Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

02
Set 12

No filme “ET – O Extraterrestre” o seu realizador Steven Spielberg já nos informava da possibilidade de existência de vida noutros planetas de galáxias distantes

 

Conversações com a supervisão organizacional de um grupo restrito e selecionado de humanoides oriundos do sistema solar, constituído por elementos do núcleo fundamental de eruditos e iluminados representantes das duas grandes potências terrestres – russa e norte-americana – e nomeados nos anos setenta por uma comissão de acompanhamento constituída por responsáveis pelas missões secretas do programa Apollo, na sua última fase da colaboração americano-soviética, na tentativa de descobrir evidências da existência de vida no nosso misterioso satélite, a Lua.

 

Já se suspeitava há muito tempo da existência de bases de origem desconhecida na Lua à semelhança da base lunar ALPHA da série Espaço 1999

 

“Delegação terrestre visita bases na Lua a convite da Aliança”?

(INF – FS/12.91)

 

Face ao impasse anteriormente divulgado por setores secretos e privilegiados da sociedade algarvia e que se cruzam com os interesses de empresários locais, maioritariamente favoráveis a uma intervenção económica e urbana profunda nas infraestruturas já existentes no concelho, mantem-se suspensas as negociações entre representantes terrestres e outros representantes externos pertencentes à Aliança. O que não significa que tudo esteja parado, apenas porque estamos na época alta do turismo e do lazer.

 

Por esse motivo ganham mais relevo certas informações que nos tinham chegado às mãos poucos dias antes, vindo de fontes oposicionistas a esta Aliança e às quais ainda não tínhamos dado a real importância e prioridade, dada a grande dificuldade de por esta altura podermos cruzar informações e confirmar a veracidade de certas noticias que nos vão chegando.

 

Servindo-se do pretexto da chegada do Rover CURIOSITY a Marte e num gesto de boa vontade os extraterrestres solicitaram mais uma vez os serviços da Aliança

 

Uma delas refere-se ao facto de uma larga comitiva da Aliança na qual se integrava uma embaixada representativa de Albufeira – daí a presença por essa altura do Primeiro-Ministro e do Presidente da Republica na região do Algarve, provavelmente para tratar também de detalhes secretos referentes à planificação da viagem e estabelecimento de estratégias de intervenção – se ter deslocado numa nave alienígena em direção ao nosso satélite artificial a Lua, para um tempo ainda indeterminado de negociações. Muitas movimentações e convulsões se registaram entretanto entre a classe dirigente do país e as suas sociedades secretas organizadas, tendo já levado à concretização de muitas ações de vingança e denúncia, como a da divulgação de listas de elementos ligados à maçonaria, dado alguns deles estarem ligados a sociedades, com ligações antigas aos extraterrestres.

 

A Lua – satélite artificial de origem extraterrestre construída à imagem da Estação Espacial DEATH STAR no filme Guerra das Estrelas

 

A Lua seria um satélite artificial da Terra aí colocada pelos extraterrestres não só para vigilância constante do planeta e da sua evolução tranquila, como para proteção da Terra contra o impacto de grandes meteoritos, servindo uma das faces da Lua, como escudo de proteção. Daí uma das faces da Lua estar tão sobrecarregada por crateras resultantes de diversos impactos ocorridos ao longo dos seculos, o que já não acontece com a outra face; e a outra curiosidade já conhecida e confirmada da força da gravidade não ser sempre igual em toda a superfície lunar, sendo diferente conforme estamos na zona oculta ou não, do nosso satélite.

 

Protótipo de um elevador lunar apresentado este ano numa conferência realizada na cidade norte-americana de Seattle provavelmente já em construção

 

Além de tudo isto – e concordando com a teoria de que a Lua seria oca no seu interior, estando coberta por uma camada forte e espessa de crosta, coberta por poeiras à sua superfície – este astro serviria como um portal de comunicações entre outras galáxias pertencentes à Aliança, permitindo viagens instantâneas entre locais diferenciados do Universo, situados a milhões e milhões de anos-luz.

 

Com o início das missões Apollo a NASA esteve sempre interessada na instalação de uma base na Lua acabando no entanto o seu desejo por colidir com o poderoso interesse e intervenção dos militares 

 

Assim os nossos enviados à Lua estariam instalados em bases subterrâneas já existentes há muito tempo no nosso satélite – e confirmado pelas sucessivas missões Apollo – situadas na face oculta da Lua, de modo a se manter um certo ambiente de privacidade e confidencialidade. Estaria também planeada na elaboração anterior do roteiro da nossa embaixada algarvia, uma viagem de estudo ao planeta Marte, onde os observadores seriam convidados a visitar as instalações aí existentes, além de efetuarem uma visita obrigatória ao Museu Antigo de Marciano e às proximidades da cratera Gale e do Monte Sharp para verem ao vivo as movimentações do Rover CURIOSITY e ouvirem uma mensagem do Presidente Obama realizado no Terra e agora emitido de Marte.

 

Modelo da nave alienígena utilizada ao serviço da Aliança no transporte dos enviados à Lua e que alguns populares dizem ter visto um destes dias à noite estacionado no aeroporto de Beja

 

O lançamento secreto desta nave em direção à Lua efetuou-se a partir de instalações secretas e subterrâneas existentes nas proximidades das construções da barragem do Alqueva, tendo o seu percurso sido monitorizado pelos potentes radares existentes na Foia e acompanhado atentamente por técnicos pertencentes á Aliança, a partir da sala de controlo existente na zona de Albufeira e construída sob o canal de escoamento de aguas residuais há pouco tempo completamente enterrados. A sala de controlo seria alimentada pelas células voltaicas já instaladas no concelho – e concelhos limítrofes – as quais seriam reforçadas mais tarde na sua quantidade e potencia disponibilizada, consequência das previsíveis necessidades do aumento de energia pedida à rede.

 

A não utilização consciente dos avanços científicos e tecnológicos postos à disposição de todo o mundo apenas por interesses e estratégias particulares como é o caso do abandono do investimento na energia solar é sempre condenável e criminosa

 

Uma das últimas notícias de relevo a chegar às nossas mãos, seria a de que uma fação oposicionista dentro do atual partido do poder e inimiga das ações desenvolvidas pela Aliança em Portugal – por não concordar com as contrapartidas e as luvas oferecidas – estaria a optar como estratégia de ação e boicote a estas forças, o desinvestimento brutal do nosso país no desenvolvimento das energias renováveis e suas técnicas de utilização.

 

“Acreditando no que muitos dizem, muito do que Hollywood nos oferece antecipando a realidade – dizendo ser ficção (cientifica) – poderá ser mesmo verdade”!

 

(imagens – Google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:07

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO