Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

23
Jun 18

Quando já não existe mais nenhum caminho ou possibilidade para nos reorientarmos no Espaço (onde muitos vegetamos) e no Tempo (para nós como para todos os seres vivos de base orgânica dito limitado) a cada um de nós atribuídos (ou seja aceitando não existir transformação apenas nascimento e morte) ‒ perdida a Esperança caindo-se na Apatia e na Indiferença, recusando-se definitivamente a Realidade ‒ a única réstia de recuperação poderá estar na sobreposição da Imaginação (à Realidade imposta) tentando dela extrair a outra parte perdida (seja ela qual for).

 

Um Meteoroide atingiu no passado dia 91 do ano 8102 a parte superior

(só agora emergindo nas notícias e jamais Imaginada como Realidade ‒ como se existisse alguma diferença entre elas, sendo complementares e dependendo uma da outra)

 

Da Pequena colónia portuguesa do “BOM JESUS”

 

ESP_054066_1920.jpg

Local da base PT em Marte

(e do impacto do meteoroide)

Originando um rasto de c=1Km/l=5m e provocando desabamentos de terra

 

[localizada numa base subterrânea em tempos já bastante remotos construída no vizinho e distante planeta Marte por uma civilização desconhecida e entretanto desparecida]

 

Ocupada desde há cerca de 500 anos (início do séc. XVI) por uma raça inteligente (pelos vistos oriunda da Ibéria),

 

Ali colocada (e com milhões de Km de distância separando dois mundos ignorando-se e de costas voltadas)

 

Aquando do desaparecimento (da face da Terra) da nau portuguesa Bom Jesus e quando a mesma se dirigia (em viagem de descobrimento e com objetivos comerciais) a caminho da Índia (na altura e perante o desconhecido) situada no Outro Lado do Mundo (antigo):

 

Antes de dobrar o Cabo da Boa Esperança (ponta sul do continente Africano) ‒ em ORANJEMUND ‒ e assim entrar no oceano Índico,

 

Com a Nau Bom Jesus a ser subitamente atingida por algum tipo de Evento Extremo (ainda em pleno oceano Atlântico) não tendo capacidade nem tempo de reação/recuperação (face ao inesperado impacto) e acabando aparentemente por desaparecer.

 

1P581919922EFFD2FCP2682L8M1.JPG

Rover Opportunity ‒ SOL 5111

(num momento/Junho 2018 em que o mesmo luta pela sua sobrevivência)

Face a uma Grande Tempestade de poeiras assolando Marte

 

Na realidade com os marinheiros fazendo parte da tripulação da nau portuguesa Bom Jesus, a serem surpreendidos por algum tipo de Fenómeno Estranho e Inexplicável,

 

‒ Certamente contando com alguma forma de interferência Exterior (e talvez com colaboradores inseridos entre a tripulação)

 

Sendo todos os seus tripulantes abduzidos e recolocados em Marte (bem distantes da Terra e sem justificação conhecida) e a sua nau imediatamente destruída (afundada de modo a não deixar rasto, pelo menos e talvez por estratégia, apenas num determinado período).

 

Mais tarde por qualquer motivo ou mera circunstância promovida do interior (da Terra) ou do exterior (de Marte),

 

Com a descoberta da Bom Jesus a ser concretizada já em pleno séc. XXI (primeiros objetos descobertos em 2008) ‒ acrescida de um tesouro avaliado em cerca de 12 milhões de euros (que Portugal declinou/ofereceu e a Namíbia obviamente aceitou) ‒ confirmando-se aí e definitivamente o destino da Nau portuguesa:

 

160509194809-bom-jesus-3.jpg

Exemplar da nau portuguesa Bom Jesus

(desaparecida quando a caminho da Índia)

Já carregada de tesouros valendo milhões como moedas de ouro/cobre e marfim

 

Estranhamente (e curiosamente) com o destino dos seus tripulantes apenas a ser falado cerca de 10 anos após o impacto (do meteoroide em Marte), mas citando-se apenas o ocorrido (como se fosse irrelevante apesar de retratar um acontecimento espetacular e surpreendente) mas não os presentes no local (talvez por serem portugueses e não norte-americanos).

 

Há dez anos atrás descobrindo-se a Nau (Bom Jesus) e pela mesma altura dando-se o impacto do meteoroide (com a Base PT Bom Jesus em Marte): coincidência ou resposta?

 

Levando-nos Cem Anos no Passado até ao Milagre do Sol (Outubro de 1917) ainda em Tempo de Guerra (I Guerra Mundial) mas perto da sua conclusão (Paz em 1918), como se esse tivesse sido um Momento de Comunicação (testemunhado ao vivo por mais de 70.000 pessoas) e a altura precisa de (algum tipo de) troca de informação (mesmo que sob a forma de Sujeito):

 

Com Seres Desconhecidos movimentando-se em Máquinas Voadoras Brilhantes e Cintilantes e irradiando imenso calor (chegando mesmo a queimar), a induzirem uma multidão já em si em alerta físico (devido a todas as provações da I Guerra onde Portugal era parte) e perante o grandioso e nunca visto espetáculo (atingindo o estatuto de Religioso) entrando em delírio psíquico e eminente colapso emocional,

 

snapshot 3.jpg

Milagre do Sol ou fenómeno atmosférico

(ocorrido em 13.10.1917 na Cova da Iria e perante mais de 70.000 pessoas)

Atribuído á intervenção Divina mas podendo não passar de um prenúncio de um logro

 

‒ Deixando-a com uma grande Pedrada ‒

 

Proporcionando no meio do caos certo e propositadamente instalado (durante a efetivação do Milagre), uma oportunidade de troca e de intercâmbio unilateral:

 

Levando consigo a Quarta Vidente (Carolina Carreira) ou então para além desta os outros três videntes presentes (e mais conhecidos como Lúcia, Francisco e Jacinta) ‒ e talvez do meio do povo com mais alguns ajudantes ‒ deixando-nos por aqui umas réplicas para entretanto nos entretermos, delas fazendo estátuas e mantendo a Adoração.

 

Restando-nos prestar mais atenção a tudo o que exista e que mexa (sinónimo de que ainda está vivo), mesma que aparentemente esteja fora (apenas por mera definição) dos nossos órgãos de perceção.

 

(imagens: 1/2 nasa.gov ‒ 3 cnn.com ‒ 4 L. A. Marzulli/youtube.com)

 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:24

27
Jun 15

Os atentados terroristas continuam a sucederem-se, agora com uma portuguesa septuagenária a ser morta num atentado levado a cabo pelo Estado Islâmico e ocorrido na última sexta-feira na Tunísia.

 

NATO_bombing_libya_June2011.jpg

Bombardeamento da Líbia por forças da NATO

 

O que será melhor para o mundo onde vivemos: ter os psicopatas globais a controlar o seu programa (de socialização forçada) pelas mãos dos Republicanos, ou pelas mãos dos Democratas? Se em relação aos primeiros a sua máquina de propaganda se baseava na utilização de armas pesadas (artilharia e mísseis), de contingentes de soldados (registando-se milhares de mortos e feridos) e de catadupas intermináveis e sufocantes de mentiras e outros derivados (como a existência de armas de destruição maciça), já no segundo caso a opção covarde pela denúncia (eu ouvi dizer, já desconfiava, afinal tinham razão), pelos drones (industria militar alternativa à produção e armas pesadas) e pela tentativa de esconder danos colaterais (infelizmente a máquina não escolhe pessoas mas objectivos), acaba por não os diferenciar em nada na apreciação geral que deles fazemos, levando-nos pelo contrário à constatação do mesmo desejo de afirmação e execução de objectivos de ambos.

 

Dos Republicanos e da sua folha de serviço basta falarmos da derrota norte-americana no Afeganistão (não aprenderam com a URSS) e do genocídio praticado (que ainda continua) numa das regiões históricas, culturais e civilizacionais da humanidade (um registo fundamental para o reforço da nossa memória). Dos Democratas e associado à presença do Nobel da Paz na presidência dos EUA (OBAMA), o que este nos deixa (muitas vezes por consentimento) é a presença das máquinas de guerra voadores (os DRONES) matando indiscriminadamente tudo o que se mexe (sobretudo árabes, muçulmanos, inocentes), o reforço paranóico na área da informação, comunicação e segurança com a criação de um monstro tentacular e extremamente intrusivo como a NSA e minimizando tudo aquilo mencionado anteriormente, a influência brutal exercida pelos EUA sobre países como a Líbia, a Síria e até a Ucrânia (um país da Europa) e os resultados devastadores que daí resultaram: com o desaparecimento definitivo do primeiro estado, com o apocalipse demolidor a abater-se sobre o segundo e com o terceiro entregue a senhores da guerra apenas interessados na mesma.

 

Ukrainian_volunteer_battalions.jpg

Voluntários (e mercenários) a serem armados na Ucrânia

 

E assim com o início de uma nova estação que deveria ser de lazer e de alegria, eis que surgem de novo (e inesperadamente) os malditos atentados: um em FRANÇA (1 morto decapitado numa fábrica), um na TUNÍSIA (35/40 mortos entre turistas de um resort de luxo) e outro no KUWAIT (25/30 mortos numa mesquita cheia de crentes). Todos eles com um denominador comum: os mercenários e terroristas sejam eles da AL-QAEDA (em queda) ou sejam eles do ISIS (em ascensão). Os dois apoiados a nível de fornecimento e manutenção de armamento pela Arábia Saudita e pelos EUA. Com o Irão lá ao fundo a olhar para tudo isto como parte interessada, nuns casos contra os EUA e outras vezes até como aliado. Confuso? Não. Estratégia! E amanhã até poderá ser na Europa (a Ucrânia já estão à espreita).

 

Entretanto entre os quase quarenta mortos registados no resort turístico localizado na costa mediterrânica da Tunísia (em que dezenas de turistas foram atacados, feridos ou mortos, no interior do complexo e até mesmo quando repousavam nas suas espreguiçadeiras colocadas na praia) aparece o nome de uma portuguesa de mais de setenta anos: Maria da Glória abatida por um grupo terrorista afecto ao Estado Islâmico (DAEH) num atentado levado a cabo na cidade de SOUSSE num empreendimento do grupo RIU.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:22

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO