Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

21
Dez 17

Sobre os céus de Sochi na Rússia

 

“Tal como com os EUA e com os UK (dos países com mais relatos) com a Rússia igualmente ao alcance das Bolas de Fogo (oriundas do exterior do nosso Ecossistema).”

 

Numa clara demonstração oriunda do Espaço Exterior do que poderá significar um simples ponto de terra vagueando pelo Universo (uma insignificância praticamente indetetável), um pequeno objeto circulando no nosso Sistema (Solar) e tendo como sua referência a nossa estrela o Sol (aproximando-se, atingindo o seu periélio e afastando-se), entrou no passado dia 15 de Dezembro durante o período noturno na atmosfera terrestre (parte da Terra na altura não iluminada), explodindo, desintegrando-se e acabando por desaparecer sobre a região russa de SOCHI. Entre as várias hipóteses sendo claramente natural (nada de artificial, muito de habitual) e sem dúvida originado no interior do Sistema (Solar).

 

11a.jpg

1

A Bola de Fogo entrando na atmosfera terrestre

 

Um meteoro brilhante atravessando os céus da Rússia e com a dimensão aproximada de uma bola de futebol (norte-americana ou europeia) explodindo e desintegrando-se ao entrar na atmosfera a uma altitude de cerca de 20.000 metros. Pela altura do ano em que este fenómeno ocorreu estando certamente associado à Chuva de Estrelas GEMINID, este ano com o seu pico (máximo) a ser registado nestes dias de meados de Dezembro. Na imagem anterior (1) com o meteoro a introduzir-se na atmosfera terrestre, entrando de imediato em combustão (devido à fortíssima fricção) e emitindo um forte brilho. Explodindo e fragmentando-se como nos mostra a imagem seguinte (2).

 

11b.jpg

2

E desaparecendo depois de explodir e desintegrar-se

 

Com todo este episódio envolvendo mais um objeto celeste vindo do Espaço profundo (provavelmente um fragmento de um cometa/asteroide) e um dia tendo na sua rota (talvez como estação, talvez como apeadeiro) o planeta Terra, pela sua dimensão e irrelevância (como se fosse apenas mais uma das nossas Estrelas Cadentes de Verão) a ser desvalorizado pelas autoridades russas (não existindo impacto) e a nem ser sequer submetido ao IMO (Organização Internacional de Meteoros). E como THE WATCHERS também refere, suscitando desde logo especulações na Web com a chegada (inevitável) dos Teóricos da Conspiraçãosendo apenas mais uma comum Bola de Fogo/Estrela Cadente.

 

(dados: The Watchers ‒ imagens: Информационное агентство "Волгоград News"/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:38

09
Fev 14

Jogos Olímpicos de 2014 – Sochi – Rússia

 

“Terá sido a Tocha Olímpica replicada a partir dum modelo de nave alienígena? Alguns acham que sim, têm provas e talvez acusem Obama, Putin e a NASA de conspiração”!

 

Esquizofrenia

 

No início do mês de Novembro de 2013 – há precisamente três meses – a NASA juntou-se ao ex-KGB e actual presidente da Rússia Vladimir Putin, nos festejos dos 50.000.000 de dólares gastos em Sochi, com a organização dos fabulosos Jogos Olímpicos de 2014. Na zona intervencionada pela organização, como local ideal para a realização destes fantásticos jogos em homenagem do Grande Exemplar, aos canídeos e homossexuais saiu a fava – para uns sob a forma de bala (transformando-os em mortos) para outros sob a forma de prisão (transformando-os em zombies).

 

Tocha Terrestre

 

E por esse motivo a Tocha Olímpica teve o direito de passar uma temporada no meio do espaço: aquilo a que nenhum de nós terá direito, subalternizados ao mercado e à produção de mais-valia (espectacular). Enviada da minúscula Terra em direcção ao espaço infinito do Universo (que nos contem), o artefacto festivo terrestre foi colocado como um símbolo ou então como um sinal da nossa civilização, numa das maiores e mais admiráveis obras da civilização terrestre – a ISS (Estação Espacial Internacional). Três meses depois – Fevereiro de 2014 – começam os jogos.

 

Tocha Extraterrestre

 

Três meses passados sobre esta comemoração extraterrestre dum acontecimento terrestre, eis que surgem os adeptos da conspiração negativa, que nunca pretendendo descobrir a verdade, parecem lutar com um único objectivo: torná-la incompreensível e inatingível, provocando a confusão e o delírio e desaparecendo finalmente na concordância – não se fala mais nisso e passasse à notícia (oficial) seguinte. Um objecto voador não identificado é detectado acoplado à ISS, com a sinalização da data da ocorrência fixada no fim do mês anterior. Assim não vamos a lado nenhum!

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:20

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO