Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

28
Jul 19

[Voador, Ovíparo, Cantor e Irracional.]

 

[Birds spend a lot of time and energy singing, but they don’t do it the same way in every season of the year. And some can’t sing at all. What’s the purpose of birdsong?” (David Steadman, Curator of Ornithology, Florida Museum of Natural History, University of Florida)]

 

16550311496_b95942e748_k-e1563823675621.jpg

Pequena Ave

− Olive-backed eufonia −

Fotografada na Costa Rica

 

Ao contrário da imagem deixada pelo filme (de 1963) “Os Pássaros” (baseado num conto de Daphne Du Maurier) do realizador e “Mestre do Suspense(britânico) Alfred Hitchcock (1899/1980), transformando as AVES (gaivotas, pardais, corvos, etc.) no protagonista de uma obra do género de Terror

 

– Face aos ataques sistemáticos e organizados das Aves, colocando a localidade costeira de Bodega Bay em polvorosa, não só pelo perigo representado para a sua população (face ao ataque às pessoas), como até para os restantes animais (levando ao nervosismo das galinhas deixando de comer, e ao silêncio dos pardais domésticos deixando de cantar) –

 

A confirmação de que sendo (as Aves) um elemento “Vivo” pertencendo (em extensão/compreensão) ao mesmo conjunto (ou Ecossistema) – “não fosse um Animal como nós” – muito de comum terá de existir (por exemplo) entre as Aves e o Homem: entre eles e replicando o mesmo processo (utilizando o mesmo Molde), muitos dos seus comportamentos e atitudes como se compartilhássemos (correto) partes do mesmo ADN.

 

Como por exemplo marcando o território (o seu local de liberdade), atraindo o companheiro (necessário para a sua reprodução/não extinção) e até migrando (por necessário e por nomadismo de sobrevivência) – e por vezes (como as Andorinhas) deslocando-se entre grandes distâncias − adaptando-se (à natural evolução da situação) por outros motivos (aparentemente que não os nossos), mas tal como nós escolhendo os melhores locais para passar confortavelmente todo o ano “Meteorologicamente” falando.

 

snapshot.jpg

Cada pássaro com o seu tom de voz particular e identificador

Com uns passando a vida a cantar, outros nem tanto

E outros ainda optando pelo silêncio

 

Um animal-voador

 

– O nosso pássaro OLIVE-BACKED EUFONIA

 

Caracterizado pelos seus dotes musicais, capaz de nos conduzir e embalar (espiritualmente) nas suas melodias harmoniosas e envolventes (naturais),

 

Servindo-se das suas cantorias (atrativas e intrusivas) e gastando toda a sua energia “cantando”, não só marcando o seu território (soberano), como convidando e cativando a sua “cara-metade” (garantindo a reprodução da espécie),

 

Para além de nos deliciar com as suas “operetas”:

 

Definindo-se com a sua interpretação musical, reconhecendo a sua espécie e outras e até por associação (ligando cantorias e cantores) − utilizando a sua memória visual − territórios e locais de passagem. Com todos eles cantando ou tentando, em casa (mesmo ao nosso lado) tal como em viagem (migratória à procura do bom-tempo).

 

(texto: sob artigo EarthSky/earthsky.org − imagens: Andy Morffew/earthsky.org e Cornell Lab of Ornithology/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:28

Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

15

26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO