Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

26
Jul 18

Talvez se salvando na ponta (para já)

– Da Península Ibérica –

O Jardim à beira-mar plantado (Portugal um pouco mais fresquinho).

 

Heatwave-map-994308.jpg

Terra

Mapa da Onda de Calor varrendo todo o planeta

Com as temperaturas máximas a baterem recordes

No norte da Europa, no Canadá e na Sibéria

 

Num mês de Julho seguindo-se ao início do Verão (a 21 de Junho) sucedendo a um mês de Junho considerado o mais quente registado (na Terra) desde finais do século XIX, olhando para o Mapa da Terra de Ocidente a Oriente (dos EUA até à China) particularmente para o Hemisfério (Norte) onde reina esta estação (o Verão até 23 de Setembro), verifica-se que todo este semicírculo terrestre (situado acima da linha do Equador) se encontra maioritariamente submetido (em toda a sua longitude) a uma intensa Onda de Calor (mesmo a baixas latitudes em aproximação ao Círculo Polar Ártico) causando um pouco por todo o lado um número crescente de vítimas (algumas delas mortais):

 

AEF002B0-7D6F-42A6-A6DCBDBDD0174CEF.jpg

Japão

Inundações, desabamentos de terra e onda intensa de calor

Atingindo tragicamente o Japão

(e provocando no mínimo três centenas de vítimas mortais)

 

Com os últimos acontecimentos (provocados por esta Onda de Calor) a terem origem na Grécia (com o intenso calor a provocar a eclosão de incêndios apanhando muita gente de surpresa e com o balanço do número de vítimas a caminho dos 100 mortos e dos 200 feridos – para além de todas as casas destruídas) – depois da surpresa da Suécia (com dezenas de incêndios no Ártico devido ao tempo seco e às elevadas temperaturas andando pelos 30⁰C/35⁰C) – depois de passarem pelas Filipinas (com as chuvas intensas das monções durante quase uma semana a afetarem cerca de 700 milhares e no mínimo 5 mortos), causado o caos no Japão (depois de forte precipitação e desabamentos, seguindo-se ainda no rescaldo uma violenta vaga de calor – em conjunto com centenas de desaparecidos e/ou vítimas mortais), atingido até a China (com a Tempestade Tropical Ampil – Severa – a cair nas imediações de Xangai) e ainda os EUA (entre outros com os seus destrutivos Tornados como o ocorrido há dias no estado norte-americano do Iowa).

 

Cobra-Pfizer-GE-Healthcare-safe-in-Sweden-fires_wr

Suécia

Com uma vaga de calor intensa a atingir a Suécia

(com temperaturas atingindo os 35⁰C)

Provocando o despoletar de mais de 40 incêndios

 

E neste tempo de evidências (e provas) das alterações Climáticas em curso um pouco por todo o Mundo incluindo naturalmente a Europa, mesmo em tempos de crise (político-sócio-económica) e face à grande possibilidade da perda de integridade (territorial) de todo o Velho Continente, vendo-se agora a União Europeia (EU) a juntar em torno de si (e do ERCC/Emergency Response Coordination Center) todos os esforços possíveis tentando salvar a face na Suécia e na Grécia.

 

fires18.jpg

Grécia

Depois de um fogo devastador (por rápido e intenso)

Calcinando centenas de propriedades (localizadas na zona este de Attica)

Com as vítimas mortais a aproximarem-se de uma centena

 

Um ano depois de numa latitude vizinha (Pedrógão Grande/40⁰N e Mati/38⁰N) mais propriamente em Portugal (mais de 30⁰ para oeste a uma distância superior a 2.500Km), um Evento Apocalítico semelhante tivesse igualmente ocorrido aparentemente sem consequências em Portugal como (inacreditavelmente ou não) em toda a EU – daí o ocorrido na Grécia (tal como em Portugal e jamais se conhecendo arguidos) tal como diariamente se passa no mar Mediterrânico (com seres vivos como nós tornados inexistentes, morrendo silenciosamente no mar e aí desaparecendo, limpando assim o cadastro talvez deliberadamente, talvez por associação, de muitos dos criminosos):

 

tornado-marshalltown-iowa-usa-pella-catastrophic-d

EUA

Com um tornado a atravessar uma localidade (c/ 27.000 pessoas) no Iowa

Causando danos catastróficos num dos lados da cidade

E levando pelo ar árvores/telhados/automóveis (s/vítimas a registar)

 

Bastando para tal disfarçar, olhar convicto para o lado e rapidamente interiorizar (tal e qual como se fossemos uma Máquina), que neste Mercado Global entronando a dupla de impacto Objeto/Mais-Valia, quem manda é quem tem dinheiro pois “As Aparências Iludem e como tal dão Poder”. Só depois vindo o Sujeito – se entretanto e como se vê (pela crescente sucessão destes Eventos) o Homem (comum) sobreviver às Intempéries.

 

[Já no caso do Algarve e da cidade de Albufeira com a previsão meteorológica para os próximos 4 dias (quinta-feira a domingo), a apontar para céu limpo a pouco nublado e vento moderado de norte (e ultravioletas elevados) e com as temperaturas a variarem entre os 16⁰C (de mínima) e os 32⁰C (de máxima). E às 00:01 de quinta-feira (dia 26 de julho) registando-se 19⁰C.]

 

(imagens: Climate Change Institute/express.co.uk – Getty Images/scientificamerican.com – Getty Images/aheflin/in-pharmatechnologist.com – greekcitytimes.com – Twitter/express.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:56

08
Jan 14

O vórtice desta tempestade em vez de rodopiar como é seu hábito sobre a superfície gelada do pólo norte, resolveu neste início de um novo ano deslocar-se mais para sul e assentar arraiais sobre o continente norte-americano, atingindo meteorologicamente o Canadá e os USA. Nos USA – entre os estados do norte e os estados do sul – atingiram-se amplitudes térmicas máximas na ordem dos 40°C.

 

Temperaturas do ar registadas nos USA na primeira segunda-feira do ano de 2014

 

Tendo entretanto estacionado por tempo ainda indeterminado sobre território norte-americano, este vórtice tem provocado o aparecimento de temperaturas extremamente baixas para o momento da estação, prejudicando o quotidiano das populações locais e o normal funcionamento de muitas das estruturas básicas do governo e do sector privado. Tal como já anteriormente aconteceu com a mudança de localização do centro do anti-ciclone dos Açores – que se deslocou mais para norte – eis que agora é este VORTEX a contrariar a normalidade deslocando-se para sul.

 

No nosso país tal como em toda a costa europeia atlântica e mesmo mediterrânica, as consequências da deslocação para sul do vórtice desta tempestade assente em território norte-americano, já provocou um fenómeno bem visível e originado em pleno oceano Atlântico: a Onda Gigante.

 

(imagem – livescience.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:21

06
Jan 14

A cidade do Porto teve hoje a presença dum convidado vindo do ocidente, que brindou a Foz do rio Douro com uma onda de grandes dimensões – invadindo a marginal nas proximidades do Castelo do Queijo e assustando muita gente que aí passeava e observava tranquilamente o estado do mar. Chegando a provocar quatro feridos ligeiros e alguns carros amolgados arrastados pelas águas. As autoridades marítimas – face à sua ausência e passividade – apenas comentaram: já tínhamos avisado!

 

Farol da Foz do Douro

06.01.2014

 

Sob a batuta da tempestade Hércules – que nos EUA já provocou mais de quinze mortos, escolas, pontes e estradas encerradas, prevendo-se que em certas zonas a temperatura possa atingir os -50°C – o mau tempo reflecte-se agora no estado do mar, tendo sido entretanto lançado o alerta vermelho para todo o litoral. Num país com uma grande extensão de costa completamente exposta à força do Atlântico, conviria que se começasse a pensar sobre o futuro destas áreas contíguas ao mar.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:18

22
Jul 12

      

A onda gigante iria atingir de uma forma dramática a exposta cidade de Albufeira

 

Muita gente ainda se lembra de ter sido transmitida há uns anos atrás uma informação veiculada pelas entidades portuárias da região, referente a um alerta de aproximação de uma onda gigante à costa do Algarve, que iria também atingir com efeitos imprevisíveis a cidade de Albufeira. Na altura e sob o olhar atento de todos os turistas nacionais e estrangeiros colocados de máquinas fotográficas na mão nas proximidades do Pau da Bandeira, a informação não se confirmou, deixando todos desolados e com a sintética explicação de que se tinha tratado de uma ilusão de ótica provocada pela deslocação de camadas sobrepostas da atmosfera a temperaturas diferentes, muito no estilo do efeito miragem.

 

      

A intervenção rápida alienígena evitou tragédias como as ocorridas com o tsunami na Ásia

 

Hoje este acontecimento ocorrido num passado muito recente poderá tomar outras proporções nunca antes imaginadas, já que se especula que poderá ter tido mesmo lugar e como inicialmente previsto, mas tendo sofrido durante o seu desenvolvimento uma inesperada intervenção externa, que evitou uma tragédia de dimensões incalculáveis. Suspensa a onda gigante por efeito de poderosas forças exteriores, essas entidades procurariam provavelmente com esta ação estabelecer inconscientemente a ideia da construção de uma plataforma bidirecional de entendimento, que levasse os habitantes a aceitar de olhos abertos e sem qualquer tipo de preconceitos e agressividade, outras culturas e outros interesses em disputa. Daí a suspeita de uma não declarada pré-intervenção alienígena, que levou à sucessão dos fatos estranhos que se têm sucedido na nossa região e que temos aqui divulgado nos últimos tempos.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:01

Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14

21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO