Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Nov 19

Como se estivéssemos num Mundo Alienígena,

dando-nos para nosso usufruto,

dos ambientes mais extremos.

 

JY32pbCyZrTfHSwDUTEUUV-970-80.jpg

Fontes termais rodeando o vulcão de Dallol

(Etiópia)

Devido às condições ambientais extremas aí verificadas

(acidez/salinidade/temperatura)

Não apresentando qualquer tipo de sinal da existência de Vida

(Tolerância Zero)

 

Má notícia para todos aqueles que acreditam que a Vida se adapta a qualquer lugar, na Terra como até fora dela − ou seja, no Espaço exterior − com o exemplo destas fontes hidrotermais situadas na ETIÓPIA (sudeste africano) e inseridas numa superfície (quente) rodeando o vulcão de Dallol: com as fortes tonalidades observadas − esverdeadas e amareladas – sendo denunciadoras da sua composição (superácida, supersalgada, além de superquente) e ação (podendo em ação conjunta e numa situação extrema, tornar extremamente difícil a existência nesse local de Vida). Neste caso das fontes termais rodeando o vulcão Dallol, com as análises aí efetuadas a resultarem numa conclusão (a ser verdade, infelizmente) indiscutível: face à combinação extrema destes três fatores (forte acidez, elevada salinidade e altas temperatura) com as amostras aí recolhidas a estarem completamente desprovidas – como se se tratasse de um caso de “Tolerância Zero” − de qualquer tipo ou forma de Vida. Apesar de outras experiências anteriores não terem chegado à mesma conclusão (notando-se aqui e ali, algum resquício de vida) − segundo os cientistas, tendo sido menos rigorosas − dado o cuidado tido agora com todos os problemas de possíveis contaminações, com o resultado a levantar outros problemas (paralelos) e outras questões − como será o caso da existência de Vida para além da Terra, no Sistema Solar, noutras galáxias, no Universo:

 

“Scientists Find a Spot Where No Life Can Survive.

That's Bad News for Alien Hunters.”

(Yasemin Saplakoglu/livescience.com)

 

Se na Terra e dadas as condições ambientais extremas (e apesar de tudo o que de contrário a rodeia) existem lugares onde a percentagem de êxito de Vida é “Zero”, teremos que esperar que no Espaço e noutros ambientes semelhantes, a Vida (pelo menos tal como a conhecemos) será bem difícil de encontrar para os seus “Caçadores” − esperando ver nos “encontrados e extraterrestres” a sua imagem. Mas sozinhos ou mal-acompanhados um dia teremos (forçosamente) de abandonar este planeta, tendo para já escolhido um (para habitarmos mesmo que temporariamente, de passagem) por acaso (ou coincidência?) de condições bem extremas: um planeta perto de nós (a poucos meses de viagem) que mal lhe puséssemos o pé em cima (um objeto completamente exposto e sem nenhum tipo de proteção, sem atmosfera nem água), nem nos daria tempo para um ai quanto mais para um vislumbre – e para onde um milionário norte-americano (Elon Musk) pela sua ação podendo ser considerado “louco ou guru” enviou uma viatura (da sua empresa automóvel Tesla) − lançado inicialmente para o Espaço por outra empresa sua (a Space X) − conduzido por um insuflável (Starman, o Homem das Estrelas) mas nunca o alcançando (o planeta Marte). Mas se é certo que existem locais onde a Vida é inviável, a Terra também é por si uma prova, de que até os opostos podem coexistir (e porque não e tal como o caos e a ordem, completar-se).

 

(imagem: Shutterstock/livescience.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:25

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
22

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO