mais sobre mim

subscrever feeds

Sexta-feira, 20 DE Abril DE 2018

Notícias do Centro do Mundo – No Sexo Excecional de Donald Trump

[Centro do Mundo = Buraco Negro] & [Excecional = Norte-Americano]

 

Como o nosso advogado ao contrário do esperado nos pode trazer mais chatices: o que aconteceu com o advogado pessoal de Donald Trump que sendo apanhado numa investigação relacionada com a pretensa RussiaGate, poderá ter revelado involuntariamente aspetos da sua vida pessoal (e sexual) – envolvendo a atriz porno Stormy Daniels, a coelhinha Playboy Karen McDougal e até prostitutas russas. Uma verdadeira paródia (neste caso sexual), num país num caos total (de exercício do poder fugindo aos civis e consagrando os militares) e podendo entrar em Guerra, bastando alguém o querer (controlando ou não o botão).

 

ipiccy-collage.jpeg

Uma nova Colisão/Obstrução

Envolvendo o 45º Presidente dos EUA Donald Trump

Agora entalado entre duas mulheres

Stormy Daniels & Karen McDougal

 

Num romance iniciado três meses depois do nascimento do seu filho BARRON (filho do seu último casamento com a sua atual mulher MELANIE e nascido em 20 de Março de 2006) – ou seja nos anos de 2006/2007, dez anos antes de alguma vez pensar em se candidatar a Presidente (em 2016) – o 45º Presidente dos EUA Donald Trump (desde 20 de Janeiro de 2017) e já depois de surgirem as primeiras notícias sobre o seu eventual envolvimento com 2 mulheres (entretanto chegando a acordo entre as partes e sendo assim silenciado) – a ex-modelo da Playboy KAREN MCDOUGAL e a atriz porno STORMY DANIELS – vê-se de novo perante um novo escândalo envolvendo a primeira: com a COELHINHA PLAYBOY chegando a um acordo incluindo o devido ao respeito de confidencialidade (num acordo financeiro certamente respeitável), ultrapassando-o pelos vistos legalmente (terminados os fundos) e desse modo deixando de estar impedida de falar e assim poder voltar ao (mesmo) mercado (político-sexual) – falando-se agora em 150.000 dólares pagos em 2016 (certamente a fatia de conforto inicial) por um exclusivo da história envolvendo Donald Trump (com a revista NATIONAL INQUIRER). Algo pelo qual também luta (fim da obrigatoriedade de confidencialidade) a atriz porno Stormy Daniels, para Donald Trump podendo ter consequências bem nefastas devido ao Duplo Impacto.

 

donaldmelaniayoungbaron.jpg

Com Donald Trump referindo-se às mulheres utilizando linguagem inapropriada

(afirmando entre amigos serem as russas as melhores prostitutas)

E nada pedagogicamente e desprezando a sua saúde (do Presidente dos EUA), a dos outros (da artista Porno e da artista Playboy) e a dos seus (da 1ª Dama Melanie)

Não utilizando Preservativo

 

Ah! E envolvido no contexto (como em todas as histórias envolvendo o Lobo e o Capuchinho Vermelho) um personagem ameaçador.

 

E assim depois de o acusarem de assédio e do movimento congregado (associando-o/acusando-o) Me Too,

 

– Provavelmente com muitas beneficiadas, antes bem pagas e caladas, agora já esgotadas e necessitando, de um novo e desejado conforto/e naturalmente colocando, as já antes atropeladas, por não aceitarem dinheiro, num processo indecoroso –

 

Acusando-o de esconder e de não querer continuar a pagar (diretamente pelo próprio ou indiretamente pelos seus inimigos).

 

Mas voltemos ao novo elemento da Intriga (não Internacional nem envolvendo PUTIN, mas Nacional e envolvendo a PLAYBOY), Intermediário e Ameaçador (a Novidade introduzida): talvez por haver alguém tornando isto ainda divertido (e menos sofrido) e pondo mais uma vez em triste destaque a reutilização da mulher (pelo homem).

 

0419-trump-putin-comey-tmz-getty-4.jpg

E finalmente tudo se ficando a saber sobre a ligação de Trump com a Rússia

Através de um advogado investigado (do Presidente) e da voz de James Comey ex-Diretor do FBI (e demitido por Trump):

“I don’t know whether the current president of the United States was with prostitutes peeing on each other in Moscow in 2013. It’s possible, but I don’t know.”

 

Desta vez vindo da artista porno STORMY DANIELS que aproveitando a deixa da artista PLAYBOY KAREN MCDOUGAL (pelos vistos pela mesma altura colegas de partilha sexual do então apenas Milionário Donald Trump e agora à custa do mesmo sendo agora Milionário & Presidente querendo voltar a ter protagonismo) – envolvendo neste esquema o atual Presidente e 2 Mulheres na sua antiga cama – acrescenta agora mais uma pitada de ação e de intriga para este guião (num contexto Nacional ao contrário do introduzindo Putin esse Internacional), introduzindo um outro Elemento (quarta-feira, 18) ameaçando-a se atrevesse a falar e representando (obviamente) Donald Trump (num incidente aparentemente ocorrido em 2011):

 

Partindo-se de 2006 (quando Trump vai com ambas para a cama), passando-se por 2011 (acabado o romance tentando como todo o homem como ele e por todas as formas manter o acordo e o segredo), emergindo em 2016 (quando Trump se lançou para a Presidência), ressurgindo em 2017 (eleito o Milionário) e talvez explodindo em 2018 à falta de melhor (afastada para já e como pretexto a Ameaça Putin, de manipulando o Boneco dominar a América dominando o Mundo).

 

E para transformar o guião do filme numa verdadeira comédia,

 

Quando se devia estar a falar de uma Tragédia Eterna e Sem Fim, dada a atual situação mundial da Mulher, ainda escravizada/secundarizada face ao poder esmagador do homem, por esquecida, sobre explorada e jamais equiparada

 

Manipulados por uma cultura de Género (masculino) em que se substitui impunemente uma campanha com o lema A Mulher-Objeto por um outro (tão ou mais degradante) tendo como tema O Objetivo-Mulher, surgindo desde logo o TWITTER os seus fieis utilizadores e algumas Verdades/Mentiras sendo ou não FAKE NEWS: sendo ou não a propósito, tenha-se ou não a certeza, pelo menos dando para rir mas para os verdadeiros atingidos chorar (com esta merda de temas quando é a Vida que está em causa).

 

tlj-luke-skywalker4.jpgpromo348419900.jpgCA3.jpg

 

  

Esboço ao centro do personagem tendo ameaçado a atriz Stormy Daniels e a sua filha

Segundo a mesma sob ordem de Donald Trump

Com um prémio de 100.000 dólares pela sua identificação

E com Luke Skywalker e o líder do Team América a poderem estar em maus lençóis

(por alguns caçadores-de-prémios com um deles identificado como “o procurado”)

 

Com STORMY DANIELS a divulgar um esboço do Elemento Ameaçador (ameaçando-a e à sua filha), segundo a mesma enviado por DONALD TRUMP com a intenção de a mandar calar (a bem ou a mal) e com o mesmo (Ameaçador) tendo cerca de 1,90 metros de altura, 30/40 anos de idade, com barba e sendo para o magro: talvez pedindo para o identificar mas faltando a indicação da respetiva recompensa (sem dar não vai receber regra do capitalismo e de Trump). Sendo para já algumas as indicações/sugestões recebidas (podendo ser Tom Brady/desportista, Smith Jerrod/ator ou Bon Jovi/músico, entre outros) mas claramente com duas delas a serem as minhas preferidas (como dizem os ingleses com uma alta probabilidade de ser a Verdadeira): claramente LUKE SKYWALKER da GUERRA das ESTRELAS ou o TEAM AMERICA da WORLD POLICE (no caso de ser Luke com Trump a ser o JEDI MASTER e no caso do Team America/com o astro Gary Johnson, com Trump a ser/já agora G. W. Bush o seu antecessor/boneco REP na altura).

 

[Tendo sempre em consideração que toda a mulher tem direito à sua Liberdade (seja ela qual for incluindo a sexual), sendo no entanto com tristeza, vê-las manter o trajeto manipuladas (como sempre) pelo homem.]

 

(imagens: commons.wikimedia.org - mercurynews.com - TMZ/GETTY - cw39.com/tor.com/Team America: World Police)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:28
Terça-feira, 17 DE Abril DE 2018

Estarão os Marcianos Envolvidos no Conflito Sírio?

[Não sendo por mero acaso a terra dos marcianos também ser mundialmente conhecida como o Planeta Vermelho.]

 

Últimas Notícias/Em Desenvolvimento

(16.04.2018 – mais de 72 horas após o 1º Bombardeamento)

 

ovni141.jpg

NASA’s Mars Nuclear Explosion Cover-Up Exposed by India’s Mars Orbiter

(UFO-Alien Hunters Claim)

Mars anomaly hunters have ruled out other possible causes of the mushroom cloud, such as surface wind and a methane explosion, leaving only the possibility of a nuclear mushroom cloud

(legenda/imagem: inquisitr.com)

 

Fonte amiga confirmada por outra Fonte amiganão há duas sem três – afirma perentoriamente ser esse facto Altamente Provável. Aparecida a terceira Fonte (também amiga) e tendo como objetivo a preservação (da amizade) com as três Fontes ameaçando (depois da Síria) Bombardear Marte.

 

Enquanto num território do 3º Planeta do Sistema (Solar) centrado num ponto de coordenadas 33,5N e 36,2E (fazendo fronteira com uma grande extensão de água) prossegue uma aparente operação de limpeza (terraplanagem e assassinato),

 

– Iniciada num passado ainda muito recente (uma geração) num território vizinho localizado a Oriente (rico numa complexa composição de hidrocarbonetos) –

 

E num momento particular (e evidente) de desenvolvimento da mesma operação (e respetivo processo) na direção de uma solução eventualmente definitiva (a distância apesar de contribuir positivamente para alguma imparcialidade, poderá ser simultaneamente e pelo mesmo motivo algo distorcida),

 

“I've been to Mars and it's full of ALIEN bodies” claims lawyer (Andrew Basiago) in bid to be US President

(express.co.uk)

NASA is looking for someone to protect Earth from aliens

(cnbc.com)

 

– Com os poucos representantes da espécie dominante habitando (ainda) esta região deste planeta interior (à Cintura de Asteroides), a começarem a tornar-se cada vez mais visíveis saindo pouco-a-pouco do meio dos escombros dos seus pontos de concentração –

 

Eis que canais de informação do planeta (detetados exteriormente) – pelo seu impacto e penetração considerados os mais poderosos (obviamente oriunda do território dos Excecionais) – concretizando um plano certamente planeado entre determinados focos de propagação e de colonização (a derradeira etapa iniciada na observação à distância), colocam à nossa disposição novas revelações se não trágicas (veremos no futuro) pelo menos surpreendentes (no presente).

 

Podendo nada significar (mesmo tratando-se de esquizofrenia política, utilizando o método Fake News) ou num extremo ideológico provocar a ocorrência de um Evento bem relevante e final (ao nível da Extinção da espécie):

 

Antes (sem oportunidade ou recurso) – na era da Verdade – uma Conspiração,

Agora (que comprovada) – e na era da Quase Verdade – a Realidade.

 

UFO0.jpgUFO 1.jpg

UFO2.jpgUFO3.jpg

Ufo Attack Caught Over Syria

(editado em 26.08.2017)

“Eventualmente na Síria com um objeto voador não identificado suspendendo o seu movimento sobre instalações suspeitas (não se sabendo contra e apoiando quem) atacando-a e destruindo-a de imediato”

(legenda/inglês e imagem: UFO Hunters/youtube.com)

 

Segundo a última recolha de dados oriundos deste planeta e aqui recebidos pouco mais de três minutos depois (à velocidade da luz) com a Campanha de Propaganda (interna) a não se limitar já e somente a essa região particular nem ao próprio corpo celeste em causa (e logo um vizinho próximo), mas a extravasar (inesperadamente) para o seu exterior atingindo mesmo um Mundo Alienígena e pondo em causa a sua neutralidade por inexistência e/ou ausência de procuração.

 

E assim (segundo a evolução recente dos novos manuais de instrução ocidentais) depois da primeira tentativa de invasão (só para citar casos com um número significativo de indivíduos da espécie dominante envolvidos e mais amplamente divulgados) – dos nossos protetores (EUA), da Ilha (UK) e dos seus aliados (comandados pelo novo Dançarino francês) – por parte dos (1) Alienígenas Negros, por parte dos (2) Alienígenas Mexicanos e por parte dos (3) Alienígenas Russos, surgindo agora as primeiras revelações sobre um provável envolvimento de (4) Alienígenas Marcianos:

 

Depois dos (1) ALIENS de raça negra tentando sobrepor-se á raça branca predominante (sendo a extinção dos Índios apenas um pormenor inevitável, diretamente associado à Evolução e ao predomínio do mais forte);

 

– E até colocando brancos contra brancos (numa Guerra Civil) por uma questão de cor/pormenor (deve-se pagar a um negro se um branco ganha tão pouco ou quase nada?)

 

Boriska Kipriyanovich, who lives in Volgograd, Russia, alleged he lived on the red planet before being reborn on Earth

(thesun.co.uk)

Nuclear WW3 between US and Russia 'prevented by aliens'

(express.co.uk)

 

Depois da invasão de (2) ALIENS mexicanos (e de outros sucedâneos latinos) obrigando à construção de um muro de separação (e de proteção) face ao perigo eminente da chegada de multidões incontroláveis de Zombies oriundas do sul (avançando no terreno e comendo tudo e todos);

 

E mesmo depois dos (3) ALIENS russos terem recomeçado a sua típica, suja e invisível guerra química introduzindo-a (simultaneamente) tanto em território Inimigo/UK como em território Amigo/Síria (numa clara indicação de que na esmagadora maioria dos casos quem está por detrás só pretende apossar-se de algo e de seguida coloniza-lo),

 

Sendo a hora de outros estrangeiros chegarem,

 

– Os SPACE ALIENS –

 

Vindos agora de Mundos ainda mais Exteriores e distantes (ainda assim possíveis de ser alcançados) e segundo informações fidedignas (por autorizadas e postas à nossa disposição) oriundos do 4º Calhau mais afastado do foco Iluminando todos Nós (e Eles): sugerindo-se cada vez com mais força, determinação e impacto e como possível explicação (e por repetição incessante, tornando-se credível),

 

– Para o que tem sucedido na Síria –

 

Uma Intervenção Extraterrestre com origem no Planeta (obviamente tendo que ser essa a cor associada) Vermelho. Por quê?

 

World-War-3-Baba-Vanga-Syria-Russia-Vladimir-Putin

World War 3 prophecy

Did Baba Vanga predict the rise of Vladimir Putin in the fires of war?

“Russia will not only survive, it will dominate the world”

By Baba Vanga a bulgariam mystic woman

(legenda/inglês e imagem: express.co.uk)

 

Numa estratégia maléfica e insidiosa similar à utilizada neste 3º Calhau (de momento) entre oito (a contar da Estrela), fazendo-nos associar de imediato Ataques Químicos com Russos (com estes a negarem o fabrico dessas armas e a sua utilização) e Água com Marcianos (com estes recusando-se a aparecer e existir):

 

No 3º Calhau/ Terra com os Vermelhos a negarem o seu mais que certo envolvimento (no assassinato de inocentes usando terríveis venenos),

 

– Envenenando impunemente na Ilha (UK) e no Médio-Oriente (Síria)

 

E no 4º Calhau/ Marte com os outros Vermelhos (escondendo-se para penetrarem e sem remorso violarem) escondendo a sua existência (como se existindo Água não existindo Vida) para mais eficazmente atuarem (e rapidamente se infiltrarem).

 

E associando os Vermelhos (da Terra e de Marte) na mesma tela de projeção (ligados umbilicalmente pelo mesmo produtor e guião), no meio do estrondo e da total confusão

 

 Is Vladimir Putin set to announce to the world that aliens are here on Earth?

(express.co.uk)

Putin announces mission to Mars in 2019

(magapill.com)

 

– Proporcionado pelo Espetáculo de Mentira e Remodelação –

 

Criando um Real a partir da Ilusão juntando PUTIN, VENENOS e EXTRATERRESTRES:

 

Depois de 1947 e do incidente ocorrido no estado do Novo México na localidade de Roswell (marco histórico do desmascaramento da ligação secreta estabelecida entre os EUA e um grupo de ET’s, anteriormente trabalhando para os nazis e posteriormente recuperados – como Wernher von Braun o Engenheiro dos foguetões durante o regime Nazi – pelos norte-americanos em seu benefício),

 

Neste século XXI sendo a vez de os russos compartilharem uma Aliança com os seus (outros) aliados Extraterrestres e com os mesmos (como prova de amizade, lealdade e provavelmente ideologia) pondo à sua disposição (dos seus irmãos vermelhos) a sua última tecnologia dando-lhes preferência e vantagem.

 

Amanhã (com o nosso esmagamento debaixo de toneladas e toneladas de Fake News) nem sequer se necessitando de Terrestres nem mesmo de Extraterrestres – para se invocar o direito de alguns para exterminar todos os outos – dispensando-se factos (a Verdade) e valorizando-se decisões (mesmo que falsas lucrativas e como tal virtuosas).

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:27
Domingo, 15 DE Abril DE 2018

A Morte da Verdade e da Mentira

From

“Yes We Can”

To

“Catch Me If You Can”

 

Vivendo-se um momento Histórico de um dos Máximos de Hipocrisia Humana, substituindo-se o Verdadeiro e o Falso pelo Praticamente Verdadeiro e pelo Praticamente Falso: dispensando desde logo provas e defensores (parasitas e intermediários) e deixando a decisão na mão dos acusadores (os oráculos oficiais).

 

88435-catch_me-dreamworks.jpg

Catch Me If You Can

(um filme de Steven Spielberg com Leonardo DiCaprio)

 

Com a população do planeta Terra (entre 257 países e territórios) estimada em mais de 7,6 mil milhões de seres humanos (e com 192 estados-membros integrando a maior organização intergovernamental Mundial a ONU, ou seja, quase 75% do total), três Estados representando apenas 6% da População Mundial (mas por outro lado representando mais de 42% do investimento global em armamento) – EUA, Reino Unido e França – decidiram mais uma vez e unilateralmente (com a liderança a ser assumida pelos EUA, apenas acompanhado pelo Entreposto e pelo novo Dançarino) fazer Justiça pelas próprias mãos, desrespeitando simultaneamente toda a Comunidade Internacional e utilizando as agora na moda Fake News: de uma forma rápida e simplificada colocando todo o Mundo à beira de uma nova Guerra Mundial não Convencional (sendo convencional com feridos e mortos) mas Nuclear (não sendo convencional com mortos a prazos variáveis), baseando a construção de todo este cenário de Guerra e de Ataque Eminente aos seus próprios países – e como tal (e segundo as suas Profecias) ao Resto do Mundo – numa mistura de ingredientes nunca julgados possíveis de se juntarem e de se interligarem (e até de se fundirem, criando uma nova Ideologia dirigida ao objeto, entretanto e no decorrer do processo já com o sujeito transformado num subobjecto) formando um composto sólido e para a esmagadora maioria aparentemente credível. Juntando apenas Mentiras (Fake News) com muita Hipocrisia (“Faz o que eu digo mas não faças o que eu faço”). E assim no dia 13 de Abril (ainda sexta-feira dia de azar, mas só para os lados de Washington) – já sábado (dia 14 de madrugada) na capital da Síria (Damasco) – com a Tríade liderada pelos Excecionais apoiada esmagadoramente pelos Média e Senhores da Guerra e pelas estratégicas, sucessivas e implantadas Fake News (sem dúvida excecionais nos resultados obtidos a curto-prazo), invocando mais um pretenso Ataque Químico do regime de Bashar al-Assad sobre a população Síria (depois de um outro russo sobre a população inglesa) a responder durante uns quinze minutos com mísseis e bombardeamentos (dizem que com o dobro do impacto do de há um ano atrás também como resposta a um Ataque Químico do regime mas nunca confirmado) de novo sobre o já tão martirizado povo da Síria, pelos vistos podendo ainda ser sujeito à prossecução do genocídio. E com três pessoas nada recomendáveis como TRUMP, MAY e MACRON – acusando, julgando e condenando – a decidirem o futuro do Mundo como se não existissem muitos outros (7,15 mil milhões) com os mesmos direitos à existência. Um caminho minado e extremamente perigoso – até para o líder da Tríade (os EUA) quanto mais para os acompanhantes (Reino Unido e França) – numa ameaça e insulto a outras grandes potências (estando ao lado de quem estiverem sendo todos perigosos): como a China, a Índia, a Rússia, o Japão e a Alemanha entre outros (e a estes se juntando os outros países nucleares como o Paquistão, a Coreia do Norte e Israel). E com qualquer um dos Blocos EUA-RÚSSIA-CHINA com todas as suas ogivas nucleares (num total global aproximado de umas 14.900 mais de 14.000) a poder ser o detentor da agora inequívoca e válida Quase Verdade (cada um logicamente com a sua) e como justificação a poder destruir muitas outras terras e em conjunto toda a Terra (e num Evento ao Nível da Extinção exterminando o Homem, a raça dominante habitando o planeta, dita racional e inteligente).

 

(imagem: dreamworksanimation.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:26
Sábado, 14 DE Abril DE 2018

A Guerra à Base de Fake News

[E de Força-Bruta vinda de todas as direções, cometendo genocídio e terraplanando o planeta – impunemente e com o selo de garantia mortal da ONU!]

 

Com Theresa a exigir um Ataque Rápido, com Trump a desejar um Ataque Duro e com Macron simplesmente a Dançar (recordando-nos Sarkosy o dançarino de Merkel).

 

Última Hora 1

Facto

O Ataque da Grande Coligação Ocidental

US/UK/França

Sábado dia 14 de Abril pela hora do jantar (em Washington) e ainda de madrugada em Lisboa (antes do nascer-do-sol em Damasco) o Presidente dos EUA com o apoio do Governo do Reino Unido e do Presidente da França ordenou um ataque à Síria: pretensamente tendo como objetivo locais associados ao estudo, desenvolvimento, produção e armazenamento do arsenal químico sírio (em princípio um projeto há muito encerrado e confirmado oficialmente por entidades internacionais especializadas e creditadas), com um deles localizado precisamente no meio de Damasco numa zona densamente povoada e na qual nem uma “intervenção cirúrgica salvará os aí residentes. Estando programado para hoje (pelo menos antes do ataque) a partida dos inspetores de armas químicas (do OPCW) para Duma na Síria.

 

9659042-3x2-940x627.jpg

Um míssil sobrevoando a capital da Síria Damasco

14 Abril 2018

(onde se encontram mutos refugiados da Guerra Civil Síria)

 

Num cenário de luta sem quartel entre duas fações Militares (trabalhando ambas para o mesmo Complexo Industrial-Militar) atualmente ainda em confronto (mas com a aparentemente mais moderada a perder terreno muito rapidamente) no interior da Administração Norte-Americana,

 

– De forma a tomarem nas suas próprias mãos o controlo total da (atual e real) Política Externa (assente na sua larga supremacia militar) dos EUA, por delegação do Presidente nesses seus fiéis apoiantes (afastando-se dos civis, refugiando-se nos militares)

 

Continua simultaneamente a desenvolver-se (de momento e erradamente parecendo suspensa) uma nova crise em torno do Conflito Sírio (quando menos se esperava agora que a Guerra Civil Síria parecia aproximar-se do fim com a derrota do Estado Islâmico e a vitória das tropas leais ao regime sírio),

 

Com os EUA a ameaçarem a atacar a Síria (desde a Guerra ilegal do Iraque sob o pretexto repetitivo, já cansativo e nunca confirmado da utilização de armas químicas),

 

E a Rússia em tipo de resposta a avisar para então terem cuidado:

 

Ou seja num ato de extrema loucura política por nunca vista (superior à de David Cameron ao propor o plebiscito sobre o Brexit) e num processo de construção inquisitorial (e de molde diabólico) de um culpado nunca imaginado (nem mesmo por George Orwell) mas materializado por projetado (nos Média),

 

– Com a líder da Ilha Theresa May (depois de sucessivos pontapés no Continente) a clamar por uma Guerra contra Putin (chamando hipocritamente a si os 27 dos ex-28) colocando à disposição de Trump um submarino e comportando-se como um Boneco (descontrolado e nas mãos de alguém)

 

E prevendo-se como mencionado anteriormente a vitória (na Casa Branca e ao lado de Trump) da estratégia da Intervenção Militar (dos Falcões, os mais duros e intervencionistas),

 

Sobre a do diálogo, do compromisso e da Diplomacia (como Política Externa)

 

Última Hora 2

Questão

E no meio desta Guerra

Onde está a Europa?

Com a estação de TV estatal a relatar o início do ataque aéreo levado a cabo pelos EUA/UK/França à capital Damasco, podendo-se observar no céu noturno rastos luminosos provavelmente da aviação, misseis e antimísseis (com a defesa antiaérea Síria a afirmar ter abatido uma dúzia desses misseis) e com as forças comandadas pelos EUA (à distância provavelmente do Mediterrânico) a afirmarem ser uma missão de punição e de aviso (à Síria como subentendendo-se à Rússia e ao Irão) mas de apenas um dia. Mas para evitar confusões avisando-se antecipadamente (e de novo) os russos, ficando-se a gora a aguardar a reação (ao ataque) dos mesmos. O verdadeiro objetivo de israelitas (ensaiando) e de norte-americanos (concretizando).

 

14dc-prexy1-master768.jpg

Donald Trump de costas voltadas a Síria

Para Duma e para o Mundo

(mantendo por tempo indeterminado a guerra e a morte)

 

Sendo previsível que entre as duas propostas (limite) colocadas em cima da mesa, uma delas seja a Verdadeira e a outra (talvez antes escolhida) a revogada: colocando-se a escolha entre uma Repetição (tendo como Alvo aparente a Síria) ou uma Provocação (tendo como Alvo real a Rússia).

 

Depois do afastamento de Rex Tillerson “o mole” (Secretário de Estado) e da chegada de John Bolton “o duro” (aparentemente como Conselheiro de Segurança de Donald Trump),

 

– Tendo nós um pouco de cultura e de memória um dos cérebros na Administração Bush de toda a orquestração que levou ao engodo e tragédia da Guerra do Iraque

 

Com a opção de Ataque Cirúrgico de aviso e de castigo (como ocorrido há cerca de um ano e pretensamente pelos mesmos motivos igualmente nunca provados) a perder irremediavelmente terreno (cada hora que passa),

 

E com os Militares apoiados por John Bolton (mesmo com o mais moderado James Mattis ainda presente e sendo a única voz a prever o pior cenário),

 

Querendo premiar Donald Trump (levando-o à ação e ao palco da Política Externa subindo a popularidade) e arrancar no processo (e fartos de esperar pelo Pentágono),

 

Propondo algo muito mais profundo como a destruição de todas as infraestruturas governamentais (que ainda restam de pé na Síria) destruindo definitivamente o Estado (repartindo o território) e sendo necessário levando tudo à frente (ou seja sírios, iranianos e russos).

 

Numa Via bem Aberta tendo a direção do Irão e com os norte-americanos a sugerirem a não existência da Rússia assim como não ingerência da China (para já não falar do Outro Mundo transformado na ONU num vazio).

 

(imagens: abc.net.au e nytimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 05:05
Quinta-feira, 12 DE Abril DE 2018

Mísseis a Caminho – Bonitos & Inteligentes

“Russia vows to shoot down any and all missiles fired at Syria.

Get ready Russia, because they will be coming, nice and new and “smart!”

You shouldn’t be partners with a Gas Killing Animal

Who kills his people and enjoys it!”

(Donlald J. Trump/@realDonaldTrump/twitter.com)

 

ap17315382310704.jpg

 

A horas de mais uma possível (com Donald Trump e o seu Twitter tudo sendo imprevisível) intervenção militar dos Estados Unidos da América (no Médio-Oriente) a pedido da Administração da Casa Branca (como aparente resposta à preocupação do seu mais fiel Entreposto localizado numa ilha da Europa e liderado por Theresa May, o Reino Unido) – e com o Presidente Donald Trump procurando proteção nas mãos do poderoso Complexo Militar-Industrial Norte-Americano (Política Externa), queimado como tem sido pela esmagadora maioria dos Média e por muitos dos seus opositores (Democratas como Republicanos) desde que foi eleito em Novembro de 2016 como o 45º Presidente dos EUA (Política Interna),

 

– Tudo sendo justificado para a generalidade da opinião pública (de um dos lados, a dita Ocidental) como sendo uma resposta obrigatória e adequada (e Democrática) ao crime horrendo perpetrado no Reino Unido (em qualquer dos casos e dadas as vítimas questionando-se qual?) e de seguida na Síria (havendo provas sendo interessante saber com que objetivo?) pelos adeptos da utilização de instrumentos de guerra primitivos, ultrapassados e ilegais (por proibidos) e com o selo (pelos vistos de Garantia) inequívoco da Rússia (dirigida por um ex-Agente do KGB e potencial homem violento de nome Vladimir Putin) como o são os Agentes Químicos, Tóxicos e Mortais

 

E a poucas horas do fim do prazo dado por Donald Trump (24 a 48 horas) para a Rússia pensar melhor no assunto (Sírio) e refletir com maior profundidade nas consequências de desafiar os EUA e observando-se desde já o novo bailarino francês (digno sucessor de Sarkosy) a entrar em ação (mais Humanista apesar de ser do género Masculino) e a nova Dama inglesa agora de Betão gritando contra o novo ditador e nazi Vladimir Putin (muito mais violenta apesar da diferença de género),

 

“UK reportedly orders subs towards Syria

For possible missile strikes.”

(cnbc.com)

 

“After Syria Strikes, Israel Expects Proxy War With Iran.

Officials, analysts predict 'showdown' in Syrian territory.”

(antiwar.com)

 

hqdefault.jpg

 

– Com o par de bailarinos Sarkosy/Kadafi (o Líbio) a ser substituído pelo novo par Macron/Salman (o Saudita) e com Theresa May tal como Donald Trump (isolados internamente) a tentarem salvar-se no seu território (Política Interna) distraindo o seu eleitorado da grave situação social e económica interna e recorrendo à possibilidade de uma potencial Guerra mas vinda do exterior e necessitando de pré-proteção (Política Externa)

 

Com o nosso maior espanto e incredibilidade a não ser pelos vistos suficiente para cairmos fulminados e cilindrados (com a nossa elite não reagindo, continuando estrategicamente ausente e delegando responsabilidades em/segundo eles inferiores/mas úteis) dada a completa indiferença dos nossos políticos, colocados perante mais um Cenário de Morte e de Guerra (criadas as raízes da intolerância, cada vez mais próximo, intrusivo e irreversível) deixando assim e mais uma vez o Comboio passar (sem reação da Alemanha e como tal da EU) mesmo que à frente do mesmo esteja há muito bem definido o fim dessa mesma linha: uma III Guerra Mundial confirmando o Fim da Europa.

 

Com os EUA (utilizando o pretexto da Síria) ameaçando a Rússia, ou seja, com as mais de 7500 armas nucleares norte-americanas (48%) a ameaçarem as 7100 armas nucleares russas (46%),

 

– Os outros (França, China, UK, Paquistão, Índia, Israel e Coreia do Norte) talvez tendo umas 1000 (6%)

 

“Russia will shoot down US missiles fired at Syria

And retaliate against launch sites, says ambassador.”

(independent.co.uk)

 

"Smart missiles should fly towards terrorists,

Not towards the legitimate Syrian government."

(Russia's Foreign Ministry spokesperson Maria Zakharova's/nhk.org.jp)

 

Hot+Topic+-+Syria+(4 8).jpg

 

E assim (simplificando tudo ao máximo) traduzindo tudo isto em miúdos (o que para nós os pobres e leigos mais interessa), divulgando e informando (e não manipulando) todos nós e todo o Resto do Mundo (fazendo parte de um bolo de mais de 7,5 biliões) de modo a todos compreenderem e interiorizarem (se quiserem manter-se ilesos psíquico e/ou fisicamente) do que realmente aqui está em causa: dado todo o seu poder Nuclear como Maior Potência Militar Global, com os EUA a ter a capacidade de pelo menos destruir 75X o planeta Terra enquanto a Rússia (menos poderosa) limitando-se a apenas a poder destruir umas 70X. De momento esperando-se pelo ataque (em princípio dos EUA à Síria mas com o Alvo além da Rússia a apontar para outro grande e apetitoso produtor de petróleo o Irão) e pela resposta (da Rússia e dos seus Aliados Orientais) para verificar qual deles terá o maio botão.

 

(imagens: onlinebreakingnews.info/patriotpowerednews.com/charitynavigator.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:15
Segunda-feira, 09 DE Abril DE 2018

A Horas de Nova Bomba Trump

A Europa deve tentar descobrir o que terá acontecido àqueles que mantiveram sem condições a fidelidade ao Império Romano, mesmo na sua fase de Decadência e até à sua Queda estrondosa.

(e em vez de certificados para ter um emprego e dinheiro, desejar usufruir de um tabalho recuperando cultura e memória)

 

trump-bomb.jpg

Trump Threatens Putin, 'Animal Assad' Over Syrian 'Chemical Attack';

Russia Warns Of 'Grave' Response If US Launches Strike

 

“Donald Trump weighs options in Syria, perhaps including missile strike, following chemical weapons attack”

(usatoday.com)

 

Numa Guerra Civil iniciada em 2011 (quando a Primavera Árabe atravessava todo o Médio-Oriente) e justificada por um lado (a Bomba) pela grave crise económica e pela falta de democracia (levando a manifestações anti regime por parte das forças da oposição) e pelo outro (o Rastilho) pela eterna (desde 1990) Guerra do Iraque (fazendo fronteira com o seu território) – desse modo acendendo o Rastilho e de imediato fazendo explodir a Bomba – a Síria do alauita e ainda Presidente Bashar al-Assad e já ultrapassada a barreira das 400.000 vítimas mortais (apenas entre a sua população civil), encontra-se de momento numa situação de Suspense Total face às provocações das forças contrárias à atual evolução do processo (EUA, Arábia Saudita, Israel e Aliados Ocidentais) e a outras oriundas daqueles que suportam o regime (Rússia e Irão):

 

Após a intervenção russa no conflito (como aliado da Síria, com conhecimento da ONU e após a invasão do país pelos terroristas do Estado Islâmico) – contando posteriormente com o apoio do Irão e agora com a solidariedade da Turquia – e no preciso instante em que se começava a vislumbrar finalmente alguma luz ao fim do túnel (cada vez mais estreito e impraticável), com o processo aparentemente a parecer querer reverter-se (num território já terraplanado como o tinha sido o Iraque, depois seguindo-se a Síria e estando em curso o Iémen/cada um deles com o seu respetivo genocídio), tornando-se de novo numa Guerra Geopolítica (entre EUA e Rússia) com outras interessadas que não a população síria.

 

Como se os milhares e milhares de mortos e a enormidade de população deslocada (mais de metade dos seus 20 milhões quase metade sendo jovens) – com mais de 5 milhões no estrangeiro, quase todos em países árabes localizados na proximidade – não fosse o Enormidade a resolver:

 

merlin_135957585_b45152e2-3f29-4c11-91fd-2d9a8993d

Syrian government forces backed by Russia and Iran have nearly retaken Eastern Ghouta,

A Damascus suburb where a chemical attack was reported on Saturday

 

E assim um ano após um pretenso ataque químico (nunca confirmado pelas instâncias internacionais) do regime Sírio no poder provocando dezenas de vítimas mortais (seguido de imediato por uma forte resposta norte-americana bombardeando uma base militar síria e também fazendo vítimas) – no caótico cenário de Guerra Civil podendo ter origem num lado ou no noutro lado (ou ainda noutro insuspeito e/ou talvez interligado) – e já depois de um cenário idêntico ter sido montado (e inserido) e imediatamente mediatizado na Europa – com os UK (e os seus jornais situacionistas e sensacionalistas) logo à cabeça (da manobra de propaganda) com o Incidente de Salisbury (implicando Putin na tentativa assassinato de um ex-espião russo em solo britânico) – chegando um novo Ataque Químico de novo pelas mãos do Presidente sírio Bashar e sob a cumplicidade do Presidente russo Putin (matando dezenas de pessoas e ferindo centenas).

 

Com os Israelitas (talvez avisando o regime de Bashar do que aí virá dentro de poucas horas) a entrarem no espaço aéreo libanês e a partir daí bombardeando instalações militares do regime (aeroporto) e provocando dezenas de vítimas (militares referidas como iranianas): e nas próximas 24/48 horas cumprindo-se o sugerido/prometido e confirmando-se a repetição (do ano passado), com Bashar al-Assad a levar a resposta adequada (e musculada) por parte de Donald Trump – e a Rússia que se cuide (assim como a China) face ao poderio norte-americano.

 

(imagens & legendas: ronpaulinstitute.org & Getty Images/nytimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:44
Quinta-feira, 22 DE Março DE 2018

Rússia ‒ Britânicos, Teleféricos & Alienígenas

Com a confirmação da existência das FAKE NEWS (agora que todos Média Mundial a elas recorrem para assim sobreviverem neste agora desmascarado REALITY SHOW) porque não associar Britânicos, Teleféricos & Alienígenas e aproveitando (para apimentar mais a coisa) por introduzir Putin?

 

VP1.jpg

As Luzes no Céu

(do Resort de ski localizado em Gudauri na Geórgia/Rússia)

 

Nesta semana que antecedeu a reeleição do Presidente Vladimir Putin (no presente identificado como o Inimigo Público Nº 1 do Ocidente) para um período de mais seis anos na liderança política da Confederação Russa (a herdeira da URSS e do ex-Agente do KGB),

 

Ocorreram curiosamente dois fatos inequivocamente insólitos (tendo ambos o mesmo foco obviamente estratégico) e parecendo terem aparecido de propósito (às vezes parente da coincidência), com a intensão (aparente) pelas possíveis consequências (negativas) acarretadas, de perturbar mais um pouco a já tão frágil e denegrida imagem da Rússia (nos média dos EUA e dos seus Aliados Ocidentais) personificada no Diabólico Putin: poucos dias antes de Vladimir Putin ser reeleito com mais de 70% dos votos (no passado domingo 18 de Março) e talvez numa manobra desesperada de telepaticamente ou fazendo deslocar objetos tentar de qualquer forma (maneira ou feitio) evitar a vitória do mesmo, surgindo aí uma dupla ‒ com Terrestres & Veneno e com Extraterrestres & Teleférico ‒ entrando intrusiva e violentamente em ação (e sem admitir contraditório) todos juntos atacando a Rússia e a sua Besta de Leste (para já indomável e insubmissa ao poder dos norte-americanos).

 

VP3.jpg

O Fenómeno Luminoso

(com um jato a passar no céu e com as potenciais testemunhas)

 

Antecedendo a vitória de Vladimir Putin nas Presidenciais Russas (seguindo o seu colega Donald Trump eleito como Presidente dos EUA em Novembro de 2017) com os eventuais terrestres comandando os destinos da Grã-Bretanha a atacarem a Rússia e o seu presidente Putin por terem tentado assassinar em solo britânico um ex-espião russo por envenenamento ‒ lançando um Ultimato obedecendo a um não critério e pela sua essência imbecil sem possibilidade de resposta (parecendo ter origem num anormal) ‒ ao mesmo tempo que (na mesma semana) em próprio solo russo com extraterrestres (como testemunhado e registado no local) dominando um teleférico e vitimando várias pessoas: pelos vistos com a ligação privilegiada (ou não fossem os norte-americanos excecionais e estando em contacto com Deus) EUA/Alienígenas a fracassar e o Diabo Vermelho (VP) a ganhar (confrontando-se com a Tríade integrando, Veneno, Teleférico e Alienígena).

 

VP5.jpg

O Teleférico da estação de ski

(movimentando-se a grande velocidade e no sentido contrário)

 

No mais recente episódio (contando com a presença de venenos, mortes e até do diabo) deste thriller de suspense/terror (o género de longe mais apreciado pelos britânicos) desta nova temporada da série BREXIT 1.0 (tendo a agente Theresa como protagonista e Boris como porta-estandarte) ‒ numa réplica mais foleira dos originais norte-americanos envolvendo russos e asiáticos ‒ com um guião surpreendente e deixando-nos de boca aberta e nem dando tempo ao vilão de saber o que se passava (o que o motivara ou o que iria acontecer), identificando-o sem hesitação mesmo antes da investigação, lançando um Ultimato e despachando (logo ali) 23: apontando o dedo a Putin como seu Mais Que Provável autor e transformando a nível dos Média o provável em real e assim se fazendo Justiça Mundial (e assim nos transformando em atrasados mentais).

 

VP6.jpgVP4.jpg

O Teleférico Diabólico

(talvez induzido ao excesso por forças externas e a ele estranhas)

 

Já no caso ocorrido numa estância de ski localizada na Rússia (muito mais interessante pela possível e testemunhada presença de Extraterrestres) com um verdadeiro Evento luminoso a ser observada na estância de ski de Gudauri (localizada nas montanhas do Cáucaso/Geórgia) surpreendendo os turistas aí presentes e colocando-os espantados (face ao fenómeno) a olhar para o céu (diurno): inicialmente com um objeto luminoso (estranho) a aparecer no céu (limpo) sobre este Resort russo, seguido de imediato de um outro muito semelhante (mantendo-se ambos visíveis durante algum tempo) posteriormente desaparecendo e pouco tempo depois da ocorrência e conclusão deste bizarro Fenómeno de Luz, com um outro Evento muito mais sério e dramático a suceder e neste incidente a provocar alguns feridos (para muitos uma coincidência estranha face à primeira ocorrência também ela estranha, entre muitas hipóteses e teorias podendo existir uma ligação),

 

‒ Com um teleférico servindo as pistas de ski do Resort (algum tempo após o aparecimento das Luzes estranhas no céu) repentinamente a movimentar-se (segundo testemunhas presentes) em sentido contrário e a velocidade elevada, apanhando alguns dos seus ocupantes de surpresa (antes que pudessem reagir e fugir) e acabando por os projetar, ferindo (mais ou menos gravemente) alguns deles.

 

(imagens: MRMBB333/NBC News/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:14
Quinta-feira, 15 DE Fevereiro DE 2018

Os Excecionais ‒ Num Mundo de Armas e de Violência

[Antes de mais afirmando perentoriamente (para evitar confusões) não ser pela ação dos mesmos (Estados Unidos da América) anti norte-americano, mas pela passividade e inatividade (criminosa e irresponsável) dos líderes que me representam (EU) ‒ face aos ditos excecionais (EUA) e como se não houvesse mais Mundo ‒ ser efetivamente anti europeu. Nem sendo anti chinês, anti russo, ou (até vejam lá) anti Putin. Mas não deixando de realçar que o Elogio das Armas e da Violência só pode levar a casos como o das escolas de Sandy Hook, de Columbine e agora da Broward/Flórida.]

 

800px-Official_Portrait_of_President_Donald_Trump.

1

Donald Trump

Presidente dos EUA

 

Enquanto os EUA continuam a aplicar a Doutrina Secular de que em último caso (e preferencialmente) “Tudo se Resolve à Bomba”, a situação no Médio Oriente e particularmente (para já e depois do Iraque e com o Irão de novo à vista) na Síria continua sem solução à vista (ou seja e dado o nível de destruição e de vítimas causadas a piorar) ‒ e para lá de tudo o mais (como por exemplo de sucessivos genocídios e terraplanagem de territórios) tendo como verdadeiro objetivo da Agenda Política Norte-Americana a dupla Rússia/China, eleita pela Administração da Casa Branca como a mais perigosa, ultrapassando o Terrorismo Global: servindo-se mais uma vez de um intermediário (de qualquer forma previamente enfraquecido, por exemplo com uma Guerra Civil, sendo este o caso da Síria) para atingir o que verdadeiramente pretende, no fundo a manutenção da sua Supremacia e Controlo Planetário (utilizando o seu Inimitável Dólar e a sua Incomparável Força Militar). De momento e no continente Asiático (o maior polo de interesse norte-americano, com a crescente e irreversível deslocação do Eixo económico Mundial para esta nova zona, em grande e proveitosa expansão) com o conflito aí latente temporariamente suspenso (dada a realização das Olimpíadas de Inverno) mas com os EUA a não largarem a Coreia do Norte e do Sul, apontando (provocatoriamente) em direção ao norte e à fronteira chinesa: sabendo-se de antemão que se algum dia estalasse um conflito (entre os EUA e a Coreia do Norte), as vítimas seriam locais, coreanas e asiáticas. Certamente com a China mesmo ao lado ficando apenas a olhar!

 

800px-Vladimir_Putin_(2017-07-08).jpg

2

Vladimir Putin

Presidente da RÚSSIA

 

No cenário conturbado do Médio Oriente com a integridade do (1) Iraque posta em causa senão mesmo destruída depois da 1ª Guerra do Golfo/com o Presidente dos EUA George H W Bush, da 2ª Guerra do Golfo/com George W Bush (o filho) e da Guerra Civil que se lhe seguiu e que hoje (quase 3 décadas depois) ainda persiste sem fim à vista ‒ e com a (2) Síria (evidente, deliberada e estrategicamente) como vizinho (além de aliada da Rússia) e fazendo fronteira numa grande extensão com o território iraquiano, a ser apanhada (numa sequência por alguém pré-planeada) inevitavelmente (chegada a sua vez) e por contágio indireto (até transformando mais este ato de guerra e criminoso, em mais um acontecimento banal por habitual e como tal aceitável) ‒ por este Monstro Ululante de Morte e de Destruição terminando por ser mais uma vítima de um verdadeiro processo de desmantelamento de base e integral (material e humano) e aí criando um espaço tal qual um (desconhecido) Buraco Negro (para já não se falar da obliteração da Líbia e do novo genocídio em curso no Iémen). No caso sírio (no caso iemenita com muitos dos crimes da Arábia Saudita a serem encobertos pelos seus aliados ocidentais e norte-americanos e desse modo, não sendo notícia devido ao elaborado manto de silêncio) e da luta do regime do seu presidente Bashar al-Assad (alauita do partido Baath apoiado militarmente pelos russos) ‒ lutando contra infiltrações/ideologias vindas de todos os lados como do Líbano (um país há muito semidestruído dada a vizinhança com Israel e com o problema Palestiniano), da Turquia (colaborando com os terroristas do Estado Islâmico), do Iraque (em guerra com os terroristas do ISIS e Al-Qaeda), da Jordânia (pró-americano), de Israel (inimigo de Bashar al-Assad) e ainda da região do Curdistão (turco e iraquiano lutando contra estes dois países/como ocupantes com os seu exército de libertação) ‒ nos últimos dias e com a Rússia a tentar moderar (oferecendo-se sem condições) no sentido da resolução o mais pacificamente do conflito (com a realização de um congresso em Sochi entre todas as partes envolvidas e com a participação de 1500 delegados/daí saindo um comité constituído para redigir uma nova Constituição Síria e convocar Eleições Democráticas/algo que o regime de al-Assad parece não querer aceitar dadas as recentes ações militares dos seus inimigos e esperando ainda pela reação russa), surgindo por outro lado e em sentido absolutamente contrário Israel, os EUA e todos os seus (mais ou menos poderosos) Aliados (não só ocidentais como igualmente árabes lideradas pela poderosa Arábia Saudita) recorrendo novamente à opção mais direta, agressiva (nem que seja com palavras) e obrigatoriamente violenta (usando armas e matando o suposto inimigo):

 

800px-Xi_jinping_Brazil_2013.jpg

3

Xi Jinping

Presidente da CHINA

 

Com o Presidente francês Emmanuel Macron dirigindo-se ao Presidente russo Vladimir Putin avisando-o de que a França atacaria a Síria se (a tal Linha Vermelha) fosse provada a utilização de armas químicas pelo regime sob o comando do Presidente Bashar al-Assad (sabendo antecipadamente que o uso dessas armas poderia ter vindo de qualquer um dos lados e que a Rússia apoiava militar e legalmente ‒ ao contrário dos EUA nunca autorizados e ocupando território sírio ‒ o regime no poder) para logo de imediato informar não possuir nenhuma evidência de tal facto ter ocorrido e de não estar a tentar utilizar esse pretexto para justificar um possível ataque à Síria. Entendendo-se a intervenção de Macron (tentando recolocar a França na esfera cada vez mais restrita e inacessível do poder e da política Mundial) apesar da entrada de rompante como lobo perdendo logo a pele e transformando-se em ovelha, mas não se entendendo a escolha (para o telefonema) bem expressa e criticada pelos seus aliados na Síria ‒ com a organização (autodenominada como humanitária e no Mundo do Espetáculo podendo ser candidata a um Nobel ou a um Óscar) White Helmets atuando na síria e antirregime (financiada pelo ocidente e com ligações a organizações rebeldes e/ou terroristas) atacando o Presidente Macron por voltar a falar da Linha (Vermelha) em vez de se decidir e passar de imediato ao ataque. Uma organização humanitária (tantas vezes citada) incitando ao reinício da Guerra (e ao continuar da carnificina);

 

Crown_Prince_Mohammad_bin_Salman_Al_Saud_-_2017.jp

4

Mohammad bin Salman

Príncipe Herdeiro da ARÁBIA SAUDITA

 

Por outro lado com os EUA e Israel com a preciosa (e decisiva) colaboração dos Sauditas (os principais financiadores do terrorismo pró-ocidental) lutando pelo único reduto ainda apoiado pelos russos (a Síria), tendo logo atrás destes (sírios e russos) a outra grande referência árabe (no duelo com a Arábia Saudita) o diabólico e perigoso Irão (financiando outras organizações igualmente terroristas mas pró-orientais). Num curto espaço de tempo e (entretanto) tendo sido concluída a recente Conferência de Sochi, com Israel a lançar um ataque aéreo à Síria (e às suas defesas aéreas) e os EUA (estrategicamente e em conjunto) a atacarem e destruírem um tanque russo (provavelmente com russos lá dentro atuando nessa zona como aliados do regime sírio): no caso de Israel com a ação a ser justificada pelo abate de um jato israelita sobre território sírio (sobrevoando o país sem autorização o que pensava ser ilegal) e no caso norte-americano com um drone numa zona ainda sob influência dos terroristas e com forças pró-sírias a combate-los (e certamente com os seus operadores sabendo quem por lá andaria) a matar russos, justificando os seus autores e os seus como autodefesa como a um ataque anterior ‒ com os norte-americanos matando uns sujeitos (sem valor) pelos vistos para defenderem um simples objeto (mas em tudo precioso).

 

Hassan_Rouhani.jpg

5

Hassan Rouhani

Presidente do IRÃO

 

Aguardando-se agora o fim dos Jogos Olímpicos de Inverno para vermos então como na realidade as modas param: na Síria e na Coreia (do norte e do sul) assim como no Resto do Mundo (e com a Europa ainda em coma enquanto o eixo económico se muda, daqui saltando para a Ásia e futuramente invertendo papeis). E já agora nesta Europa em pré-decadência com um pequeno país chamado Portugal e conhecido pelos seus emigrantes (desde o primeiro ao último emigrante, passando por Cristiano Ronaldo), a registar um record de muitos anos no crescimento do seu produto Interno Bruto (PIB): e logo com a Geringonça! Existindo sempre alternativas por mais pequenas que sejam (em quantidade/qualidade).

 

5a850386dda4c834488b463d.jpg

6

Nikolas Cruz

O Ex-Aluno e Atirador de 19 anos

 

[Ainda ontem nos EUA ‒ e desgraçadamente em mais uma das muitas claras demonstrações do poder quase icónico que as armas conquistaram e impuseram neste tão vasto e tão diverso território ‒ com mais uma escola a disputar o prémio de Palco Supremo da Violência (envolvendo crianças e jovens) disputando o Cetro e o Altar até agora detido por uma escola de ensino médio de Columbine (15 mortos ‒ 12 alunos, 1 professor e os 2 alunos atacantes) e pela escola primária de Sandy Hook (28 mortos ‒ 20 alunos e 8 adultos incluindo o atirador): desta vez com uma escola secundária do estado norte-americano da Flórida (condado de Broward) a ser atacada por um seu ex-aluno (tendo sido anteriormente expulso da escola) provocando (no mínimo) 17 vítimas mortais num ato pelos vistos já banal (já que ninguém faz nada) nos EUA. Nos últimos 5 anos com os tiroteios em escolas (norte-americanas) a sucederem-se a um nível deveras impressionante de aproximadamente um por semana.]

 

(imagens: 1/2/3/4/5/6 em wikipedia.org e 6 em reuters.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:35
Quarta-feira, 27 DE Dezembro DE 2017

Space X vs. Topol

Efeitos provocados na atmosfera pela passagem dos foguetões FALCON 9 (EUA) e TOPOL (Rússia) ‒ o 1º lançado antes do Natal (22) o 2º lançado depois (26).

 

DRsdBFnVwAAUxMD.jpg

Lançamento do FALCON 9

 

Como se fosse uma resposta por parte da Confederação Russa (e da sua Agência Espacial Governamental) ao último lançamento (a 22 de Dezembro) por parte da SPACE X (Empresa Espacial Privada Norte-americana) do seu foguetão FALCON 9 (aparentemente para colocar 10 satélites de comunicação em órbita da Terra), no passado dia 26 de Dezembro (ontem) e a partir da sua base de KAPUSTIN YAR (localizada na cidade de Znamensk, a leste de Volgogrado, no sudoeste da Rússia) a Força Estratégica de Mísseis Russos lançou o seu míssil balístico intercontinental RS-12M TOPOL: um míssil de uma só ogiva, já com mais de 30 anos de serviço e sendo capaz de transportar uma ogiva nuclear de cerca de 550 Kt até uma distância de 10.000Km (segundo os militares russos apenas um teste para um estudo de armamento para este tipo de míssil). Num evento observado no sudoeste da Rússia assim como no leste da Ucrânia (Donbas).

 

DR-ZtZfX4AE1Zue.jpg

Lançamento do RS-12M TOPOL

 

Sendo desde logo notícia não só pela sua origem (a Rússia de Vladimir Putin) mas também pelo foco militar a ele atribuído (afinal de contas trata-se de um míssil de longo alcance podendo transportar uma poderosa arma nuclear), mas neste caso transportando consigo um elemento adicional (impactante por visual), desassociado neste caso do seu espaço (interesse) militar e podendo ser comparável com um outro (SPACE X VS TOPOL), nem que seja para escolher qual o mais estranho, assim como o mais belo: com os russos através do lançamento do seu míssil TOPOL a tentarem rivalizar com os norte-americanos e com o lançamento do seu foguetão FALCON 9 (RÚSSIA VS. EUA), tendo apenas em avaliação para a escolha do melhor e da Declaração de Vencedor, o espetáculo visual proporcionado no céu (pela evolução do foguetão) e ao público em geral graciosamente oferecido. E naturalmente ‒ pela sua estranheza e beleza ‒ por muitos usufruídos (na Rússia e nos EUA).

 

(imagens: Julian Röpcke@JulianRoepcke/tiny baby fingers‏ @kevins_fingers/twitter.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:30
Quinta-feira, 21 DE Dezembro DE 2017

Bola de Fogo Explode

Sobre os céus de Sochi na Rússia

 

“Tal como com os EUA e com os UK (dos países com mais relatos) com a Rússia igualmente ao alcance das Bolas de Fogo (oriundas do exterior do nosso Ecossistema).”

 

Numa clara demonstração oriunda do Espaço Exterior do que poderá significar um simples ponto de terra vagueando pelo Universo (uma insignificância praticamente indetetável), um pequeno objeto circulando no nosso Sistema (Solar) e tendo como sua referência a nossa estrela o Sol (aproximando-se, atingindo o seu periélio e afastando-se), entrou no passado dia 15 de Dezembro durante o período noturno na atmosfera terrestre (parte da Terra na altura não iluminada), explodindo, desintegrando-se e acabando por desaparecer sobre a região russa de SOCHI. Entre as várias hipóteses sendo claramente natural (nada de artificial, muito de habitual) e sem dúvida originado no interior do Sistema (Solar).

 

11a.jpg

1

A Bola de Fogo entrando na atmosfera terrestre

 

Um meteoro brilhante atravessando os céus da Rússia e com a dimensão aproximada de uma bola de futebol (norte-americana ou europeia) explodindo e desintegrando-se ao entrar na atmosfera a uma altitude de cerca de 20.000 metros. Pela altura do ano em que este fenómeno ocorreu estando certamente associado à Chuva de Estrelas GEMINID, este ano com o seu pico (máximo) a ser registado nestes dias de meados de Dezembro. Na imagem anterior (1) com o meteoro a introduzir-se na atmosfera terrestre, entrando de imediato em combustão (devido à fortíssima fricção) e emitindo um forte brilho. Explodindo e fragmentando-se como nos mostra a imagem seguinte (2).

 

11b.jpg

2

E desaparecendo depois de explodir e desintegrar-se

 

Com todo este episódio envolvendo mais um objeto celeste vindo do Espaço profundo (provavelmente um fragmento de um cometa/asteroide) e um dia tendo na sua rota (talvez como estação, talvez como apeadeiro) o planeta Terra, pela sua dimensão e irrelevância (como se fosse apenas mais uma das nossas Estrelas Cadentes de Verão) a ser desvalorizado pelas autoridades russas (não existindo impacto) e a nem ser sequer submetido ao IMO (Organização Internacional de Meteoros). E como THE WATCHERS também refere, suscitando desde logo especulações na Web com a chegada (inevitável) dos Teóricos da Conspiraçãosendo apenas mais uma comum Bola de Fogo/Estrela Cadente.

 

(dados: The Watchers ‒ imagens: Информационное агентство "Волгоград News"/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:38

pesquisar

 

Abril 2018

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
16
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

comentários recentes

  • Excelente artigo, gostei da abordagem. Visite o me...
  • Tanta erudição para explicar o que o senso comum ...
  • «Tudo como dantes. Quartel em Abrantes» não é bem ...
  • Segundo a fonte oficial, NASA Contractor Report 18...
  • No seu trabalho como Comissário das Nações Unidas ...
  • Infelizmente pouco mudou deste o jogo com a Islând...
  • E até ao momento é o Rei. Mas ainda falta muita ép...
  • 17,52 m não é para qualquer um :)Parabéns Nelson É...
  • Eles só estão a adiar o inevitável. O Varoufakis s...
  • http://www.levif.be/actualite/international/la-gre...

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro