Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

09
Mar 21

Acabadinha de chegar ao PLANETA VERMELHO (18 de fevereiro de 2021), uma imagem vertical obtida pela câmara HiRISE (instalada na sonda orbital MRO) ─ PIA 24483 ─ apresentando-nos o ponto de contacto do ROVER PERSEVERANCE com a superfície marciana: Octavia E. Butler (escritora afro-americana de SCI-FI). Uma missão da NASA ─ MARS 2020 ─ tendo como objetivo o estudo da existência de Vida no Universo, neste caso dirigindo-se ao planeta MARTE e à procura de sinais de vida microbiológica no seu passado ─ com o veículo motorizado dedicando-se à geologia e tentando perspetivar qual teria sido o clima do planeta, em dias extremamente remotos (na cronologia marciana, com uns 4,65 biliões de anos de idade).

 

PIA24483.jpg

 

PIA 24483

PIA 24485

 

PIA24485.jpg

 

Na imagem PIA 24485 com o ROVER PERSEVERANCE utilizando o seu instrumento ótico MASTCAM-Z e a partir do seu ponto de aterragem (Octavia E. Butler/cratera Jezero), apresentando-nos uma visão parcial da cratera JEZERO, local onde num passado extremamente remoto terá existido um delta onde confluiriam as “Águas-de-Marte” ─ podendo mesmo comportar (transportar consigo) algum tipo de vida: terreno por onde circulará nos próximos tempos durante a sua campanha de exploração e de conhecimento (do planeta), tendo ainda na sua agenda de trabalhos uma tarefa pioneira realizada em Marte, referindo-se à recolha de materiais superficiais, depositando-os (guardando-os) de seguida, para posteriormente as enviar para a Terra numa outra missão (de recolha das amostras) Terra/Marte/Terra.

 

PIA24486.jpg

 

PIA 24486

PIA 24489

 

PIA24489.jpg

 

Nesta missão pioneira tendo Marte como destino, sendo caraterizada como a primeira recolhendo rochas e poeiras marcianas, para posterior envio para o remetente (a Terra) ─ algo já ocorrido na LUA, não à distância mas presencialmente ─ com o objetivo a ser igualmente o da preparação do planeta para uma futura receção ao Homem, inicialmente preparando-o (apetrechando-o) e depois (da instalação de uma base) enviando para lá os terrestres (existindo marcianos, como colonizadores ou seja, como “estranhos numa terra estranha”). Depois dos homens na LUA, surgindo para os humanos a sua 1ª Viagem Interplanetária ─ da TERRA a MARTE. Na imagem PIA 24486 indicando-se o possível trajeto do ROVER PERSEVERANCE na sua viagem pela superfície de Marte. Um veículo motorizado equipado (uma novidade, ainda experimental) de um Helicóptero (INGENUITY) e ainda de um Microfone (para gravar a “Voz de Marte”). E na última imagem PIA 24489 as primeiras imagens do ROVER em trabalho, observando-se as suas rodas características e o solo seco e árido sobre o qual se desloca.

 

(dados e imagens: photojournal.jpl.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:04

06
Mar 21

Afundados na TERRA por uma PANDEMIA e com a CRISE TERRESTRE em ritmo de cruzeiro, colocados perante a incógnita da origem/destino/fim deste EVENTO BIOLÓGICO e não sabendo onde se dirigir em virtude da proliferação crescente de FALSAS ESPERANÇAS, obviamente não causando ESPANTO que à falta de RESPOSTA em terra, nos viremos como sempre e literalmente para o CÉU:

 

NLE_0009_0667755959_167ECM_N0030000NCAM05000_05_0L

Um ponto perdido no céu marciano

(acima do cume da duna)

 

E à procura de nós PRÓPRIOS, encontrando outros como nós ou NEM TANTO, aí dando-se a inevitável SEPARAÇÃO pela definição do respetivo NÍVEL hierárquico ─ entre SALVAÇÃO OU NÃO nós os terrestres podendo ser vistos como anjinhos, cobaias, portadores ou PRESAS, enquanto entre os extraterrestres podem estes ser encarados como pesquisadores, organizadores, operadores, PREDADORES.

 

Possuídos física e biologicamente como no espaço em ALIEN O Oitavo Passageiro, ou mental e subliminarmente como na Terra com os MÉDIA GLOBAIS.

 

Faltando apenas o anúncio da chegada do EVENTO DA DECEÇÃO, onde seremos informados da nossa real condição:

 

E chamando aqui os próximos das Teorias da Conspiração tendo como duas opções viáveis, ou (1ª) a próxima chegada deles ─ estando já aqui à volta, prontos para nos tratar/invadir ─ ou se não (2ª) estando já entre nós, integrados/semelhantes réplicas (híbridos).

 

NLE_0009_0667755959_167ECM_N0030000NCAM05000_05_0L

Artefacto desconhecido

(registado pelo rover Perseverance)

 

Um cenário construído em torno de uma imagem recebida a partir das câmaras do ROVER PERSEVERANCE (SOL 9 NAVCAM ESQUERDA 01.03.2021), mostrando-nos sensivelmente ao centro na vertical sobre o monte de areia, não podendo ser uma imperfeição ─ pois não aparecendo esta em registos, antes nem depois ─ um objeto aparentemente cilíndrico visível no céu marciano:

 

Um artefacto podendo ser artificial tripulado ou não, certamente ALIENÍGENA.

 

E andando eles por lá, podendo há muito estar por cá.

 

Neste momento experienciando a PANDEMIA COVID-19, podendo-se estar preparando para a GRANDE REVELAÇÃO/DECEÇÃO:

 

A de que seremos muito mais estúpidos do que alguma vez pensáramos ser, desde sempre obedientes, bem escravizados e encantados, pela música & moda de EXTRETERRESTRES não SOBREVIVENDO como nós, mas VIVENDO entre nós.

 

(imagem: ROVER PERSEVERANCE/NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:29

23
Fev 21

NASA ─ MISSÃO MARS 2020 ─ ROVER PERSEVERANCE

HELICÓPERO INGENUITY ─ SOM DE MARTE

(terror e marcianos)

 

PIA24422.jpg

 

Fazendo parte da missão MARS 2020 a chegada ao ainda misterioso PLANETA VERMELHO (na nossa imaginação infantil, visionando ainda os seus CANAIS) da sonda espacial norte-americana PERSEVERANCE, para além da sua sonda orbital estando ainda equipada de um MÓDULO de ATERRAGEM transportando consigo um ROVER e (sendo o pioneiro) um helicóptero ─ o INGENUITY.

 

Screenshot_2021-02-22 Vídeo da NASA mostra os momScreenshot_2021-02-23 Vídeo da NASA mostra os mom

 

Screenshot_2021-02-22 Vídeo da NASA mostra os momScreenshot_2021-02-22 Vídeo da NASA mostra os mom

 

Nesta sequência de oito imagens da responsabilidade da NASA (delas usufruindo certamente e com imenso prazer, o público em geral) ─ tratando-se de um Evento cultural, educativo e proporcionador de memória ─ podendo-se ver diferentes momentos das manobras de aterragem, desde a entrada em ação dos paraquedas, à rápida e cautelosa aproximação ao planeta, ao momento próximo do toque e concluindo-se (a exposição), com o contacto final com a superfície marciana e (concretizada a mesma com êxito) com as comemorações e festejos naturais e toda a equipa.

 

Screenshot_2021-02-22 Vídeo da NASA mostra os momScreenshot_2021-02-22 Vídeo da NASA mostra os mom

 

Screenshot_2021-02-22 Vídeo da NASA mostra os momScreenshot_2021-02-23 Vídeo da NASA mostra os mom

 

Por ser considerado um dos momentos mais difíceis e delicados da missão (da sonda PERSEVERANCE), sendo atribuído a esse período temporal a denominação dos “7 Minutos de Terror”, para tal associando este caso com um outro já vivido (noutro espaço e noutro tempo) mas aí com a presença de seres humanos: quando as missões tripuladas APOLLO se aproximavam da LUA entrando pela 1ª vez em órbita e passando do outro lado (da Lua não se sabendo se corretamente inseridos) deixando-nos uns minutos em suspense.

 

Neste caso e falando-se de “7 Minutos de Terror” (não havendo humanos presentes) ─ para não falar da muita sucata por lá já deixada (e não sendo apenas por uma entidade) ─ terror só se fosse mesmo para os marcianos (aqui os invadidos por alienígenas).

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:53

21
Fev 21

“Mesmo servindo-se de projeções (virtuais) para construir este holograma (e projetá-lo), sendo invariavelmente confrontados (dada a imposição do guião) com estas duas opções: confinados/presos na Terra ou desconfinados/livres em Marte.” (Movimento pela Rápida Colonização de Marte/MRCM)

 

mars-2020-rover.jpg

 

Após uma Viagem Interplanetária TERRA → MARTE, a chegada à superfície marciana de dois artefactos terrestres integrando a missão MARS 2020. Um veículo motorizado terrestre ─ o ROVER PERSEVERANCE ─ destinado à exploração à superfície e um outro veículo motorizado aéreo ─ o HELICÓPTERO INGENUITY ─ destinado a voos aéreos de observação. Aumentando o tráfego superficial e (pondo de lado os orbitadores) inaugurando o tráfego aéreo.

 

pia23720.jpg

Rover PERSEVERANCE e Helicóptero INGENUITY

 

Para além da utilização de um ROVER renovado (científica e tecnologicamente) destinado à exploração do solo do planeta ─ tendo o mesmo uma utilização extra (realizada em Marte pela 1ª vez), a de recolher amostras e guardá-las (para uma outra missão as enviar para a Terra) ─ sendo ainda adicionado um outro veículo explorador (aéreo) o Helicóptero INGENUITY (fazendo um par): nesta área (da exploração espacial planetária) sendo um PIONEIRO.

 

Mzc2NjQ1MQ.jpeg

PERSEVERANCE e INGENUITY em missão conjunta

 

[INGENUITY: numa fase ainda experimental (mas agora em Marte), um helicóptero pesando 1.800g, podendo deslocar-se 50m durante um período máximo de 90s e a uma altura de 3m/5m. Prevendo-se (na campanha) num período de 30 dias uma mão cheia de voos (5), acompanhado mesmo que à distância por PERSEVERANCE.]

 

(imagens/ilustrações: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:35

20
Fev 21

“Dos Canais de Marte (no passado) à sua aridez (no presente),

reduzindo-se a esperança (no futuro).”

 

pia24430-1041.jpg

Uma das primeiras fotos da superfície marciana (c/ o céu ao fundo)

Obtida a partir de uma das câmaras do Rover Perseverance

 

Mesmo que dispondo de vários módulos orbitais circundando Marte (8) ─ TIANWEN-1 (CHINA), HOPE (UAE), EXOMARS 2016 (ESA/RÚSSIA), MAVEN (EUA), MOM (ÍNDIA), MRO (EUA), MARS EXPRESS (ESA) e MARS ODYSSEY (EUA) ─ de alguns veículos motorizados ou ROVERS circulado na superfície marciana (3) ─ PERSEVERANCE (EUA), TIANWEN-1 (CHI) e CURIOSITY (EUA) ─ e ainda de outros módulos de aterragem aí estacionados (2) ─ TIANWEN-1 (CHI) e INSIGHT (EUA) ─ sendo incompreensível que depois de tantas missões (perto de meia centena) iniciadas há mais de 60 anos (com as primeiras missões falhadas da URSS), ainda não se tenha encontrado (pelo menos para amostra) nem um único marciano.

 

Aliens-and-UFOS-Dark-Secrets-of-Mars-324x324.png

Sem água nem atmosfera, mas com uma aridez desértica

sem entidades presentes (marcianos) invocando direitos (e soberania)

 

E com pelo menos mais quatro missões previstas (sondas espaciais não tripuladas), direcionadas para Marte até ao ano de 2025 ─ não se vendo dessa forma como será possível a curto ou a médio-prazo (início da década de 30) termos homens nesse planeta ─ insistentemente tendo como objetivo (divulgado) a procura de indícios da existência de água assim como de vestígios de um dia aí ter existido vida (num passado extremamente remoto), não se tendo muita esperança que depois de tanto dito (igualmente prometido) sobre este planeta, inesperadamente vindo de um lugar (desconhecido e subterrâneo) e para vir ter connosco (nos saudar) demos de cara com um indígena (importado ou local).

 

(imagens: nasa.gov ─ theufostore.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:02

19
Fev 21

“Cheers erupted in mission control at NASA’s Jet Propulsion Laboratory as controllers confirmed that NASA’s Perseverance rover, with the Ingenuity Mars Helicopter attached to its belly, has touched down safely on Mars. Engineers are analyzing the data flowing back from the spacecraft.”

 

nhq202102180017.jpg

 

“NASA’s Perseverance Mars rover has sent back its first image(s) from the surface of the Red Planet. The image(s) come from Perseverance’s Hazard Avoidance Cameras (Hazcams), which help with driving. The clear protective covers over these cameras are still on. These first images are low-resolution versions known as thumbnails.”

 

(texto: Naomi Hartono/blogs.nasa.gov ─ imagem: NASA/Bill Ingalls/nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:22

18
Fev 21

“Pelas 14:10 desta quinta-feira e com 99,89% da viagem já concluída, com a sonda espacial PERSEVERANCE viajando a uma velocidade de mais de 76.000Km/hora, a situar-se a pouco menos de 500.000Km de Marte. Tocando a superfície marciana pelas 20:00.”

 

juntosperseveramos_promo_social.jpg

 

Num Evento Interplanetário ligando o nosso planeta ao Planeta Vermelho (atualmente a cerca de 200 milhões de Km) e iniciado em 30 de julho de 2020 em Cabo Canaveral (Flórida/EUA), conclui-se hoje (18 de fevereiro de 2021) por volta das 20:00 a longa viagem (cerca de 470 milhões de Km) de mais uma sonda espacial (produzida nos EUA e da responsabilidade do JPL/NASA): com a sonda espacial norte-americana PERSEVERANCE a entrar em órbita do planeta Marte (com o seu orbitador) e de seguida aterrando à sua superfície (na cratera JEZERO), lá colocando o ROVER com o mesmo nome (integrando a missão MARS 2020) devidamente apetrechado para além do próprio ROVER PERSEVERANCE (o veículo motorizado habitualmente utilizado à superfície) equipado de várias câmaras e igualmente de microfones, estreando-se nesta missão um novo veículo (numa ação nunca antes concretizada) igualmente motorizado mas aéreo, o helicóptero INGENUITY. Podendo ser acompanhado ao vivo através da INTERNET utilizando a página da NASA ou as redes sociais (Twitter, Facebook, YouTube), num episódio da série “Missão Marte 2020” a transmitir (programado) a partir das 19:00. Uma missão até pelo lugar de contacto escolhido ─ uma bacia à superfície do planeta podendo (segundo os cientistas) ter estado num passado bastante remoto submersa ─ procurando vestígios da existência de Água (no passado, talvez em depósitos subterrâneos no presente) e ainda de Vida (tal como na Terra acompanhando esse possível ciclo da água); e ainda sendo mais valorizada por mais uma função atribuída ao ROVER e ao HELICÓPTERO, tendo que num trabalho conjunto recolher amostras (da superfície marciana) e guardá-las para uma próxima missão a Marte (então sendo enviadas para a Terra).

 

(imagem: mars.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:13

16
Fev 21

“Missão MARS 2020

colocando o seu ROVER na cratera JEZERO,

acompanhado pelo helicóptero INGENUITY.”

 

Screenshot_2021-02-15 Mars 2020 Perseverance Rover

A primeira missão interplanetária

(TERRA → MARTE)

transportando um helicóptero

 

A pouco menos de 70 horas da sonda norte-americana PERSEVERANCE entrar na órbita de Marte, a previsão da colocação na superfície marciana de mais um veículo motorizado ou ROVER (c/ o mesmo nome) e da chegada e estreia do primeiro helicóptero sobrevoando a sua superfície ─ o INGENUITY.

 

“Following “seven minutes of terror”

after it reaches Mars’ upper atmosphere,

Nasa’s Perseverance rover is expected to land

on the surface of the red planet at 20:55 GMT on February 18.”

(Andrew Coates/theconversation.com)

 

file-20210213-19-d4wxwz.jpg

Com a sonda PERSEVERANCE

a ser lançada da Flórida por um foguetão ATLAS V

em plena Pandemia (julho de 2020)

 

Para além de toda a investigação científica levada a cabo a partir do seu orbitador, com a missão da PERSEVERANCE (MARS 2020) a colocar (em fevereiro de 2021) mais um ROVER em MARTE, juntando-se ao ROVER CURIOSITY (igualmente norte-americano, em Marte desde agosto de 2012) e mais tarde sendo acompanhada pelo ROVER TIANWEN-1 (em maio de 2021).

 

(imagens: mars.nasa.gov ─ NASA/JPL-Caltech)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:25

15
Fev 21

In the late 1800s, telescopes first revealed a surface full of intriguing features—patterns and landforms that scientists at first wrongly ascribed to a bustling Martian civilization. Now, we know there are no artificial constructions on Mars. But we’ve also learned that, until 3.5 billion years ago, the dry, toxic planet we see today might have once been as habitable as Earth.” (Nadia Drake/nationalgeographic.com)

 

6786187.jpg

Fig. 1

Em aproximação

Imagem do planeta Marte

obtida a partir da sonda espacial Tianwen-1

 

Com pelo menos 8 missões ainda operacionais, 2 acabadinhas de chegar (9 e 10 de fevereiro) HOPE (UAE) e TIANWEN-1 (CHINA) ─ e 1 outra a rebentar dentro de poucos dias (18 de fevereiro) ─ PERSEVERANCE (EUA) ─ duas imagens fornecidas pela Agência Espacial Chinesa (CNSA) da aproximação da sua sonda espacial ao Planeta Vermelho, uma perto de alcançar o planeta (fig. 1) a outra aquando da entrada em órbita (fig. 2). Cumprindo (a sonda chinesa) com sucesso duas das fases desta missão ─ aproximação e entrada em órbita ─ seguindo-se no mês de maio (depois de operações científicas levadas a cabo no orbitador) a tentativa de aterragem na superfície do planeta e o lançamento do seu veículo motorizado ou ROVER: em UTOPIA PLANITIA “a maior bacia de impacto reconhecida em Marte com um diâmetro aproximado em 3300 km.” (wikipedia.org)

 

[Tendo como a última das missões anterior a estas três (a MARTE) a missão norte-americana INSIGHT, colocada na superfície de Marte desde novembro de 2018: imobilizado o módulo (de aterragem), tendo como objetivos da missão (utilizando os seus instrumentos científicos) o estudo da sismologia marciana, o estudo dos fluxos de calor (a partir da superfície), o estudo do interior de Marte e o estudo do clima do planeta (incluindo os ventos).]

 

snapshot.jpg

Fig. 2

Em órbita

Imagem da entrada em órbita do planeta Marte

da sonda espacial Tianwen-1

 

Dispondo a sonda espacial árabe (dos Emiratos Árabes Unidos) ─ sonda HOPE, sendo neste evento um pioneiro ─ apenas de um orbitador, superada em opções pela sonda chinesa (com ROVER) e esta ainda pela norte-americana: para além do seu respetivo ROVER permitindo-lhe circular na superfície marciana, estreando neste tipo de missões um outro veículo motorizado, mas neste caso voador ─ um helicóptero (INGENUITY). Na aproximação a Marte (fig. 1) sobressaindo desde logo dois aspetos (fig. 2), a sua topografia (as crateras bem visíveis à sua superfície) e a sua ténue atmosfera (envolvendo o planeta). Limitando-se a HOPE (pioneira) ao estudo da atmosfera de Marte, enquanto a TIANWEN-1 e a PERSEVERANCE (mais experimentadas e como tal ambiciosas) ao estudo da possibilidade (de no passado) aí poder ter existido vida ─ para além de algo mais antes já feito na Lua, recolhendo amostras do solo (nesta missão) e enviando-os para a Terra (posteriormente noutra missão).

 

[Revealing … “some of the most Incredible features and strange structures discovered on the Martian surface, which hint to the existence of an ancient civilization that somehow endured a planet-wide catastrophe. Some of these anomalous structures, including faces and pyramids, bear striking similarities to ancient geoglyphs near Mayan cities in Nazca, and other human-made constructions on Earth.” (starnationsnews.com)]

 

(imagens ─ cnsa.gov.cn)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:27

11
Fev 21

Na sequência da apresentação de alguns cenários colocando a Terra em causa ─ INVADERS FROM MARS (William Cameron/1953), THE DAY MARS INVADE EARTH (Maury Dexter/1962) e MARS ATTACKS (Tim Burton/1996) ─ mais uma resposta adequada por parte do nosso planeta colocando Marte no seu lugar.

 

p.jpg

MARCIANOS

Querendo destruir a civilização terrestre

apenas para se divertirem

 

Ultrapassada a Lua (o nosso único satélite natural, localizado a pouco mais de 384 mil Km da Terra) e apontando todas as nossas baterias para Marte (o 4º planeta mais afastado do Sol, localizado a uma distância média de 225 milhões de Km) ─ distando Marte da Terra, 585X mais que da Lua ─ eis que 3 sondas espaciais terrestres (todas lançadas em julho de 2020) chegam entre 9 e 18 de fevereiro ao Planeta Vermelho, duas delas para além do orbitador sendo acompanhadas pelo respetivo Rover (a chinesa e a norte-americana): uma sonda dos Emiratos Árabes Unidos (chegando a 9.02) ─ juntando-se pela 1ª vez às potências espaciais ─ outra da China (chegando a 10.02) e finalmente uma terceira dos EUA (chegando a 18.02), por sinal além do Rover transportando (numa ação espacial pioneira) um helicóptero (o Ingenuity).

 

nextstopmars.jpg

HOPE

Lançada do Centro Espacial Mohammed bin Rashid

no Dubai/UAE

 

Colocando o itinerário Terra/Marte no topo das preferências das viagens espaciais, não só por iniciativa do estado (pública) mas igualmente privada (empresas aeroespaciais). E mantendo este objetivo como uma prioridade (alcançar Marte) ─ talvez para explorar o planeta, talvez para o utilizar como entreposto (ignorada a Lua, nela se podendo fazer o mesmo) ─ entrando em órbita e (no caso de 2 das sondas) tocando a superfície marciana. Intensificando o volume do transito local, cada vez apresentando mais vestígios (nos céus e à superfície) de uma presença alienígena: neste caso sendo os terrestres (para os marcianos, caso existam) os estranhos oriundos de uma terra estranha (a Terra).

 

0c7e539acf272de2b75aff96eb6934cc.jpg

TIANWEN-1

Lançado do Centro de Lançamentos Espaciais

de Wenchang/China

 

E assim chegando repentinamente a Marte outras 3 sondas espaciais ─ HOPE (UAE), TIANWEN-1 (CHINA) e PERSEVERANCE (EUA) ─ na prossecução do objetivo final e comum (dos terrestres) de colonizar Marte e aí criando um entreposto possibilitando o alargamento das viagens interplanetárias e o caminhar (extravasando o Sistema Solar) para as Interestelares: fazendo a viagem contrária (tendo-nos visitado no passado, como ainda ontem, com o artefacto Oumuamua) dos nossos deuses astronautas. No caso da UAE com a concretização da sua 1ª viagem interplanetária tendo como destino Marte (c/ o seu orbitador), tornando-se o quinto país a atingir o planeta (depois dos norte-americanos, russos, chineses e europeus) e lá se fixando (orbitando no céu marciano) observando e estudando (entre outros e durante um ano) os fenómenos ocorridos na sua atmosfera ─ e tal como os outros planeando viagens (talvez) tripuladas à Lua (2024) e ainda a Marte (2117).

 

Blast-off-Mars-2020-080520-1024x682.jpg

PERSEVERANCE

Lançado de Cabo Canaveral

na Flórida/EUA

 

Já no caso das sondas chinesas e das norte-americanas ambas equipadas com o seu respetivo Rover (veículo motorizado utilizado para se movimentarem na superfície marciana), no caso da missão conduzida pela NASA (chegando a 18 de fevereiro) utilizando a sonda PERSEVERANCE, com esta a ter a particularidade (única e extraordinária) de para além de lá chegar, aterrar e explorar, ainda estar preparada para ─ fazendo uma recolha de solo marciano ─ abandonar o planeta e reenviar (aproveitando a viagem de volta) as amostras para a Terra (determinante para se saber se alguma vez existiu Vida em Marte). Relativamente à sonda chinesa e à sua projetada missão ─ “Tianwen-1 Mars Mission” ─ com a mesma a já se ter inserido em órbita do planeta Marte (hoje dia 10 de fevereiro), para lá para o mês de maio enviar até à sua superfície (pretensamente rica em água, que não à superfície) o seu módulo de aterragem (pondo de lado os EUA cliente habitual, com os únicos países a fazê-lo desde há quase 50 anos ─ depois dos russos falharem e aí abandonarem ─ a serem os chineses).

 

(imagens: punverse.blogspot.com ─ AP Photo/Jon Gambrell/phys.org

─ Luo Yunfei/China News Service/Getty Images ─ nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:58

Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO