Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



William Shakespeare (séc. XX/XXI)

Quarta-feira, 26.05.21

Para se defender um conjunto (um órgão/uma família) tendo que se defender cada um dos seus elementos (células/próximos e afastados), só assim se evitando a invasão (doença/parasitação).

36582514-9617383-The_second_patient_in_the_world_t

William Shakespeare

(2º Homem/1º homem no Mundo,

a ser vacinado contra a Covid-19)

 

Aproveitando a oportunidade dada por William Shakespeare,

─ Não o escritor inglês tendo vivido no séc. XVI, mas um outro cidadão seu compatriota e com o mesmo nome, tendo atravessado os séc. XX/XXI (tendo-nos deixado na passada quinta-feira 20 de maio aos 81 anos de idade não por Covid-19, mas por doença prolongada)

Conhecido como 1º homem a ser vacinado no Mundo (a 8 de dezembro de 2020, não com a AstraZeneca/inglesa & sueca, mas com a Pfizer Biontech/americana & alemã) contra a doença Covid-19 (sendo o 1º Homem uma mulher, Margareth Keenan, ainda viva e com 91 anos de idade),

"Bill was so grateful for being offered the opportunity to become one of the first people in the world to be given the vaccine. He often talked to people about it and would always encourage everyone to get their vaccine whenever he could.” (Joy Shakerpeare)

Para além de todos os elogios proferidos pelos que o conheciam e pelas suas boas referências (como homem bom que era) apresentadas pela comunidade onde sempre viveu (mais alargada, política, Trabalhista) e ainda,

Pelo exemplo que deu ao deixar-se levar por uma campanha meritória como o de incentivar as pessoas a tratarem-se e prevenirem-se no sentido de preservarem a sua saúde neste caso com as vacinas contra o coronavírus,

maxresdefault.jpg

Margareth Keenan

(1º Homem/1ª mulher no Mundo,

a ser vacinado contra a Covid-19)

 

Não deixando de destacar para além do protagonismo útil e necessário deste cidadão inglês de Coventry, “deixando-se utilizar para promover o Bem-estar e a Saúde no Reino Unido assim como (por “contágio”) em todo o Mundo”, a frase da sua esposa referindo-se à família e ao papel do seu marido William Shakespeare, desenvolvido “entre os seus” (a sua “célula”, demonstrativo):

"Most of all he was a wonderful husband, father and grandfather, nicknamed Pop Pops by the grandchildren. He left a huge imprint on everyone who knew him and will be greatly missed." (Joy Shakerpeare)

Igualmente e para todos nós, querendo manter a nossa identidade, cultura e memória (o símbolo de soberania/independência, de qualquer território/população), uma homenagem sempre devida (caso contrário não estaríamos por cá a usufruir deste espetáculo, lamentando-se apenas ser tão curto/mantendo a fé, pelo menos por aqui) aos nossos antepassados (pais, avós e por aí fora).

[Na Grã-Bretanha com a esperança média de vida a andar pelos 79 (e mais uns mezinhos) nos homens e em pouco mais de 83 nas mulheres ─ como se vê, vivendo estas em média +4 anos ─ como o comprovam William Skakespeare (WS) e Margareth Keenan (MK), ambos vacinados (pelo seu percurso de vida), ele nos 80/já tendo partido, ela nos 90/ainda bem vivinha. Servindo igualmente para afirmar que o vírus não escolho (como alvo preferencial) “nem sexo nem idades”, apenas os mais suscetíveis, os mais doentes, os mais pobres, os mais expostos. E até para falar nisto e expormos e confrontarmos as nossas ideias (Evoluindo), servindo os exemplos de WS e MK.]

(imagens:  PA/dailymail.co.uk ─ i.ytimg.com/dailydot.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:43


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.