Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

24
Jul 15

“The first exoplanet orbiting another star like our sun was discovered in 1995. Exoplanets, especially small Earth-size worlds, belonged within the realm of science fiction just 21 years ago. Today, and thousands of discoveries later, astronomers are on the cusp of finding something people have dreamed about for thousands of years -- another Earth.” (NASA)

 

KEPLER-452B

 

452b_artistconcept_beautyshot.jpg

Planeta Kepler-452b
(ilustração)

 

A NASA acaba de nos confirmar numa conferência de imprensa realizada hoje (dia 23), de que podemos estar prestes a descobrir um irmão mais velho e maior do que o nosso planeta Terra: um planeta com cerca de 6 biliões de anos (mais velho que a Terra em 1,5 biliões de anos), com um diâmetro aproximadamente 5/3 do da Terra e localizado a cerca de 1400 anos-luz do Sistema Solar (onde a Terra está integrada). Com a particularidade especial de que este planeta se encontra na zona de habitabilidade da sua estrela de referência (tal como acontece com o planeta Terra e com a sua estrela de referência o Sol), estrela essa ligeiramente maior que a nossa (na ordem dos 10%) e situada a pouco maior distância (Sol/Terra = 150 milhões quilómetros) do planeta em causa (uns 5%): falamos do planeta Kepler-452b.

 

fig3-searchinghabwrlds.jpg

À procura de mundos habitáveis

 

Só falta mesmo lá chegar: numa viagem que levaria a bordo de uma das agora tão faladas sondas norte-americanas, mais de 25 milhões de anos a percorrer a distância entre estes dois sistemas planetários. Sempre o problema do Espaço e da sua sistemática incompatibilidade com o Tempo.

 

fig5-scale_of_452_system.jpg

Comparação de vários sistemas planetários

 

Um sistema planetário que integra na sua constituição uma estrela semelhante ao Sol, um planeta proporcionalmente também muito parecido com a Terra e sensivelmente apresentando a mesma distância entre eles (estrela/planeta): o que até poderá significar que este planeta poderá apresentar muitas características muito semelhantes ou até idênticas às da Terra (como temperaturas e pressão atmosférica) e poder ter água líquida à sua superfície. E onde há Água poderá existir sempre Vida. E se Kepler-452b até apresenta um movimento de translação em redor da sua estrela muito semelhante ao da nossa Terra (385 dias), não nos custará assim tanto manter por mais uns (provavelmente muito longos) tempinhos, a nossa ilusão de que este planeta (tal como outros entretanto já inscritos na lista e com divulgação próxima) ainda poderá ser nosso.

 

(imagens – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:03

Julho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO