Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

04
Jun 17

Neste momento e aproximadamente em 10 semanas com os atentados a já terem provocado perto das 40 vítimas mortais e tendo já ultrapassado os 200 feridos (alguns deles graves).

4 Mortos+20 Feridos/semana

[E que se saiba não foram os Russos]

 

Com as Eleições Gerais na Grã-Bretanha marcadas para a próxima quinta-feira dia 8, verificou-se ontem (sábado) em menos de 3 meses o 3º atentado (com feridos e vítimas mortais) em território britânico: recordando-nos do atentado da capital na Ponte de Westminster (23 de Março) e do atentado no espetáculo de Ariana Grande na cidade de Manchester (22 de Maio), agora com um novo atentado algo parecido com o primeiro e também na capital mas agora na Ponte de Londres.

 

1496546076_1-org.jpg

Um dos 3 elementos abatidos pela polícia britânica

(utilizando um falso cinto explosivo)

 

No atentado de sábado tudo se tendo iniciado por volta das dez horas da noite na Ponte de Londres (uma das pontes que atravessam o rio Tamisa ligando a City a Southwark), com uma carrinha a mergulhar subitamente sobre os pedestres que aí circulavam (tratava-se de uma noite de fim-de-semana), seguindo de imediato na direção de uma zona comercial onde três individuo armados começaram a esfaquear todas as pessoas que encontravam. Até serem abatidos pela polícia.

 

1496546076_1-org b.jpg

Os outros 2 elementos abatidos pela polícia britânica

(um à esquerda e outro à direita do agente)

 

Num intervalo de poucos minutos (8’) iniciado com o aparecimento da carrinha (Ponte de Londres) e concluído com o abate a tiro dos três indivíduos envolvidos no ataque (Mercado de Borough), tendo-se registado pelo menos 7 vítimas mortais e quase meia centena de feridos. Levando o Governo de Theresa May neste momento dramático e agora que estamos a 3 dias das Eleições, a chegar finalmente a uma conclusão óbvia e tomar a iniciativa (perante os COBRA e falando de terrorismo):

 

"We cannot continue as we are. Things need to change."

 

E com as Eleições na Grã-Bretanha aí à porta (com o inicialmente derrotado o Trabalhista Jeremy Corbyn cada vez mais próximo da líder Conservadora e 1ª Ministra Theresa May), com os atentados a prosseguirem um pouco com todo o lado (agora tendo Londres como um dos alvos prioritários), com a Guerra nos países árabes a não ter fim estando mesmo a expandir-se (Líbia, Síria e Iémen) e com o caos político instalado no Mundo Ocidental (com a eleição de Trump e de Macron envoltas numa possível e delirante manipulação russa), com a Luz ao Fundo do Túnel conduzindo à ainda possível salvação do Velho Continente (agora que a Europa se fossilizou sobre si própria, pensando consolidar-se e simultaneamente virando as costas à Rússia, uma autoestrada preferencial aberta rumo ao mercado asiático) a mostrar-se cada vez menos intensa (crise económica) e originada numa passagem cada vez mais estreita (imposta pelos EUA na defesa dos seus interesses), deixando a este espaço e a todos os que nele residem menores perspetivas de Paz e a importação da Guerra para o interior dos seus territórios (e das suas famílias).

 

Mas será que a Europa já se esqueceu da II Guerra Mundial (1939/1945)?

 

(imagem: Gabriele Sciotto)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:32

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
15
16

20
24

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO