Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Saturno, Planeta com Anéis

Quinta-feira, 29.07.21

[Tendo um simples telescópio à mão, sendo esta a melhor altura deste ano, para se observar o distante planeta SATURNO: e a noite de passagem de sábado para domingo, sendo a noite ideal.]

A caminho do seu ponto de maior aproximação ao nosso planeta neste ano de 2021, com o planeta SATURNO no dia de hoje a 1.3370 milhões de Km de distância da TERRA, no próximo dia 1 de agosto fixando-se a cerca de 1.3367 milhões de Km (menos 3 milhões de Km)

damianpeach_saturn_july212021.jpg

Saturno visto ao telescópio

(2021)

 

E encontrando-se este ano e por esta altura a Terra à menor distância de Saturno, sendo esta a ocasião ideal para o observar a partir da superfície do nosso planeta, tentando vislumbrar os seus famosos “Anéis” (sendo os anéis mais visíveis/brilhantes o Anel A/o mais interno e o anel B, no exterior estando o anal F):

Mesmo utilizando um pequeno telescópio (um auxiliar ótico) e desde que a meteorologia o permita (apresentando-se céu limpo) ─ apenas se visualizando como um pequeno ponto luminoso, a olho nu ─ e tendo-se ainda o bónus de ao encontrar-se em “oposição” (em relação ao Sol), sendo visível desde que o Sol se põe, até ao momento em que o mesmo nasce de novo ─ ou seja, toda a noite.

cassini_saturnstorm.jpg

Tempestade no Hemisfério Norte de Saturno

(2011)

 

Saturno o 6º planeta integrando o Sistema Solar mais distante da sua estrela de referência o Sol, executando a sua trajetória em redor da sua estrela (de referência) em cerca de 29,5 anos (movimento de translação) ─ o mesmo período de tempo em que a Terra executa quase 30 órbitas ─ e como consequência ao longo desses anos estando várias vezes em oposição (ou não).

Aproximando-se neste dia (29 de julho de 2021, pelas 23:00 horas de Portugal) tanto da Terra como do Sol, da Terra estando a 1.337,0 milhões de Km e do Sol estando a 1.448,6 milhões de Km. Pelo menos e à vista desarmada vendo-se um ponto brilhante no céu e utilizando um telescópio podendo-se ver no mínimo, os seus dois anéis mais brilhantes. A e B (destacando-se dos restantes).

(consulta: Phil Plait/syfy.com ─ imagens: syfy.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:42