Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

17
Out 19

WALKING ROVERS

Aranhas Robóticas Britânicas para explorar a Lua

 

111.png

During the first mission the walking rover will move

10m from the Peregrine lander

and send Full HD video plus 3D LIDAR data

from its onboard sensors

(spacebit.com)

 

WALKING ROVERS

Aranhas Robóticas Britânicas para explorar a Lua

 

Muitos desejando que a missão fosse já hoje

lançada pelo poderoso foguetão VULCAN transportando o módulo lunar PEREGRINE

nele integrando o Aracnídeo-Robótico

− o WALKING DEAD ou o WALKING ROVER, como o queiram chamar

telecomandado à distância e de um hospício pelo conhecido

BREXITEER BORIS.

 

Agora que o Reino Unido se prepara para sair da Europa isolando-se ainda mais no interior da sua Ilha, dificultando ainda mais as comunicações entre a mesma e o continente, eis que um seu empresário (privado) da área das Tecnologias e do Espaço − Pavlo Tanasyuk, CEO da Blockverify (Blockchain and Space Entrepreneur) – talvez mesmo como contrapartida (seja consciente ou não, tanto faz) à política de isolamento proposto a todos os cidadãos britânicos e aprovada no BREXIT, sem outra opção viável (e credível empresarialmente) se vira inesperadamente para o Exterior, olhando para o Céu e vendo a LUA:

 

Com o fundador da SPACEBIT a planear enviar um WALKING ROVER para a superfície da Lua (ao estilo WALKING DEAD, só pensando em comer − recolher informação), na sua forma e aspeto fazendo lembrar um Aranhiço.

 

The mission will be launched by the first

ULA Vulcan mission in Q3 2021

(spacebit.com)

 

photo.png

 

Apresentando como inovação (alternativa às rodas) as suas quatro patas tornando-se no protagonista da primeira missão comercial (e de Exploração Espacial) do Reino Unido à Lua – juntando-se aos EUA, à Rússia e à China, os únicos países tendo até hoje colocado veículos motorizados sobre a superfície do nosso único satélite natural − (infelizmente) não se sabendo bem quando, talvez nos próximos anos (em princípio e correndo tudo bem, no Verão de 2020).

 

Num percurso de vida – de PAVLO TANASSYUK − orientado (com interesses em áreas comuns) em tudo semelhante (no trajeto e nos objetivos) − uma réplica − ao percorrido na América pelo dono da SPACE X o milionário (até ao momento não candidato a Presidente dos EUA) ELON MUSK.

 

-5.png

The walking rover will be delivered to the Moon's surface

by Astrobotic's Peregrine lunar lander spacecraft

(spacebit.com)

 

Uma “Aranha-Robótica (para sua orientação equipada de um sensor e duas câmaras) – certa e relativamente pequenina − operando com um misto de energia solar e baterias, capaz de suportar grandes amplitudes térmicas (-130°C a +130°C) e de alcançar relevos antes inacessíveis (altitudes positivas ou negativas) à dos tradicionais veículos motorizados equipados com várias rodas − como o ROVER CURIOSITY – pela sua forma de locomoção utilizada (um veículo pesando entre 1Kg/1,3Kg), tendo a oportunidade de explorar e estudar os tubos de lava lunares, algo nunca antes pelo Homem (mesmo não presencialmente) tendo sido possível:

 

E devido a esse compromisso (exploratório) sobre a superfície da Lua, estando (para já) projetada uma pequena marcha de cerca de 10 metros desde o local de aterragem do módulo lunar PEREGRINE (transportando da Terra para a Lua o seu/nosso Walking Rover) – sendo em 2021 provavelmente já sem “Trump” e ninguém se lembrando mais do tipo chamado “Boris (só mesmo podendo ser os lunáticos, tendo este apanhado “boleia”).

 

Apêndice

 

2016_36_brexiteers_medium.jpg

BREXITEERS-ALIENS FROM BRITAIN

[Coming in (may be going out, may God let it be so) from Space]

Um dos trios anteriores tendo negociado o Brexit, tendo como todos os outros infelizmente falhado e, no entanto, tendo continuando (de derrota em derrota) com o mesmo protagonista (central) – SPACE ALIEN BORIS − e pelos vistos tendo (segundo o próprio, BO) alcançado a Vitória – num final surpreendente (faltando saber para quem) e já com o vírus disseminado (não se vendo cura à vista, mais de 3 anos depois de declarada a doença − com o início do contágio confirmado a 23.06.16)

Publicado no próprio dia (17 de outubro de 2019) em que o Presidente da Comissão Europeia (Juncker) anuncia o estabelecimento de um acordo para o cumprimento do BREXIT (saída do UK da EU) − faltando apenas a confirmação por parte dos países integrando a EU e do parlamento do UK – com Boris Johnson (líder Conservador) reclamando vitória − indicando ser este “um grande acordo, mantendo o Reino Unido o controlo do mesmo (processo)” e Jeremy Corbin (líder Trabalhista) recusando-o (e não só ele e o seu partido) afirmando ainda ser pior que o anteriormente apresentado. Criando um Cenário imprevisível e de consequências inimagináveis − dividida ao meio como aparentemente parece estar (a nível de escolha política dos seus cidadãos) esta pequena Ilha Britânica (nem sequer chegando aos 70 milhões) – só possível de resolver (dar-lhe solução) estabelecendo um consórcio entre (pelo seu protagonismo atual) a SPACEBIT e a SPACE X, antecipando o início dos voos tripulados e o estabelecimento de rotas de colonização (extraterrestre) de outros corpos celestes – como a Lua e como Marte – e assim (finalmente) para lá enviando Nigel Farage, Boris Johnson e todos os restantes e verdadeiros (puros e fieis)  Brexiteers: deixando todos os outros e democraticamente − em vez de a transformarem num mero Entreposto Comercial Norte-Americano − usufruírem de tudo o que a Ilha graciosamente e em contacto com os outros (vivendo fora da Ilha) e como seus semelhantes (mesma espécie) oferece. Esperando para possíveis alienígenas (da Lua ou de Marte) e para seu bem (mental) que não estejam lá à sua (dos BREXITEERS) chegada − aconselhando-os a um voo (no mínimo) Interestelar.

 

(imagens: spacebit.com e newstatesman.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:58

02
Ago 14

If the tests of the Cannae Drive technology hold up, a trip to Mars could take weeks instead of months

(Carl Franzen – The Verge)

 

(Cannae Drive – cannae.com)

 

NASA has been testing new space travel technologies throughout its entire history, but the results of its latest experiment may be the most exciting yet — if they hold up. Earlier this week at a conference in Cleveland, Ohio, scientists with NASA's Eagleworks Laboratories in Houston, Texas, presented a paper indicating they had achieved a small amount of thrust from a container that had no traditional fuels, only microwaves, bouncing around inside it. If the results can be replicated reliably and scaled up — and that's a big "if," since NASA only produced them on a very small scale over a two-day period — they could ultimately result in ultra-light weight, ultra fast spacecraft that could carry humans to Mars in weeks instead of months, and to the nearest star system outside our own (Proxima Centurai) in just about 30 years.

 

The type of container NASA tested was based on a model for a new space engine that doesn't use weighty liquid propellant or nuclear reactors, called a Cannae Drive. The idea is that microwaves bouncing from end-to-end of a specially designed, unevenly-shaped container can create a difference in radiation pressure, causing thrust to be exerted toward the larger end of the container. A similar type of technology called an EmDrive has been demonstrated to work in small scale trials by Chinese and Argentine scientists.

 

While the amount of thrust generated in these NASA's tests was lower than previous trials — between 30 and 50 micronewtons, way less than even the weight of an iPhone, as Nova points out — the fact that any thrust whatsoever is generated without an onboard source of fuel seems to violate the conservation of momentum, a bedrock in the laws of physics.

 

Most impressively, the NASA team specifically built two Cannae Drives, including one that was designed to fail, and instead it worked. As the scientists write in their paper abstract: "thrust was observed on both test articles, even though one of the test articles was designed with the expectation that it would not produce thrust." That suggests the drive is "producing a force that is not attributable to any classical electromagnetic phenomenon," the scientists write. It may instead be interacting with the quantum vacuum — the lowest energetic state possible — but the scientists don't have much evidence to support this idea yet.

 

There are many reasons to be skeptical: the inventor of the Cannae Drive, Guido Fetta, has only a Bachelor’s Degree in Chemical Engineering and is operating his company Cannae as a for-profit venture. Still, the fact that such results were produced by NASA scientists is promising and should warrant further investigation.

 

(source: NASA – image: The Verge/Cannae Drive)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:03

26
Mar 12

             

 

Nós já estamos todos dentro da garrafa dos filhos dos extraterrestres. Só falta agora a mãe deles encontrar uma rolha, para nos fechar a todos lá dentro. Eles até oferecem a decoração interior – amor e uma cabana.

 

Space Aliens

 

      

Os Filhos

 

      

A Rainha

 

Neste país em extinção devemos tudo o que “temos” a um conjunto de “ocupas” que se acham no direito hereditário e divino de privatizar tudo o que podem, incluindo as pessoas que lhes pagam o salário, transformadas agora em simples mercadoria descartável – e para eles desprezível, não lucrativa e de desgaste rápido.

 

Numa mensagem desconhecida proveniente de um ainda não catalogado sector distante do Universo, cientistas alternativos portugueses descendentes da cultura popular que rodeou nos seus anos dourados a conhecida Escola de Sagres e que atualmente mantêm ligações caóticas com diversas lojas maçónicas solares, acham ter descoberto na sequência transmitida, uma ligação com uma linguagem simbólica utilizada nos primórdios da civilização extraterrestre provavelmente lunar ou marciana, há muito desaparecida no tempo e espaço, mas relatada em diversas fontes não reconhecidas oficialmente. E com a utilização de um simples descodificador de primeira geração, foi simplificada a tradução das intenções dos remetentes, que aqui transcrevemos resumidamente e como aviso:

 

      

 

“Destroy All Aliens Including The Queen”

 

(Space Rabbit Sex Machine)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:08

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO