Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

22
Out 12

Albufeira – Ficheiros Secretos

Duas Notícias Vindas da Escuridão

 

Os Chimpanzés e a Cultura

 

E os chimpanzés ficaram admirados com a nossa postura ética e moral, sabendo ainda-por-cima da nossa capacidade de nos deslocarmos na vertical e de assim podermos dispor de uma maior e mais ampla amplitude de visão e de análise dos nossos acontecimentos de vida!

 

Clube dos Primatas Eruditos de Lisboa – Mestre Chim e os seus 5 discípulos

Os seis elementos deste mui nobre clube foram previamente autorizados a comparecer neste evento pelos seus superiores hierárquicos os Gorilas

 

Um grupo de humildes cientistas provenientes do Jardim Zoológico de Lisboa chegou hoje ao complexo subterrâneo situado nas proximidades da vila de Algoz – mais precisamente no polo das BAIÃNS – para participar num debate aberto a todas as espécies vivas habitando o planeta Terra e tendo como tema de fundo “A Sobrevivência do Espírito face à Matéria”. Após a sua chegada estes ilustres convidados foram imediatamente instalados em locais secretos e tranquilos nas imediações do complexo, podendo usufruir desde logo da possibilidade de apreciarem diretamente o encanto e a beleza da Natureza envolvente, rodeando as residências disponibilizadas para a sua curta permanência no local. As alfarrobeiras, figueiras e amendoeiras presentes nos terrenos circundantes, fizeram a delícia destes espantados e deliciados convidados, que acabaram finalmente por se deter – quase que em transe – a olhar fixamente o pôr-do-sol brilhante e avermelhado, estampado nesse céu hipnótico, enquanto uma lebre orelhuda fugia assustada pelo súbito voo rasante de um mocho, tudo isto com a Serra de Monchique como maravilhoso pano de fundo.

 

Vista parcial do Complexo Subterrâneo das BAIÃNS

Utilizando as numerosas galerias e grutas existentes no Algarve e estabelecendo circuitos internos de comunicação e transporte entre elas, o submundo tecnológico apoiado pelos alienígenas tem vindo a expandir-se progressivamente, envolvendo novas comunidades internas e externas a esse círculo e desejosas de novos horizontes e desenvolvimentos

 

Além do debate em que participarão como um dos convidados principais, estes primatas terão ainda a possibilidade de fazerem algumas visitas turísticas à região, visitando a Quinta da Avó e os seus excelentes bolinhos internacionalmente premiados, o Shopping da Guia com o seu mundo de lojas e de artigos completamente inúteis, o terrível e muito badalado crematório de frangos situado na mesma localidade – onde um verdadeiro genocídio é praticado todos os anos e pela mesma altura sobre a mesma espécie inferior em nome de um ritual gastronómico de Verão de outra espécie superior – e uma famosa casa de meninas recentemente inaugurada na região, com o único objetivo de estudar ao pormenor os hábitos e os corpos dos seus primos primatas e carecas.

 

Os Convidados da Área 51

 

A História da presença alienígena no planeta Terra remonta já a milhares e milhares de anos e de outros tantos documentos – testemunhando a sua passagem por cá, ao longo de todo o nosso friso cronológico – muitos deles divulgados ao longo dos tempos, mas muitos outros mantidos em segredo absoluto ou mesmo perentoriamente negados. Esse é o caso da Área 51, local de muitas teorias conspirativas envolvendo o governo dos EUA e seres vindos de outros mundos.

 

          

Área 51

Zona militar situada no deserto do Nevada, envolvendo colaboração estreita entre militares norte-americanos e entidades extraterrestres; com uma base secreta implantada no terreno – no seu subsolo – e ainda ativa, terá sido daí que terá partido o disco voador em direção ao complexo algarvio

 

Ao mesmo tempo chegava ao complexo das BAIÃNS uma delegação de extraterrestres vindas diretamente dos EUA para participar na Conferência sobre “Espírito e Matéria” e nela apresentar uma recente novidade científica que iria revolucionar e estreitar a ligação entre diferentes raças conhecidas no mundo, aqui compatibilizadas para a concretização de um desejo e objetivo final (e prioritário): a eliminação de diferenças genéticas que pudessem ser prejudiciais para a convivência e partilha de ideias e espaços autorizados, de modo a que jamais surgissem factos que pudessem provocar o aparecimento de possíveis momentos de confrontação violentos, que originassem ameaças à estabilidade do funcionamento da Máquina Universal na execução perfeita do seu Movimento. A comitiva era composta por dois seres alienígenas – sem capacidades físicas reprodutivas – acompanhados por um seu descendente ainda muito jovem, criado num ambiente fechado ao exterior e condicionado à estrutura de funcionamento psíquico dos seus progenitores. Para a concretização efetiva deste feito histórico – realizado em laboratórios secretos de grandes multinacionais ligadas à Industria Química e ao sector da Saúde e sediados no nosso planeta – este novo ser teria sido criado e posteriormente evoluído no ventre de uma mulher terrestre no auge do seu ciclo reprodutivo, tendo o óvulo da dadora sido implantado após controlo minucioso dos seus cromossomas, após fecundação artificial induzida a partir de células exponenciais, obtidas em tecidos alienígenas tornados compatíveis, utilizando métodos e técnicas já muito desenvolvidas anti rejeição.

 

O Híbrido com os seus progenitores

Com os problemas criados à segurança global de todas as civilizações existentes e conhecidas no Universo, os Alienígenas lançaram-se na criação de um novo ser híbrido, resultante do cruzamento de um terrestre com um alienígena

 

A ideia da criação de um ser híbrido que preservasse as caraterísticas básicas dos humanos e lhes retirasse a componente associada à sua necessidade de sobrevivência num mundo inicialmente hostil – e que ainda lhes sobrecarregava a parte emocional, denotando em muitas situações-chave um nível de violência irracional e despropositada – surgira numa reunião militar de urgência realizada há muitos anos atrás, convocada numa das muitas alturas em que a ação dos terrestres incomodara a comunidade de civilizações tecnologicamente mais avançadas e que nos rodeavam, deixando-os preocupados pela extensão e gravidade dos atos de violência perpetrados sem clemencia sobre os próprios e que poderia alastrar futuramente para lá das suas fronteiras terrestres, contaminando o espaço e os seus ideais de transformação e evolução em harmonia.

 

Nós não somos Iluminados, somos iluminados

Temos que nos convencer que não somos os únicos seres vivos existentes no Universo e que as nossas ações podem vir a ter consequências no futuro, como já o tiveram anteriormente

 

Inicialmente muitas das comunidades alienígenas – assustadas e inseguras com o nosso comportamento – propuseram a eliminação pura e simples da nossa civilização retrógrada e violenta, substituindo-a por uma nova espécie necessitada de espaço para se desenvolver e capaz de se integrar com normalidade em sociedade. No entanto vencera a opção da nossa manutenção como espécie dominante neste planeta – mas agora muito mais controlada do exterior – tendo-se ao mesmo tempo estabelecido um acordo muito importante, em que os terrestres e os extraterrestres trabalhariam em conjunto com o objetivo final da criação de um ser híbrido experimental e à imagem dos aspetos mais relevantes de ambos.

 

(imagens – Google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:22

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Viagem Espiritual

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO