Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

08
Abr 20

E já que atravessamos um surto de PANDEMIA de momento tendo provocado um pouco por todo o nosso planeta TERRA (com 7.776.240.000 de terrestres, o Universo) 1.421.578 de infetados (a Amostra) e 81.688 vítimas mortais (21:30 TMG de 07.04.2020) – 0,018% da população mundial infetada e 0,001% da população mundial morta e ainda uma taxa de mortalidade (Vítimas mortais/infetados) de 5,7% − o registo de uma reclamação oriunda da ESCÓCIA chamando a si a patente original (o local de nascimento) da palavra (F-Word) “FUCK”.

 

FUKKIT

 

b25lY21zOmM0NThkNTFmLWU2NTktNDg5NC1hYjRiLTdjYmY2OT

O primeiro registo escrito, conhecido e agora patenteado da palavra F***

 

Descoberta – a F-Word − num manuscrito medieval escocês do século XVI o “MANUSCRITO BANNATYNE”, compilado por um mercador de Edimburgo no ano de 1568, curiosamente coincidindo com um período em que uma PRAGA atingiu a agora cidade (e atual sede do governo da Escócia) e obrigando o mesmo e para se proteger a ficar “FECHADO EM CASA” – refugiando-se no campo para fugir ao contágio : descrita por especialistas como fazendo parte de uma “LINGUAGEM MUITO SUMARENTA”, por vezes expressando-se através de insultos e onde terá surgido a frase “Wan Fukkit Funling” como se vê incluindo a palavra “FUKKIT”.

 

FUCK

 

Finger_fuck_graffiti-scaled.jpg

Palavra F*** nascida no período de Quarentena de uma Praga medieval

 

E a partir do manuscrito de George Bannatyne (o tal mercador escocês do século XVI) surgindo o único sobrevivente e testemunho da referência à primeira existência (conhecida) desta atrás referida palavra proferida com intenção “Insultuosa” – o seu “MOLDE” original, agora patenteado pela Escócia – de “FUKKIT” por evolução/adaptação agora e por transformação (após a eclosão do Ovo), passando ao seu descendente “FUCK”.

 

(texto: sobre artigo de Brian Ferguson publicado em The Scotsman em 5 de abril de 2020

– imagens: JPIMedia/scotsman.com − commons.wikimedia.org/boingboing.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:22

13
Mai 14

Faltam 12 dias para o Início da Praga Final!

 

No dia 25 de Maio de 2014 os portugueses irão decidir se o Primeiro-Ministro de Portugal Pedro Passos Coelho terá sido (ou não) depois de Luís Vaz de Camões e de Vasco Graça Moura, o mais ilustre dos portugueses (pelo menos após o 25 de Abril).

 

Oh, baby, do I feel high!

 

Todas as hipóteses são possíveis, apesar de se resumirem a apenas duas: ou votam em quem lá está ou votam nos que já lá estiveram. Os votos restantes ficarão por conta dos marginais: abstencionistas, radicais, jovens, excedentários, desqualificados, deficientes e outros contingentes diversificados (apesar de maioritários – mais de 50%).

 

Entendem? Democracia representativa!

 

Apenas 16 listas:

 

  1. Aliança Portugal (coligação PSD e CDS-PP)
  2. Partido Socialista – PS
  3. Coligação Democrática Unitária (coligação PCP e PEV)
  4. Bloco de Esquerda – BE
  5. Partido da Terra – MPT
  6. Partido pelos Animais e Natureza – AN
  7. Movimento Alternativa Socialista – MAS
  8. LIVRE – L
  9. Partido Operário de Unidade Socialista – POUS
  10. Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses – PCTP/MRPP
  11. Partido Nacional Renovador – PNR
  12. Partido Democrático do Atlântico – PDA
  13. Nova Democracia – PND
  14. Portugal Pro-Vida – PPV
  15. Partido Trabalhista Português – PTP
  16. Partido Popular Monárquico – PPM

 

(listas: tiradas de O Insurgente – imagem: Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:29

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO