Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

10
Set 19

[74 anos depois do fim da WW2 e de mais uma Silly Season.]

 

“Mesmo depois de vários países terem já enviado para o Espaço dezenas ou centenas de naves – desde os primeiros satélites, passando pela Ida à Lua e chegando às sondas automáticas atingindo Marte e Júpiter e território mais além nunca tendo encontrado sinais de Vida pelo menos segundo os nossos padrões – na Lua, em Marte e em muitos outros corpos (luas, asteroides, planetas-anões) constituindo o Sistema Solar (para falar apenas no Espaço mais próximo) – continuamos (enigmaticamente) a cismar (ciclicamente) nos extraterrestres: reminiscências do passado (noutro salto noutro ciclo, daqui ou doutro lado)?”

 

german-saucers.jpg

 

Reanimando aquilo que de mais obscuro dominou a Alemanha, tendo como seu pico máximo o período de tempo decorrido entre 1939 e 1945 e coincidindo com a II Guerra Mundial (duplicando a I Guerra Mundial, provocando mais de 80 milhões de vítimas mortais) − e mesmo 74 anos depois continuando ainda por desvendar e esclarecer, mantendo as portas escancaradas aos persistentes (finda a esperança, continuando a fé) Teóricos da Conspiração o regresso das já tão divulgadas histórias sobre a Alemanha NAZI (implicando sobretudo Cientistas e Militares), envolvendo tecnologia revolucionaria (para a época como atualmente, a antigravidade) tal como a (hipoteticamente, pelo menos para nós, os “excluídos”) associada com os DISCOS-VOADORES (OVNI’S ou UFO’S):

 

Apontando para a possível existência de um “Programa Espacial Secreto Alemão” envolvendo um aparelho aéreo utilizando “tecnologia antigravidade”, tendo-se iniciado os primeiros testes e missões ainda antes do início da WW2 (por volta dos inícios dos anos 30), sido rapidamente desenvolvido e aperfeiçoado o projeto (no decorrer dos anos seguintes), para ainda antes da mesma (WW2) e no seu decorrer (anos 30 e 40) − expandindo surpreendentemente os seus conhecimentos e horizontes para lá da TERRA, quando por cá nada estava garantido (começando mesmo, a estar perdido) – se lançar nas suas naves espaciais antigravidade (sendo esta força a responsável por não nos deixar abandonar este planeta) em direção à LUA e a MARTE, instalando lá bases, colonizando-os e neles criando uma nova CIVILIZAÇÃO EXTRATERRESTRE (não de marcianos mas de terrestres).

 

snapshot.jpg

 

Numa reconstrução de Jeff Rense (teorias da conspiração, UFO’S, Paranormal, etc.) montada em torno de filmagens dos célebres “Discos-Voadores Alemães (inseridos num filme antigo “oficial”, gravado nas primeiras décadas do século XX), registadas por volta dos anos 1930’s e 1940’s e até mesmo com um nome para a nave (espacial), OVNI ou UFO: segundo o mesmo (como referido em “ufosightingshotspot.blogspot.com”) denominado HAUNEBU.

 

Concluindo-se que mesmo com todos os indícios, factos e confirmações (presenciais ou indiretas) apontarem sempre e sem qualquer tipo de dúvida (ou de mínima hesitação) na mesma direção – “não existindo Deus, ou Vida para além da Morte (pelo menos enquanto não compreendermos e enquadrarmos, a Vida e a Morte na Evolução) – não querendo acreditar no que vemos bem “colado no Espelho”, ou o partimos todo ou inventamos histórias à volta dele: não se compreendendo bem a ALMA e o ELETROMAGNETISMO (e sua ligação como uma única inter-relação), tudo por se nascer e ter medo de morrer.

 

(imagens: ufocasebook.com − Jeff Rense/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:05
tags: , , ,

23
Nov 11

- Berlim exige 17 por cento aos pensionistas residentes fora do país.

- Alemanha desiste de pedir dinheiro de volta a escravos nazis.

 

Hitler e os Escravos

 

A Alemanha desistiu de exigir o pagamento de impostos retroactivos sobre as indemnizações pagas em 2005 aos belgas que foram escravizados pela indústria de guerra nazi durante a II Guerra Mundial, o que tinha sido considerado "moralmente indefensável" pelo executivo da Bélgica.

Depois de muitos beneficiários desses pagamentos terem recebido cartas das autoridades germânicas a exigir o reembolso, tanto na Bélgica quanto na Holanda, um porta-voz do Ministério das Finanças de Berlim garantiu na segunda-feira que os ex-escravos nazis serem excluídos dessas exigências fiscais.

"É chocante que pessoas forçadas a trabalhar para os nazis durante a II Guerra Mundial estejam a receber pedidos de reembolso relativos às compensações que finalmente receberam", disse na segunda-feira o ministro das Finanças da Bélgica, Didier Reynders, citado pelo jornal britânico 'Daily Mail'.

Foi em 2005 que a Alemanha reconheceu a existência de 13 milhões de escravos oriundos de outros países e levados para trabalhar na indústria de guerra do regime de Adolf Hitler. Alguns belgas ficaram durante quatro anos sem ver a luz do dia, visto que não podiam sair da fábrica subterrânea de Nordhausen, onde eram construídos os foguetes V2 que espalhavam o terror em Londres.

As exigências fiscais de Berlim surgiram devido a uma medida de contenção que implica a recolha de 17 por cento das pensões pagas a beneficiários que residam fora da Alemanha.

 

(Notícia – Correio da Manhã)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:41

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO