Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Out 12

Se queremos perceber minimamente o que é a ética e chegar ao seu ponto de origem, temos em primeiro lugar que entender corretamente do que estamos a falar, mas nunca invertendo a realidade.

 

No 5 de Outubro de 2012

 

O Protesto Indignado da Bandeira contra a hipocrisia reinante

 

A desonestidade, a falta de vergonha e as atitudes desprezáveis, já ultrapassaram todos os limites!

É altura de dizer Basta!

 

Muitos de nós já constatamos que somos governados por indivíduos com uma noção limitada, extrema e cruel da vida – nunca foram nada na vida nem têm uma noção básica do que isso é – para eles só existindo dois tipos de indivíduos nesta sociedade e que são: os que mandam (mais inteligentes e capazes) e os que obedecem (os mais estúpidos entre todos e demonstrando simultaneamente imensas dificuldades em desempenhar as atividades mais básicas para a sua sobrevivência). Os primeiros representam uma elite minoritária refugiada entre leis por elas adaptadas a partir dos limites impostos hierarquicamente pelos seus criadores e trabalhando como assalariados privilegiados em sectores inúteis e improdutivos da sociedade (serviços públicos ou privados extremamente burocratizados com o objetivo final de impedir o protesto das pessoas e melhor controlar todos os seus movimentos) e dirigida por grupos de iluminados que dominam o mundo, estabelecendo superiormente todas as regras de funcionamento das estruturas que geraram artificialmente para sua exclusiva proteção e salvaguarda; os segundos nada representam, apesar de na sociedade organizada e solidária onde vivemos, serem a esmagadora maioria da nossa população – logo, como escravos modernos assumidos – por troca por uma miserável compensação monetária – apenas lhes resta obedecer como um ser irracional e completamente incapaz de tomar uma decisão acertada, comportando-se como gado obediente e alimentado para utilização posterior das suas potenciais mais-valias.

 

Daí a perda constante e a níveis cada vez mais devastadores e impressionantes da soberania de Portugal e da memória e da cultura de um povo, preservada até aos nossos dias graças à luta e sacrifício dos nossos antepassados e vendida agora ao desbarato a quem nos queira estender a mão (por compaixão), com a finalidade única e abjeta de encobrir um crime brutal de traição, praticado por “alguns” sobre a independência de Portugal e sobre o futuro e a esperança do povo Português.

 

(imagem – SAPO)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:28

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO