Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

28
Mar 17

Sob a ação do Sol e dos Ventos os seres minerais vão-se movimentando na superfície de Marte – adaptando-se e propiciando o aparecimento de uma nova fase evolutiva (concessionada pela sua capacidade de se transformar). Certamente replicada tanto no Espaço como no Tempo (já que o adotamos como um parâmetro real) – e de que somos testemunhas, além de exemplo prático.

 

Quando constante e inconscientemente se olha para uma natureza morta,

E lá procuramos incessantemente e contra toda a lógica (que a define)

Algum tipo de modificação ou de outro tipo de movimento (o que diferencia um ser vivo de outro morto) que a confirme

Ou no mínimo que a sugira (como se vê com a questão do tempo sempre presente),

A justificação clínica será certamente o de uma perturbação (mineral/biológica, física/mental),

Talvez acompanhada de um período demasiado extenso de reflexão e de alguma imaginação (extrema, tornando-se incontrolável e mesmo muito perigosa):

Como se ainda soubéssemos como fazer para pensar e evoluir (o que é na realidade pensar, para que serve e como o fazer tendo tão pouco tempo disponível).

E já hoje decidindo por não pensar, optando inopinadamente por não existir.

 

PIA21571.jpg

1

Marte

Sonda orbital MRO/Instrumento de observação HiRISE

 

A mais de 70 milhões de Km de distância, localizado num Mundo Alienígena e pelos habitantes da Terra sendo considerado como um Planeta Morto, somos por vezes surpreendidos pelas formas que a partir daí nos são apresentadas, na sua configuração, diferentes tonalidades e sua disposição no terreno, imediatamente nos fazendo disparar qualquer coisa dentro de nós dizendo-nos haver algo de comum entre o que todos os dias vemos por aqui (na Terra) e as imagens que nos vão chegando de lá (de Marte):

 

Numa sensação de tal forma intensa e intrusiva que certamente haverá algo de idêntico ou de semelhante entre estes dois corpos celestes, integrando o mesmo Sistema, rodeando a mesma estrela e tendo o mesmo conjunto em comum – serem os dois planetas (interiores) e ainda-por-cima vizinhos.

 

PIA21571_fig1 D.jpg   PIA21571_fig1.jpg

Marte

(Hemisfério Sul – Dunas – Hellas Planitia)

 

Com estas dunas a situarem-se no Hemisfério Sul de Marte a ocidente da baía de impacto conhecida como HELLAS (uma zona de grande proliferação de paisagens dunares):

 

Tendo como uma das suas principais características a sua cor escura (devido à sua composição), estando dispostas sobre esta região da superfície marciana em torno das suas muitas crateras (assim como no seu interior) e com as mesmas dunas espalhando-se pelas planícies e outras depressões a orientarem-se em função dos agentes erosivos presentes na atmosfera de Marte.

 

PIA21517.jpg

2

Marte

(Hemisfério Sul – Dunas – Cratera Russel)

 

E ainda (com):

 

O vento a ser como na Terra o agente responsável de erosão e transporte, atribuindo ao cenário movimento e sugerindo (talvez ilusoriamente) que o mesmo ainda possa estar vivo (nem que noutra realidade como a do Mundo Mineral);

 

O serpenteado dinâmico cobrindo esta região do sul de Marte a ser construído sob as forças do vento e iluminado e contrastado pelos raios do Sol – sendo visível essa orientação e a maior iluminação por reflexão (com a luz à direita e o norte para cima).

 

Em imagens (1 e 2) não referenciadas (data) e publicadas na passada 5ªfeirta (23).

 

E entretanto sugerindo (existindo movimento, existe matéria e energia) que algo de paralelo existe em Marte. Coincidente?

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:45

05
Dez 13

“Vivo num país de zombies onde já ninguém incomoda e onde todos optaram por vender o olho do cu – o do prejuízo”!



Não percebi muito bem porque comecei a ver esta série televisiva, até ao dia em que resolvi olhar para o lado com os meus próprios olhos, ficando inconscientemente a saber o que na realidade se passava: não eram eles que passavam esfomeados por mim, era eu que me recusava a ver qual era o seu prato favorito e ainda por cima tendo sido eu quem lhes tinha apresentado o menu.

 

Agora vivo duma forma tolerante e cristã no meio deles – e do seu mundo alternativo, revolucionário e normalizado – porque segundo o que eles afirmam – e no qual eu acredito plenamente – não existe outra escolha possível: nascemos ingénuos, acreditamos no sistema e somos mortos por ele. Só nos resta pensar e acreditar que é dentro de nós que descobriremos o futuro dos outros – recusando a esperança e exigindo o impossível.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:50

15
Fev 12

Encontro entre a ISS e o planeta Vénus

 

A distância mais curta entre dois pontos não é uma linha recta.

Descobri isso no dia em que verifiquei que só existo porque sou capaz de pensar.

De início ainda desconfiei desta minha atitude um pouco dinâmica, mas rapidamente concluí que permanecendo estático, não iria nunca a lado nenhum.

Resolvi medicar-me e estabilizar-me na monotonia tranquila do meu íntimo quotidiano, sem remorsos replicantes e de características perpétuas, mas com a certeza definitiva que a manutenção da minha saúde, nada tinha a ver com esse parâmetro inexistente, coercivo e incapacitante, denominado adjectivamente como tempo.

No céu, o conjunto de pontos ordenados num segmento articulado, formou um carrossel obrigatório de percorrer, de modo a formar a imagem, que nos tinha sido proposta.

 

(imagem – spaceweather.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:15

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO