Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Mai 19

A Killer Asteroid Is Coming

(livescience.com)

 

Recentemente com BILL NYE ex-apresentador do programa SCIENCE GUY e atual CEO da SOCIEDADE PLANETÁRIA, a avisar-nos para um futuro e catastrófico IMPACTO (talvez mesmo a curto-prazo) de um ASTEROIDE com a TERRA: podendo levar tal como sucedido há cerca de 66 milhões de anos com os DINOSSAUROS (a espécie então Dominante), à EXTINÇÃO (desta vez) do HOMEM (a espécie agora dita prevalecendo sobre as restantes).

 

13112038-6994289-image-a-9_1557055785328.jpg

Um Asteroide sobre Nova Iorque

Projeção da entrada de um asteroide de cerca de 300 metros de dimensão na atmosfera terrestre e a uma velocidade de 12Km/s, dada a impossibilidade de o intercetar acabando por colidir com a Terra sobre a cidade de Nova Iorque fazendo-a desaparecer do mapa

(numa simulação NASA)

 

"The Earth is going to get hit with another [big] asteroid"

(Bill Nye/Sociedade Planetária/02.05.2019)

 

Com um “Inconveniente Suplementar” aumentando ainda mais os Perigos e as Consequências de tal Impacto, a ser devido ao desconhecimento (para já total) da data prevista para tal Evento (muito possivelmente) Apocalíptico, para já (e como se vê) não se sabendo QUANDO (?), talvez com poucas hipóteses de ocorrer no nosso tempo (enquanto por aqui andarmos), mas certamente ocorrendo (tal como anteriormente).

 

"The problem is, we don't know when. It's a very low probability in anyone's lifetime, but it's a very high-consequence event. If it happens, it would be like control-alt-delete for everything."

(Bill Nye)

 

E ao contrário dos DINOSSAUROS (segundo Mike Wall em livescience.com) − não podendo fazer mais nada, senão esperar a ocorrência do Impacto e observar e sentir os efeitos (e consequências) do mesmo Acontecimento (pela sua natureza e potência, verdadeiramente Extraordinário) – esperando-se que o HOMEM recorrendo a todo o seu conhecimento CIENTÍFICO-TECNOLÓGICO faça Algo e se vá começando a preparar: para o que “der e vier”.

 

Tendo-se logo e como primeiro passo a necessidade absoluta de se descobrir (com a maior brevidade e antecipação possível) esse referido Asteroide potencialmente podendo provocar na Terra (ao impactar) um terrível Evento ao Nível da Extinção (nossa e das restantes Espécies), com os cientistas confiantes (na concretização desse objetivo) agora que já conseguem detetar (e assim descobrir, segundo eles) os mais perigosos: no mínimo com 1km e não se detetando até hoje (vindo na nossa direção) nenhum.

 

dinosaur-extinction-10.jpg

A Extinção dos Dinossauros

Há 66 milhões de anos no passado (período da extinção do Cretáceo-Paleógeno) e com os Dinossauros a dominarem o planeta Terra dando-se um Evento ao Nível de Extinção Maciça (E.L.E./Extintion Level Event) com cerca de 3/4 das espécies (animais e plantas) a desaparecerem de vez incluindo os Dinossauros

 

“Unlike the dinosaurs, however, we don't just have to sit around and wait for doom to rain down on us. We can do something about the asteroid threat — and we should start prepping for it now.”

(Bill Nye)

 

Chelyabinsk Meteor: A Wake-Up Call for Earth

The Chelyabinsk meteor was a small asteroid — about the size of a six-story building — that broke up over the city of Chelyabinsk, Russia. The blast was stronger than a nuclear explosion. The shock wave it generated shattered glass and injured about 1,200 people.

(Elizabeth Howell/space.com)

 

Mas de um momento para o outro podendo-se ser surpreendido pela chegada de um objeto (passando nas proximidades da Terra e podendo fazer uma tangente ou secante) apanhando-nos desprevenidos (por exemplo) vindo do lado do Sol (e encoberto pelo mesmo e pelo brilho intenso dos seus raios), por mais pequeno, menor densidade, velocidade e ângulo de entrada na atmosfera que apresente, podendo não Destruir o Planeta (destruição global) mas mesmo assim podendo obliterar por ex. um Estado (destruição regional).

 

Faltando apenas descobrir alguma forma de tendo um objeto destes a caminho e podendo-nos atingir, antes de tal ocorrer o possamos destruir ou no mínimo desviar: falando-se de um Raio-Trator-Gravitacional, da Detonação de uma Arma Nuclear ou da utilização de Raios-Laser. Mas com a certeza (no Tempo e no Espaço) de que mais cedo ou mais tarde o Impacto sucederá (hoje mesmo ou amanhã):

 

“There are catastrophic impacts in our future if we don't do something about them. It's not a matter of if; it's only a matter of when.”

(Jim Green/NASA)

 

(texto: a partir de Live Science − imagens: dailymail.co.uk/earthspacecircle.blogspot.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:02

21
Mar 19

Six People Have Begun

A 122-Day Simulated Mission

On the Moon

(universetoday.com/19.03.2019)

 

s88_33646.jpg

Simulação de uma missão de longo-termo à Lua

Envolvendo o DLR (Alemanha), o CNES (França), a ROSCOSMOS (Rússia) e a NASA (EUA)

Sendo levado a cabo na Rússia e com uma tripulação de seis elementos

(3 homens e 3 mulheres)

 

Face a todos os perigos que rodeiam a Terra (tal como a nossa casa de família) − tanto interna (Ex: Guerra Nuclear) como externamente (Ex: Impacto de Asteroide), como durante todo o seu período de Vida (neste momento uns 4,6 biliões de anos talvez a meio da sua existência) – e simultaneamente postos perante a necessidade absoluta (e inevitável) de na sua fase de desenvolvimento qualquer tipo de Ser Vivo (neles incluindo o Homem) ser obrigado a abandonar (por motivos se não evolutivos, pelo menos de mera sobrevivência) a sua Zona de Conforto (deixando o berço e os pais e mergulhando − decisivamente − no Outro Mundo).

 

O Homem na sua essência é um Nómada

Mesmo obrigando-o à monotonia tóxico-mortal do sedentarismo

E para sobreviver terá obrigatoriamente de se movimentar

Sair de Casa

Caso contrário sendo declarado morto

E infelizmente para nós extinto

 

Um dia, mais cedo do que tarde e de preferência este século (XXI), com o Homem lutando (mesmo que inicialmente sentindo-se derrotado) com todas as suas forças contra a claustrofobia (do meio ambiente artificial envolvente) cada vez mais asfixiante, galopante e perigosamente paralisante (deste quotidiano previsível, de miséria, monótono, não nos levando a lado nenhum), a virar-se decisivamente para o exterior perscrutando agora com toda a sua atenção e dedicação a profunda escuridão do Espaço: e replicando no Universo o que nós os portugueses fizemos (os nossos antepassados Navegadores) no passado nos oceanos.

 

Talvez tendo alguém (tal como o sucedido com os Navegadores/Descobridores) à nossa espera.

 

(imagem: universetoday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:08

20
Nov 12

O mosaico procura harmonizar a estética e o conforto

 

O MOSAICO

Os primeiros registos desta arte – onde muitas vezes se sentia a presença do divino e do sobrenatural – remontam a 3.500 A.C. na cidade de Ur (Mesopotâmia)

 

A imagem é a nossa representação (versão) condicionada, dos reflexos infinitamente repetidos da realidade.

 

Uma imagem é um conjunto de vários pontos agregados entre si e dando uma forma percetível a quem idealizou o modelo e posteriormente o construi, de modo a podê-lo integrar nas suas capacidades sensoriais e assimilá-lo sem perigos de rejeição a outras imagens anteriormente definidas e racionalmente arquivadas (a razão é mais uma das imagens criadas por nós, para assim podermos continuar a projetar com alguma coerência criativa, o nosso quotidiano pré-fabricado por segurança e irreal por limitação de liberdade).

 

O mosaico é uma construção geométrica criada pelo Homem.

 

A MATRIX

O Universo visto como uma simulação de computadores e controlado por entidades inteligentes, exteriores à nossa dimensão e realidade

 

O Universo poderá ser uma simulação experimental da realidade, colocada em cena por Entidades com um nível superior de conhecimento (comparativamente com o nosso) e dispondo de tecnologia extremamente avançada – e ainda incompreensível e perigosa, para já dispormos dela sem condicionalismos impeditivos de segurança – atuando na modelação da ocupação do espaço disponibilizado para esta simulação (pré-programada), com o objetivo de completar o esquema global de distribuição dos seres vivos, criando-lhes condições de fixação em zonas determinadas de certas galáxias e proporcionando-lhes um ambiente propício para o seu posterior desenvolvimento e expansão territorial. Essa simulação fará parte de uma experiência laboratorial a decorrer, com conteúdos e objetivos gerais não limitados a um único mosaico de realidade, mas estendendo-se também a realidades paralelas (e alternativas), formando um quadro geral agregado de mosaicos – distribuídos até ao infinito – e dispondo de um fio condutor comum, apresentado num quadro geral de repovoamento do Espaço.

                                                                                                                                   

(imagens: Mosaico/Corina Wales/EarthSky e Matrix/Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:13

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO