Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

04
Jan 20

[Entre Estados e com um novo tipo de diálogo.]

 

“Obra da primeira figura do regime democrático dos EUA (segundo os factos e a lei internacional, origem do assassino), apresentando diplomaticamente (como mensagem, ao outro primeiro, ainda vivo) os restos mortais da segunda figura do regime ditatorial do Irão (olhando para as consequências desses factos, o assassinado).”

 

22959770-7847069-image-a-39_1578074158182.jpg

Qassem Soleimani's hand after the strike in the early hours of Friday

Soleimani's body was torn to pieces in the attack

His body could only be identified by the ring he wore on his left hand

(dailymail.co.uk)

 

Institucionalizando definitivamente o Assassinato,

como Arma Política.

(para quem ainda tinha dúvidas e levado a cabo

pela ainda maior potência militar global, os EUA)

 

snapshot1.jpg

The death of Iran's Major General Qassem Soleimani

in a U.S. air strike is reverberating around the world

(Global calls for 'de-escalation' after top Iranian killed/Reuters/yahoo.com)

 

“Alargando-se o Terrorismo Global ao nível do Estado (o Terrorismo Supremo, tal como o afirma e define os EUA, relativamente ao IRÃO), concluindo-se que o Terrorismo BOM será o Norte-Americano (estilo AL-QAEDA ou EXÉRCITO ISLÂMICO) e o Terrorismo MAU o Russo ou Chinês (estilo IRÃO ou COREIA DO NORTE).”

 

Demonstrando como a tecnologia ESPACIAL e a utilização de DRONES

 

− De preferência com um ataque covarde (“podes ir sem problemas”)

e executado pelas costas (“toma lá que já almoçaste”)

 

Pode assim se deseje e se possa conduzir à Execução sumária do Chefe do Estado-Maior do Exército de um estado soberano (a 2ª figura de estado do Irão)

 

– Reconhecido como tal pela UN

 

5e0f6133855cc26dde20d5ba.jpg

Trump was eating meatloaf and ice cream at Mar-a-Lago

as news of Iranian Gen. Qassem Soleimani's assassination broke

(Donald Trump eating an ice-cream bar at an NBA game in 2005/businessinsider.com)

 

Desde que essa entidade assuma o seu estatuto de TERRORISTA (nesse caso, estando-se perante um ato de Terrorismo de Estado) e o seu papel de MERCENÁRIO (como diriam os norte-americanos, utilizando os seus “mercenários privados” ou “contractors”):

 

E assim numa visita de um alto dirigente iraniano à capital do Iraque com conhecimento e autorização iraquiana, tendo informação dessa mesma visita e invocando medidas preventivas, com os EUA sob ordens do seu presidente Donald Trump a lançarem um ataque com drones ao aeroporto de Bagdade e a executarem sumariamente (após o desembarque fazendo explodir o seu meio de transporte) líder militar iraniano Qassem Soleimani.

 

Deixando-se aqui a questão de saber, o que sucederia se tivesse ocorrido algo de inverso:

 

Se por exemplo o Chefe de Estado-Maior do Exército Israelita tivesse sido assinado, por drones e mercenários iranianos.

 

Syria_pipelines.jpg

Recordando a Guerra Iraque/Irão de 1980/88

(provocado mais de 1 milhão de mortos)

com os EUA a apoiarem o Iraque do futuro ditador Saddam Hussein

tudo por causa do petróleo

 

E assim se comprovando a enorme importância do Espaço e dos Drones (da Ciência e da Tecnologia) na Guerra e na Vitória e na manutenção da Supremacia Global

 

Dos EUA (Império em Queda)

sobre o novo bloco em ascensão (China/Rússia)

 

Desvalorizando-se o sujeito (cada vez mais sedentários, estáticos) e sobrevalorizando o objeto (por princípio e evolução, tendo de ser obrigatoriamente dinâmicos).

 

(imagens: The Telagraph/youtube.com − Mark J. Terrill/AP/businessinsider.com − sott.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:18

Janeiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15

23

26
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO