Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Fev 14

Quanto aos nossos políticos só sabem mexer nos tomates para ver se ainda lá estão

(as mulheres tal como BB não passam de adereços)

 

BBBarbie

 

Cada um de nós tem o direito a usufruir da sua liberdade (e felicidade), apesar de em muitos dos casos não sermos nós a escolher o caminho para a atingir. Neste caso a loura Blondie Bennet obcecada desde a sua juventude pela figura da famosa boneca Barbie, resolveu contra o formato idealizado para a sua boneca anteriormente idolatrada, aumentar os seus seios – talvez por nunca ter encontrado o seu Ken. No entanto talvez por se sentir ainda insatisfeita com o resultado e por ainda se sentir profundamente ligada à boneca, BB decidiu como derradeira tentativa de se identificar (com a Barbie) e de se promover (junto de Kens alternativos), frequentar sessões de hipnoterapia de modo a tentar diminuir ainda mais o seu coeficiente de inteligência e transformar-se numa “excitante loura burra” – ou seja sem cérebro como a boneca.

 

A mulher que gostaria de ser de Plástico

 

"I just want to be the ultimate Barbie. I actually want to be brainless"

 

"I don't like being human, if that makes sense... Natural is boring... I would love to be like, completely plastic"

 

"I've had 20 sessions and I'm already starting to feel ditzy and confused all the time"

 

Acho tudo muito natural (por consciente), apesar de tudo o que se possa dizer em contrário: é que ao contrário desta loura que ainda pode escolher a máscara e o invólucro disponibilizado e autorizado – mesmo que sugerida por mensagens subliminares – nós nem nos apercebemos que em cima de nós já trazemos a marca do nada, em que transformaram a nossa vida. Só se nos transformarmos em Zombies.

 

(dados, imagens e texto em itálico – huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:00

20
Fev 12

“O medo e o desejo permeabilizam todos os sentidos”

 

 

Expulsa por mau comportamento ao ser apanhada de pernas-para-o-ar enquanto tentava imitar os gestos de um homem manipulando os seus tomates, mexendo esta por sua vez de uma forma fálica, libidinosa e provocatória, nos seus mamilos protuberantes.

 

O castigo foi aplicado sem recurso num espaço propício ao desejo, ao crime e a um arroz de cabidela. A vítima foi disponibilizada para todo o tipo de aplicações a duas testemunhas que preferiram não ser identificadas, como precaução contra falsas interpretações.

 

(imagem – menspulpmags.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:02

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO