Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

17
Ago 14

Novos Ficheiros Secretos – Albufeira XXI

(Guerra Biológica)

 

A primeira ideia que me veio à cabeça é que se tratavam de panelas de pressão – mas não!

 

Logo no primeiro dia à frente da minha empresa de serviços dedicada ao Catering recebi por parte duma unidade hoteleira da minha cidade um pedido urgente para um almoço a realizar no dia seguinte pelas 13h00 e a ser servido numa grande sala dum conhecido espaço multiusos a exactamente mil convidados. O pedido era feito duma forma exigente e pormenorizada, insistindo particularmente na apresentação dum prato nobre principal que consistiria – como não poderia deixar de ser numa terra de pescadores do litoral sul algarvio – numa cataplana de peixe e de marisco locais. O único problema residia no facto incontornável por contratual das mil cataplanas que teriam que ser confeccionadas individualmente, completamente à vista dos seus consumidores e ficando prontas a ser degustadas todas à mesma hora.

 

Estava perante um verdadeiro exército robotizado capaz das mais delicadas operações – como cozinhar!

 

Foi aí que me surgiu a ideia brilhante de utilizar o kilobot, um simples robot de fácil construção associado à utilização de tecnologia ligada aos nanobots e que adaptado às minhas necessidades poderia resolver num instante o meu problema: já me estava a ver comandando um exército constituído por um milhar de cataplanas banhadas a cobre e brilhando ao Sol, marchando ordenadamente e formando um quadrado perfeito em direcção aos seus já extasiados e salivados degustadores, surpreendidos na sua derradeira visão (ocorrida mesmo antes do contacto) pelo odor antecipado e talvez traidor (por não vir acompanhado) dos vapores transmitidos pelo ar. A empresa contratada era de origem asiática, garantindo ter disponível em menos de seis horas as mil máquinas necessárias. Na sua essência o Evento foi em si mesmo um indesmentível momento sucesso, com todos os convidados a saírem completamente satisfeitos com o produto gastronómico apresentado e com este maravilhoso prazer partilhado e pelos órgãos dos sentidos replicados. Mas o pior aconteceu mesmo depois do final (o Atentado): na execução da tarefa de recolha às suas unidades de armazenamento e de transporte, juntamente com as unidades de kilobots surgiram os respectivos convidados (infelizmente e por manipulação do seu ADN já irreversivelmente inutilizados).

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:14

Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
15


30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO