Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Abr 16

This perspective of Earth makes violence on its own people unimaginable.

Thoughts with Brussels.”

(Scott Kelly)

 

CeLcHzyXEAEhw7E.jpg large.jpg

A Terra a 22 de Março de 2016

(data do atentado terrorista no aeroporto de Bruxelas)

 

No ainda para nós muito recente dia 22 de Março de 2016 – dia do atentado levado a cabo no aeroporto de Bruxelas por terroristas do Estado Islâmico (e que mataram no mínimo 35 pessoas ferindo mais de 300) – ainda em órbita da Terra e emocionado com o cenário com que o seu planeta o presenteava, o então astronauta da Estação Espacial Internacional (ISS) SCOTT KELLY, não resistiu ao contraste tão chocante e contraditório desta contradição nesse instante tão evidente, tendo de um lado a beleza e a imagem acolhedora do seu Lar (a Terra vista do Espaço) e do outro lado aqueles que usufruindo dela mas parecendo esconder-se de algo, nem em si próprios a reconheciam como berço da sua transformação (criação). Com a sua Imagem de Paz escondendo Tempos de Guerra.

 

(imagem: Scott Kelly/twitter.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:46

03
Dez 15

Nesta imagem colocada ontem no twitter pelo astronauta norte-americano SCOTT KELLY atualmente residindo a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), é bem visível um retrato noturno de toda a superfície de PORTUGAL continental (e parte de Espanha), mais bem iluminado em todo o seu litoral ocidental (especialmente nas zonas em torno do Porto e de Lisboa) assim como na costa do Algarve (incluindo logicamente ALBUFEIRA).

 

CVLcVDzXAAAKNZi.jpg large.jpg

Portugal visto a partir da ISS

 

Como se pode verificar pela iluminação observada a partir da ISS o nosso país encontra-se dividido em quatro regiões distintas, quanto ao consumo de energia elétrica durante o período noturno: todo o litoral a norte do Tejo (a região com maior consumo com o Porto e Lisboa à cabeça), toda a costa do Algarve (com um consumo também elevado), o interior a norte do Tejo (com um consumo mais disperso e menor) e finalmente o Alentejo (onde o consumo é o mais baixo).

 

Num cenário que só vem confirmar mais uma vez as grandes diferenças existentes entre regiões de um tão pequeno país.

 

(imagem: Scott Kelly)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:05

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Scott Kelly

Olhando de Cima

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO