Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

25
Jul 18

[E já agora o Verão.]

 

Concluindo-se que os BEBEDOLAS se concentram nas ilhas NORFOLK (2141 habitantes) logo seguidos de perto pelos da cidade do VATICANO (1000 habitantes). Mas com o maior Consumidor/Produtor (até pela dimensão e em termos de comparação) – e porque não o Melhor – a ser sem dúvida PORTUGAL.

 

beautiful_vineyard_7.jpg

Itália

(Região da Toscânia)

O Maior Produtor de Vinho em 2017

Suplantando a França

 

Numa análise rápida e interessante (até para análise do seu consumo no nosso país) à produção de VINHO no ano de 2017 e a nível Global (ou seja em todo o planeta Terra), poderemos constatar (tal como seria de esperar) a posição de relevo de PORTUGAL, tanto na EUROPA como em todos os (outros) territórios deste Mundo: face aos tradicionais produtores (europeus) – Itália, França e Espanha – agora complementados pela Alemanha; e aos mercados emergentes cada vez mais seus (da Europa) concorrentes – EUA, Austrália, África do Sul, Argentina e Chile; juntando-se ainda PORTUGAL fechando o TOP 10 Mundial.

 

Os Dez Maiores Produtores Mundiais de Vinho

Indicando Igualmente o RM destes se entre os 20 maiores consumidores

(neste último caso por ano e por pessoa)

 

Países

RM

(Produtores)

Milhões hl

(produzidos)

RM

(Consumidores)

Garrafas/Pessoa (consumidas)

Itália

39,9

10º

45

França

36,7

54,4

Espanha

33,5

-

-

EUA

23,9

-

-

Austrália

13,9

-

-

África Sul

10,8

-

-

Argentina

10,7

19º

31,6

Chile

9,5

-

-

Alemanha

8,1

16º

33,5

Portugal

10º

6,6

61,8

(RM: Ranking Mundial de 2017 hl: hectolitros)

 

beautiful_vineyards_1.jpg

Portugal

(Região do Douro)

Entre os 10 Maiores Produtores de Vinho de 2017

O Maior Consumidor por pessoa

 

E aos quase 40 milhões de hl pela ITÁLIA produzido (Medalha de Ouro da Maior Produção) respondendo PORTUGAL com menos de 7 milhões, num país de área total de 92.256 Km² (área de Itália 301.338 Km²) e com 10.374.822 de habitantes (habitantes em Itália 60.665.551) – menos de 1/3 da área e cerca de 1/6 da população. E no entanto considerando os 10 Maiores Produtores (Mundiais de 2017) com PORTUGAL a ser destacado o Maior Consumidor (por pessoa) – deixando um dos mais famosos produtores – a FRANÇA – a cerca de 7,5 garrafas (anuais) de distância: com o consumo médio (de Vinho) em Portugal no ano de 2017, a andar um pouco acima de 1garrafa/semana/pessoa (1,2). E só sendo suplantado no CONSUMO de VINHO (a nível Mundial) por um Quarteto Europa/Oceânia: na Europa em 4º surgindo a CROÁCIA (63,3G/P), em 3º o Principado de ANDORRA (66G/P) e em 2º a cidade do VATICANO (76G/P) e na Oceânia em 1º (Medalha de Ouro do Maior Consumidor por pessoa) surgindo as ilhas NORFOLK (77,8G/P).

 

vatican-640x480.jpg

Vaticano

(Cidade do Vaticano)

Sendo sem Produção o Vice-Campeão Mundial no consumo/pessoa

Talvez a maior surpresa (ou não) entre os Consumidores de Vinho de 2017

 

Razão pela qual neste época festejando o Verão e as Férias (na Serra ou no Litoral), devendo-se usufruir de tudo tirando-se o máximo prazer (com o tempo envolvente e sempre pronto a ajudar) seja no ato SEXUAL, no ato GASTRONÓMICO ou no ato da DEGUSTAÇÃO de BEBIDAS: com um Maduro, um Verde ou um Rosé (fresquinho e natural) substituindo um (certamente nocivo e ineficaz) refrigerante.

 

Hoje dia 25 de Julho (quarta-feira) pelas 01:00 (da madrugada) em Albufeira e com a temperatura nuns agradáveis 19⁰C – na Grécia devido aos incêndios de ontem com as vítimas mortais para já a caminho das 80 (em tudo fazendo-nos lembrar o ocorrido em Portugal no ano passado) – devendo-nos congratular pela ONDA de INTENSO CALOR varrendo (quase) todo o Hemisfério Norte (Europa/Ásia/América do Norte), não ter felizmente chegado ao extremo da Península Ibérica ou seja a Portugal (graças a uma aragem fresquinha vinda do oceano Atlântico). Convidando-nos a mais um copo (dos Nossos) antes de adormecer.

 

[E neste último mês batendo o record da fatura mais baixa de Eletricidade – nos meses que ainda me lembro (pelo menos nestes últimos anos) – poupando no tempo frio (usando menos o aquecedor) e agora no tempo quente (usando menos o ar condicionado) talvez uns 25%.]

 

(dados: fdfworld.com/movehub.com – imagens: winerist.com/thedrinksbusiness.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:04

Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

15


29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO