Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

04
Nov 18

Com a monotonia do nosso quotidiano, a cada dia que passa no calendário, a entranhar-se cada vez mais intensamente no nosso corpo, já tão falto de oportunidades e de soluções, é muito natural que periodicamente, mesmo que de uma forma aleatória por incompreendida, nos vejamos estranhamente a repetir afirmações, que antecipadamente se sabe não levar a lado nenhum: como o será a existência de um outro corpo celeste, integrando o nosso Sistema Planetário – o Sistema Solar – podendo este ser um Planeta (por exemplo o Planeta X) ou então uma outra Estrela, neste último caso Gémea do SOL.

 

protostars750.jpg

Sistema Binário de Estrelas

Região IC 348/Perseus

(Telescópio Hubble/Infravermelho)

 

Agora com uma equipa de investigadores e físicos ligados às Universidades de Harvard e de Berkeley – e utilizando Imagens de Radio (radioastrónomos) – a afirmarem que TODAS AS ESTRELAS NASCEM AOS PARES: uma conclusão baseada num estudo efetuado num Sistema de Estrelas jovens com menos de 1 milhão de anos de idade, localizado na Nuvem Molecular de Perseus (a cerca de 600 anos-luz de distância) e em que todas as Estrelas (criadas) aparecem aos Pares (ou em grupos superiores). Significando que tal como por lá, por cá O SOL TERIA A SUA IRMÃ GÉMEA (e com 4,6 biliões de anos) – a que muitos (há muito) chamam NEMESIS.

 

SC2_5_350.jpg

Sistema Binário de Estrelas

 Nuvem Molecular de Perseus

(distância entre as estrelas gémeas

 

E pela sua proximidade sendo lógico recordar algumas dessas estrelas (já agora bem conhecidas), como será o SISTEMA TRIPLO – vizinho e englobando três estrelas – de ALPHA CENTAURI: o Sistema Estelar mais próximo do Sistema Solar (situado a mais de 4 anos-luz do Sol) formado por duas estrelas unidas (Alpha Centauri A e Alpha Centauri B) e uma outra mais afastada (Proxima Centauri) e tendo cerca de uns 7 biliões de anos de idade – mais velhas que o nosso Sol e a sua hipotética irmã (gémea) Nemesis. Sendo que neste caso (substituindo Centauri pelo Sol) “A wide binary companion to our sun would have been 17 times farther from the sun than its most distant planet today, Neptune.” (berkeley.edu)

 

(dados e imagens: berkeley.edu)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:22

Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO