Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

13
Dez 11

A Suspensão da industrialização deu nisto

 

Nissan suspende investimento de 156 milhões em Portugal

 

A fábrica de baterias para carros eléctricos de Aveiro já não vai avançar, confirmou a Nissan Portugal ao Económico.

 

António Pereira Joaquim, director de comunicação da Nissan/Portugal, confirma ao Económico que "a administração da aliança Renault/Nissan concluiu que as quatro fábricas que estão em produção são suficientes para atingir os 1,5 milhões de carros em 2016". O responsável acrescenta que optou-se por suspender a unidade portuguesa e por manter as fábricas de baterias perto das que fabricam os carros. Foi por uma questão de localização geográfica".

O grupo privilegiou as fábricas de baterias que estivessem junto de unidades de produção de automóveis eléctricos, como as do Reino Unido (Sunderland), Japão (Vama), Estados Unidos (Smyrna) e França (Slinns).

 

(Notícia – Diário Económico)

 

É claro que a culpa é, do Sócrates do PS.

Nunca do clone criado apenas para o substituir – o Sócrates do PSD – de modo a mudar imediatamente, os intermediários dos negócios e do poder.

Já não nos bastava, deixarmos de existir sob as ordens da Alemanha e agora seremos ainda colonizados por angolanos, brasileiros e chineses.

Mas a realidade é inevitável – não há bons empregos para todos e no meio de tantos concursos e recursos, há sempre que infringir a lei, suspendendo a sua aplicação.

A Bem da Nação!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:12

Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

15

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Lá Se Foram As Baterias

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO