Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

19
Mai 12

Entidades municipais tomarão conta da ocorrência?

 

 

Foi descoberto sem vida numa unidade hoteleira, um extraterrestre de origem desconhecida, que se deve ter introduzido sorrateiramente no interior hotel, sem se identificar prontamente, como é de procedimento obrigatório entre nós. Encontraram-no deitado no seu leito de morte, sem qualquer roupa a protege-lo, com uma garrafa de álcool completamente vazia caída a seu lado, acompanhado por um cinzeiro cheio de beatas de aspeto suspeito, um preservativo por usar e uma caixa de amorfos de um bar da praia. Até ao momento ninguém reclamou o seu corpo, que se encontra depositado numa sala climatizada do quartel dos bombeiros, à espera de autorização superior para novas ações, que levem rapidamente ao desvendar deste caso misterioso. Conseguimos em exclusivo uma foto deste extraterrestre, turista acidental e sem direito a reserva:

 

 

Mais tarde e deslocando-nos até à Câmara Municipal, para esclarecimentos mais pormenorizados acerca deste acontecimento estranho e imprevisto, conseguimos chegar à fala com o senhor Presidente, que nos levou para o seu gabinete privado. De início e na sua presença fomos atravessados por uma sensação estranha que nos deixou um pouco perdidos, atordoados e receosos, mas rapidamente retomamos o objetivo da nossa visita e deslocamos integralmente a nossa visão, para o outro, o extraterrestre de origem desconhecida. A nossa fotógrafa conseguiu obter no momento, este retrato do senhor Presidente:

 

 

Magnânimo, calmo e delicado na forma como se exprimiu, a sua presença ondulatória e flutuante como que inundou o seu gabinete, hipnotizando apenas com a sua voz melodiosa e indescritível, tudo o que estava à sua volta, que o ouvia mesmo sem o ouvir ou perceber. Tempos mais tarde recebi uma mensagem de alguém que não se quis identificar, chamando-me à atenção para a uma particularidade na arquitetura do edifício da Câmara Municipal: não me disse qual, mas perguntou-me se conhecia aquela história, em que apenas poucos viram que o rei ia nu! Mas ao olhar para o edifício, apenas vejo montes de linhas retas e algumas formas pousadas, que mais parecem discos. Nada mais.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:22

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

24
25
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Extraterrestre

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO