Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

23
Ago 15

“Most of us get around the usual, boring way: walking, driving, biking, busing or taking the subway. But for those who need to get around Lisbon, "The City of Seven Hills", it can be tricky (not to mention exhausting as hell) to navigate all those inclines.”
(James Cave – huffingtonpost.com)

 

55d7462014000077002e3991.jpeg

Elevador de Santa Justa

 

Ao ler a página de entrada do diário online norte-americano THE HUFFINGTON POST (editado este sábado dia 22), reparei que numa das muitas secções existentes no jornal (neste caso dedicada a Viagens), entre vários títulos aí mencionados e aparecendo entre três pontos surgia a palavra PORTUGAL.

 

Carreguei então no texto que me dava acesso ao respetivo link e rapidamente me vi perante o artigo dedicado ao meu país:

 

“Portugal's Spectacular Santa Justa Lift Takes Elevators Up A Level”

 

Bastou-me então abrir o artigo da autoria de James Cave e pôr-me ao corrente da notícia sobre o meu país vinda do outro lado do Atlântico (em que o mesmo se referia à Torre Eiffel de Portugal): nesse mesmo artigo o seu autor apresentava-nos uma das Maravilhas de Portugal catalogada como Monumento Nacional, maravilha essa que pela sua história (cultural e memorável) se colocava a um nível muito superior e mesmo inatingível para a maioria dos seus colegas, espalhados e ativos um pouco por todo o mundo. E começava:

 

“Portugal's Spectacular Santa Justa Lift Takes Elevators Up A Level”

 

Um artigo que se desenvolvia em torno da beleza e espetacularidade preservada do ELEVADOR de SANTA JUSTA (inaugurado há 113 anos): uma obra-prima da engenharia localizada na cidade das Sete Colinas (ou seja Lisboa) e tendo como autor o engenheiro francês Raoul Mesnier du Ponsard (um discípulo de Gustav Eiffel). Artigo que por sua vez nos enviava para a verdadeira origem dessa notícia a AMAZING PLANET:

 

“The Santa Justa Elevator in Lisbon”

 

Um elevador fazendo parte de um conjunto artístico verdadeiramente notável e integrando tudo o que de bom foi pensado e edificado em Portugal (talvez pelos seus responsáveis serem estrangeiros e por esse motivo estarem mais livres de certas amarras) e incluindo entre os seus familiares próximos outros três colegas elevadores (a que muitos chamam elétricos) – como que formando o Quarteto Fantástico de Elevadores de Lisboa. Felizmente todos salvos, intatos e ativos, tal como o confirmou a Amazing Planet:

 

“In 2002, the Elevador de Santa Justa and the three remaining cable railways of Lavra, Glória and Bica, were classified as National Monuments”

 

55d77a0014000077002e3a6b.jpeg55d77b2614000077002e3a75.jpeg

55d788351400002e002e3a9d.jpeg

Elevadores da Lavra, Glória e Bica

 

(E assim se prova rapidamente e sem necessidade de pensar quatro coisas: A Cultura e a Memória nunca morrem; Os mais próximos não dão valor ao que têm e conhecem; Os mais afastados dão valor a tudo o que não têm nem conhecem; Felizmente que não somos todos iguais. Talvez tudo tenha a ver com Elevadores)

 

(imagens – huffingtonpost.com/pintrest.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:51

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO