810

0,28

1.203

4,2

115

3.822

13,3

118

Brasil

212,4

220.291

0,10

14.962

6,8

8.318

84.970

38,6

70

 

5568.jpg

Último ministro da Saúde do Brasil, Nelson Teich

(sendo-o menos de um mês, de 17 de abril a 15 de maio)

 

Mundo: No Resto do Mundo com os EUA a liderarem o nº de vítimas mortais (88.523 em 1.484.579 infetados, taxa de mortalidade de 00%), seguidos pela Grã-Bretanha (33.998 em 236.711 infetados, taxa de mortalidade de 00%) e pela Itália (31.610 em 223.885 infetados, taxa de mortalidade de 00%). Num total Global de 4.649.079 infetados (0,06% da população mundial) e 309.047 vítimas mortais (1.771.799 recuperados), com uma taxa de mortalidade (em função dos infetados) de 6,6%.

 

[Dados recolhidos ─ DGS e WORLDOMETER ─ pelas 12:30 TMG num mundo a caminho dos 7.800.000.000 de habitantes.]

 

(imagens: Felipe Dana/AP/time.com ─ Evaristo Sa/AFP/Getty Images/theguardian.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:17

12
Mai 20

E às 20:00 TMG com o Mundo a registar 4.324.731 infetados

(0,06% da população do planeta)

e 291.724 vítimas mortais

(6,75% dos infetados).

 

Portugal (terça-feira, 12 de maio): 27.913 infetados (amostra, 0,27% da população portuguesa), 1.163 vítimas mortais (taxa de mortalidade sobre a amostra de 4,17%), 113 em UCI e 114 Mortes/1 Milhão.

 

CV.jpg

 

Global (pelas 18:38 TMG de 12.05): como é visível no dia de hoje com o destaque a ir no Hemisfério Norte para os EUA (sob o comando do “Trump Norte-Americano”) e no Hemisfério Sul para o Brasil (sob o comando do “Trump Sul-Americano”). E entre eles meio escondido estando a Grã-Bretanha (sob o comando do “Trump Europeu”).

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:08

10
Mai 20

Concluído mais este interlúdio na História da Humanidade ─ como o já foram e só para dar como exemplo uma mão cheia e  num período de cerca de um século, o da Gripe Espanhola de 1908, da Grande Depressão de 1929, da Segunda Guerra Mundial de 1945, dos Ataques do 11 de Setembro de 2001 e agora da Pandemia Covid-19 ─ e mantendo-se o mesmos protagonistas, cientificamente e sem necessidade de cálculos extras, mantendo-se infelizmente tudo na mesma.

 

20200222_IRD001_0.jpg

 

Num momento em que vários países se devem relevar por diversas considerações e estratégias adotadas ─ como por exemplo (e só para citar 6) os EUA, a GB, a China, a Rússia, o Brasil e já agora a Suécia ─ para além do mais colocando em questão o significado do que serão de um lado países Desenvolvidos e do outro lado países Subdesenvolvidos, a evidente e concludente constatação de que o Hemisfério Norte lidera esmagadoramente e a nível global, no número de vítimas mortais causadas pelo vírus SARS-CoV-2 e pela doença infeciosa pelo mesmo provocada, a Covid-19: Hemisfério Norte responsável por um total impressionante de 85% das mortes provocadas ─ sendo esta a metade da Terra a mais avançada tanto a nível científico como tecnológico, assim como a mais desenvolvida a nível Económico e Social. E, no entanto, se este surto Pandémico fosse o anúncio do já tão falado e próximo Fim-do-Mundo (nos EUA com os Democratas apontando-o para daqui a 12 anos), sendo este Hemisfério Norte o primeiro a perecer, restando os miseráveis do Hemisfério Sul, um ou outro animal (certamente irracional) e claro está os insetos.

 

CV1.jpg

 

No caso (1º) dos EUA e da GB como atuais líderes do planeta, no caso (2º) da China e da Rússia como os novos pretendentes a esse título e no caso (3º) do Brasil e da Suécia, como estando aparentemente a percorrer uma via alternativa, um sendo a favor (do status quo) o outro sendo do contra (só para se distinguirem dos seus colegas do sul do continente, já mais mouros do que europeus): e se no 1º caso se comprova a destruição quase total que a prioridade absoluta dada à Economia Privada e Empresarial (através da utilização discricionária “por sem regras nem limites” dos Bancos) provocou na nossa Sociedade e Civilização Católico-Romana (destruindo todo o sector de salvaguarda da esmagadora maioria da população planetária ─ hoje ultrapassando os 7,6 biliões de almas ─ o sector Público ou Estatal), ao primeiro grande contratempo afetando toda a população civil e colocando o Mundo muito perto do colapso total ─ colocando todos de nós perante um dilema imposto pelo sistema e pelas suas autoridades de (na defesa dos seus direitos adquiridos, necessários e sempre presentes) “ou morrer de doença ou morrer de fome

 

usa2-4.jpg

 

Em mais um sinal da sua decadência e no 2º caso até pelos mais diversos números apresentados (menor número de vítimas mortais por Covid-19, maior poderio económico, maiores reservas de ouro, maior conquista de mercado e maior número de trabalhadores), reforçando e comprovando a deslocação do Eixo Económico e Financeiro (para já ainda não Militar) do Mundo, longitudinalmente e para Oriente e aí transferindo a sede do Mundo de Washington para Pequim, já no 3º caso (Brasil como Suécia) e dependendo ambos os países dos outros dois casos anteriores (1º e 2º), com brasileiros e suecos sendo uma consequência do deserto nada inovador, monocórdico e erguendo-se em torno do objeto e da obtenção única de mais-valia (protegendo a “coisa” e subjugando o sujeito) a que o planeta se encontra atualmente entregue ─ uns querendo replicar os autodenominados Excecionais, os outros achando nem sequer necessitar de seguir nem os anteriormente referidos, nem ninguém ─ sendo pelos seus representantes e autoridades apanhados na armadilha, deixando-se levar e acabando inevitável e infelizmente por sofrer (nos dois casos havendo governos e/ou criminosos, passivos ou ativos, dando ordens e em ação).

 

Screenshot_2020-05-09 Ponto de Situação Atual em

 

Conscientes ou não do perigo assumido com as suas opções (pelos vistos antes, certezas) mas nunca se questionando antes (optando sempre pela Economia, como se esta não funcionasse à base de pessoas) no fundo optando sempre pela austeridade (democrata ou ditatorial, nestes tempos significando o mesmo), a nova forma (pensam eles que retocada, disfarçada) de Barbárie: no Brasil o péssimo exemplo com o número de mortos a ultrapassar já os 10.000 (mortalidade nos 7%) ─ e devido ao descontrolo em que o país se encontra devendo ser muito maior ─ e na Suécia até há dias o bom exemplo, ultrapassando já os 3.000 mortos (mortalidade acima dos 12%). Vergonha de países Pobres & Vergonha de países Ricos, mas como sempre só com vítimas (as presas) e nunca com culpados (predadores): pelo que ao contrário do que dizem os nossos governantes, o Mundo continuará como dantes (de 2020) e convictamente na mesma, pior apenas por mais perto do seu último espasmo (estertor) e do fim (do seu colapso económico e social) ─ e com uma Grande Guerra (WW3) e só em benefício de alguns ─ e chegando estes lá para além talvez dos insetos (a nossa futura alimentação, senão formos as deles) ─ a ser (para essa minoria) a única solução.

 

Virus_Democracy_100-2-1024x630.jpg

 

Quanto ao nosso “Portugal dos Pequeninos” aparentemente isolado e esquecido na periferia deste continente (a Europa) lá se vai safando aparentemente tranquilo por pré-ajustado e por tradicional e culturalmente anestesiado (o povo), mantendo através dos seus intemporais por certificados representantes (governantes) a sua intocável atitude exemplar ─ de bom, modesto e humilde aluno ─ adaptando-se pelos vistos facilmente (apesar da tão propalada falta de recursos, agora pelos vistos sendo autossuficiente) aos novos tempos deste vírus invisível, intrusivo e perigoso, mesmo com a esmagadora maioria das vias de comunicação interrompidas e para não incomodar muito nem diretamente ninguém, postando-se de dedo bem esticado esperando pacientemente por uma boleia: esperando ser recompensado pela sua paciência e perseverança, sendo incluído na lista entre os convidados e os assistentes. Na primeira semana de confinamento e ultrapassadas as 1.000 mortes, preparando-se passo-a-passo para o regresso à “normalidade” ─ “mais normal” (apesar de todos ─ o original e os seus ecos ─ afirmarem o contrário) do que muitos pensam. Só assim se compreendendo a eternização, das ditas, familiares e complementares (liberais, selvagens, bárbaras) “democracias & ditaduras” (entre biliões, apenas de alguns).

 

(imagens: Nathalie Lees/economist.com ─ brighttv.co.th ─ richardcodor.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 08:24

06
Mai 20

Brazil is letting the coronavirus run wild with little intervention,

and the results are strikingly bad.

(Kelly McLaughlin/01.05.2020//Business Insider/yahoo.com)

 

Screenshot_2020-05-06 Brazil is letting the corona

Cala a boca, não perguntei nada.

(Jair Bolsonaro esta quarta-feira,

quando questionado por um jornalista)

 

Pelas 12:50 TMG desta quarta-feira (6 de maio) com o Mundo já no início do seu 3º mês (março, abril e agora maio) de luta contra a Pandemia Covid-19 ─ registando a nível Global quase 3.800.000 de infetados (0,05% da população mundial) e 260.000 vítimas mortais (6,8% do total de Infetados) ─ e esmagadoramente com o Pico Máximo já tendo sido ultrapassado (tanto no Hemisfério Norte, como no Hemisfério Sul), em Portugal com o vírus SARS-CoV-2 aparentemente controlado ─ verificando-se uma estabilização com um progressivo decrescimento do número de vítimas mortais (VM) e doentes em cuidados intensivos (UCI) ─ registando-se hoje 15 VM e 136 em UCI (taxa de mortalidade de 4,2%).

 

cv.jpg

 

E desde já com uma conclusão a tirar, a de que ultrapassada a 1ª fase de preservação da VIDA (a fase de confinamento) passando-se agora a uma 2ª fase (a fase de não confinamento), podendo ter ainda consequências mais graves não se conseguindo ressuscitar a Economia e a Vida Social: já que se não morrermos da doença, podendo-se morrer de fome ─ sabendo-se que existe sempre o perigo de (mais cedo ou mais tarde) poder surgir uma 2ª Vaga (dependendo da evolução e das caraterísticas do próprio coronavírus), o que com a crise, a fome e o desespero poderia ter consequências inimagináveis.

 

Mas esperando-se que este vírus tal como alguns outros o tem sido, vá perdendo a sua força gradualmente e acabe por adormecer (dando-nos no mínimo alguns meses ou até anos, de prevenção, preparação e sossego): no fundo que não seja como o da gripe sendo um vírus sazonal, regressando periodicamente todos os anos por vezes mais forte que o anterior (e provocando só ele, entre 300.000 e 600.000 mortes por ano).

 

Numa tabela do Ranking Mundial dos países com mais Vítimas Mortais (cerca de 212 países/territórios) com Portugal a ocupar o 22º lugar: nada comparável com o que se passa no Brasil do louco mas imputável JAIR BOLSONARO, pouco se importando que para “achatar a curva” tenha que “achatar literal e descaradamente os mais pobres”.

 

e27301aaaa9d5a54d4136dfac174ae39.jpg

Município de Manaus capital da Amazónia

Um dos mais atingidos pela Pandemia Covid-19

 

Brasil apresentando de momento perto de 120.000 infetados, quase 8.000 mortes (pero dos 7%) e ainda mais de 8.000 em UCI ─ números que pelo caos instalado nas Unidades de Saúde (com as capacidades hospitalares já esgotadas) e pelos enterros sucessivos justificados pela constante abertura de “buracos” (nos cemitérios), poderá ser muito superior, sugerindo um cenário verdadeiramente aterrador: e com o seu Presidente a ser o primeiro a boicotar as campanhas de prevenção, assim contribuindo para o genocídio não só dos velhinhos como também da maioria da população brasileira podendo ser considerada “bem pobrezinha”.

 

Um bom pretexto para IMPEACHEMENT assim como para declaração de PRISÃO. Isto para já não falar dos EUA (de DONALD TRUMP) e da Grã-Bretanha (de BORIS JOHNSON) liderando em vítimas mortais o Ranking Planetário, os EUA com mais de 72.000 (taxa de mortalidade = 6%) e a GB perto das 30.000 (taxa de mortalidade = 15%).

 

(imagens: Yahoo News/yahoo.com e Kelly McLaughlin/Business Insider/yahoo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:50

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO